SITE: Bangtan Brasil - Fã Base
VERSÃO: 1.4 - SPEAK YOURSELF
DESDE: 29.03.2013
VISITAS: ARMYs
Bulletproof Boy Scouts (em coreano: 방탄소년단) é um grupo masculino sul coreano de hip-hop formado pela Big Hit Entertainment. Geralmente conhecidos como BTS, são também chamados de Bangtan ou Bangtan Boys. Eles estrearam em 13 de junho de 2013 com sua... LEIA MAIS
SEJA BEM VINDO À BANGTAN BRASIL, A PRIMEIRA E MAIOR FÃ BASE BRASILEIRA DO BTS. FEITA DE FÃ PARA FÃ!
Publicado em 10.08.2018
A ascensão dos fanboys no K-Pop: por que mais homens são parte do cenário?
Entenda a ruptura da visão tradicional de como fãs de grupos pop masculinos são

Por que mais homens estão desafiando ideais de masculinidade para ser fãs de idols?

A audiência tradicional do K-pop está mudando, com mais fanboys do que nunca dando apoio a boy groups e quebrando moldes de gênero.

 

A separação de gênero [existente no] K-pop sempre foi distintivamente pronunciada, onde boy groups são primariamente criados e destinados para atrair fãs mulheres e as principais fanbases de girl groups são compostas por homens. Esse tema básico vem, por muitos anos, colorindo tudo que compõe a formação de grupos idol, desde o styling (conceitos Lolita ou pouquíssima roupa, para as mulheres) até fan service, o que, para os homens, pode significar vestir-se de menina para ser ‘seduzido’ por seus companheiros de grupo, e fazer aegyo (barulhinhos fofos e gestos que são tanto galanteador quanto afetuoso), que acentua a “atração” de namorado ou uma natureza doce.

O público, no entanto, está mudando, ainda que o conteúdo que consomem não esteja. E enquanto meninas apoiarem girl groups não seja incomum, homens se tornarem fãs de boy groups, ainda é.

A medida que o K-pop se espalha mais profundamente na cena popular do Ocidente, o número de fanboys internacionais estão aumentando. Enquanto o preconceito e o racismo para com o K-pop e seus idols permanece, fanboys globais, que variam em idade, raça e sexualidade, estão abertamente se declarando fãs online e na vida real, rompendo a visão tradicional de como fãs de grupos pop masculinos se parecem. Conversamos com cinco fanboys sobre o seu amor pelos boy groups, suas famílias em fandoms, e como ser um fanboy no K-pop os ajudou a entender melhor os conceitos de masculinidade e também a si mesmos.

 

Hussan Ou-aly, 32 anos
Localidade/Nacionalidade: Marrocos / marroquino
Fandom: BTS / ARMY

Como você conheceu o BTS?

Comecei a gostar de K-pop em 2016 porque queria me aproximar da minha irmã mais nova. O que eu mais amo sobre o BTS é que eles estão fazendo músicas com significados pessoais para eles e eu sou capaz de ouvir minhas próprias lutas, preocupações e esperanças em suas canções.

Como o seu fandom reage aos fanboys?

Os ARMYs têm me dado muita força e eu fiz muitos amigos novos de diversas partes do mundo. Eu tento o meu melhor para ser o mais ativo possível e isso me fez aprender muitas coisas novas; em 2016, eu aprendi inglês e isso é graças ao BTS e aos ARMYs.

Por que você acha que homens tendem a não se tornarem fãs (abertamente ou não) de boy groups?

Eu acredito que seja por causa da maneira como a sociedade olha para nós e toda a masculinidade tóxica que a permeia. Eu, pessoalmente, não me importo com o que as pessoas pensam de mim, mas eu entendo que não é uma coisa fácil para muitas pessoas. Mas é simplesmente a música que você gosta ou não. Só isso.

 

Angel, 18 anos
Localidade/Nacionalidade: Estados Unidos/norte-americano
Fandom: BTS/ARMY

O que você admira no grupo?

O que eu amo sobre o BTS é que eles usam suas plataformas sem remorso para conscientizar acerca de saúde mental, problemas sociais, violência e eles dão voz para muitos de nós através de suas músicas. Ao ser ativo no fandom, tive um entendimento mais profundo sobre vários aspectos como trabalho em grupo, aceitação, respeito e, o mais importante, sobre como apreciar músicas bem feitas.

Ser fã de um boy group mudou suas ideias sobre o que é masculinidade?

Não mudou porque, antes mesmo de ser fã do BTS, eu sempre acreditei que ser homem significa ser um ser humano decente que respeita a todos igualmente, não importando o gênero ou sexualidade. Masculinidade é o que você quer que seja, não o que a sociedade diz que homens devem ser.

 

Os trechos que não tratavam sobre o BTS foram omitidos. Leia a matéria na íntegra, em inglês, clicando aqui.

 

Fonte: Metro
Trans eng-ptbr; nalu @ btsbr



Comentários: