9 músicas do BTS que foram inspiradas na literatura!

Anúncio

9 músicas do BTS que foram inspiradas na literatura!

Mais uma vez o BTS voltou com um álbum que nos leva a refletir e analisar cada foto, conceito, música e videoclipe. Desde o início de sua carreira o grupo tem o hábito de elaborar suas músicas com letras ricas e profundas que referenciam diferentes manifestações artísticas, com a literatura sendo sua principal musa. Os conceitos não apenas fazem com que os fãs saiam à caça de novas pistas a cada trabalho, mas também nos encorajam para que estes fiquem estimulados ao colocar em foco diversos assuntos e temas relevantes.
Combinando aprendizado e entretenimento, aqui está uma seleção de músicas do grupo que foram profundamente inspiradas em obras literárias.

1. “Butterfly” – Kafka à beira-mar de Haruki Murakami

A letra de “Butterfly” reflete um dos dois enredos que constroem a história de “Kafka à Beira-mar,” do escritor Murakami, que envolve um jovem de 15 anos que foge para escapar de seu destino. Além disto, RM faz referência direta ao romance ficcional em um de seus versos: “Não sei se isso é a realidade ou um sonho, meu Kafka à beira-mar, não vá para aquelas florestas.”

2. “Blood, Sweat & Tears” – Demian de Hermann Hesse

Como presenciamos através de uma série de curtas metragem, o segundo álbum completo de estúdio do grupo, WINGS, foi inteiramente inspirado no clássico da literatura alemã. Referências em forma de citação e cenas simbólicas sobre reinos e tentação, e muitos outros tópicos sobre a história de amadurecimento escrita por Hesse foram vividamente retratadas no videoclipe de “Blood, Sweat & Tears,” despertando nosso interesse e alimentando a curiosidade em relação ao intrigante enredo do romance.

3. “Spring Day” – Aqueles que se afastam de Omelas de Ursula K. Le Guin

Desde que tivemos o primeiro gostinho de literatura no trabalho do BTS, era só uma questão de tempo para outras obras do gênero  aparecessem em trabalhos do grupo. O letreiro “Omelas” presente no MV de “Spring Day” nos levou ao conto filosófico onde o estado constante de paz em uma pequena cidade recai sob a miserável vida de apenas uma criança, o que faz com que alguns habitantes se afastem da cidade, uma vez que despertam para a realidade da situação. De maneira similar, podemos ver alguns recortes do conto se revelarem ao longo do MV.

4. “Serendipity” – A Flor de Kim Chun-soo

[TRAD] Antes de chamar seu nome
eles não eram nada
além de um gesto

Quando eu chamei seu nome
eles vieram até mim
e se tornaram uma flor

Como eu chamei pelo seu nome
alguém pode por favor chamar meu nome
que combine com a minha leveza e fragrância?
Eu, também, espero chegar até eles
e me transformar em sua flor.

Todos nós esperamos ser alguma coisa
Você, para mim, e eu, para você,
esperamos nos tornar um olhar que não será esquecido.

Esse poema clássico sul-coreano com certeza teve grande repercussão ao longo dos anos, e foi trazido de volta ao holofote através do MV da intro de Jimin. A referência principal está no desejo de que alguém se torne a flor de outra pessoa, o que reflete o desejo de validação por aqueles que amamos.

5. “Pied Piper” – O Flautista de Hamelin do folclore Alemão

Música exclusivamente escrita para os ARMYs e que foi recebida com muito amor! A letra abre uma reflexão sobre a dedicação do fandom de maneira divertida, onde o BTS compara a devoção de seus fãs ao feitiço mágico que o flautista de Hamelin impelia nas crianças ao tocar o instrumento.

6. “Sea” – 1Q84 de Haruki Murakami

BTS e Murakami novamente! Talvez a maior inspiração aqui seja o fato da letra de “Sea” descrever um mundo que é próprio do BTS, com algumas pistas que estão presentes no universo deste romance distópico. A música, que é uma faixa-oculta de Love Yourself 承 ‘Her,’ também traz uma citação extraída diretamente da obra: “Onde há esperança, há desafios.”

7. “Magic Shop” –  A Maior de Todas as Mágicas de James R. Doty

Desta vez a fonte de criatividade do BTS veio de uma experiência alheia: “A história de um neurocirurgião e suas descobertas sobre o poder da meditação e da compaixão” é o título completo da autobiografia do Dr. Doty, onde ele introduz a loja mágica que nos permitiria realizar mudanças fundamentais em nossas vidas, começando com nosso cérebro e coração. Seguindo os passos de Doty, o grupo se coloca como a loja mágica dos ARMYs, onde os fãs podem encontrar coragem e conforto para se tornarem as melhores versões de si mesmos.

8. “Anpanman” – Anpanman de Takashi Yanase

Um tanto diferente das outras obras já citadas na lista, esta em particular trouxe muitas memórias de infância para alguns ARMYs! Anpanman é uma adaptação literal das histórias em quadrinho do super-herói de mesmo nome, que mais tarde se tornou um anime. Desde a letra alto-astral à coreografia divertida, o herói está presente por toda a música.

9. “Persona” – Jung: O Mapa da Alma de Murray Stein

O mais novo trabalho do BTS trouxe uma nova bibliografia para ser devorada e destrinchada pelos ARMYs. Através deste livro, os fãs puderam conhecer os elementos básicos da teoria psicológica proposta por Carl Jung. RM é o responsável por introduzir o álbum, Map of the Soul: Persona, com a intro “Persona” que destaca alguns componentes básicos da estrutura psíquica da teoria junguiana através da letra e de componentes visuais no videoclipe. Não deixe de pausar e analisar o quadro negro e muitos outros detalhes no MV!

Fonte: Soompi

Artigos | por em 23/04/2019
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio