A profecia de SUGA, a mixtape perdida de JungKook e o significado de ‘PERSONA’

Anúncio

A profecia de SUGA, a mixtape perdida de JungKook e o significado de ‘PERSONA’

Os heróis do K-pop encontraram a imprensa em Seul com uma mega transmissão online para revelar os segredos por trás do seu álbum “quebrador-de-recordes”.

No dia 12 de abril, o BTS fez o mundo do pop entrar em frenesi com o lançamento de seu mais novo álbum, Map of the Soul: Persona. Em casa, na Coreia, após se tornarem donos do palco do Saturday Night Live, os sete integrantes realizaram uma coletiva de imprensa no dia 16 de abril para responder perguntas e revelar detalhes sobre o novo álbum, o lugar do grupo no livro dos recordes do K-Pop, como foi trabalhar com Halsey, os poderes psíquicos de SUGA e muito mais. Selecionamos os assuntos mais relevantes do evento:

Os ARMYs foram a verdadeira inspiração para Map of the Soul: ‘Persona’

Como de costume, não levou muito tempo para o BTS dar crédito aos seus fãs. Ao responder uma pergunta sobre a inspiração por trás do novo álbum, RM chamou os ARMYs de ‘a maior inspiração de todas’. Como ele explicou, PERSONA começou com uma reflexão acerca dos últimos dois anos e meio e as discussões sobre como o amor próprio é o início do amor verdadeiro, mostrado na série Love Yourself. RM disse que o grupo também olhou além deles mesmos para as inspirações: “Começamos esse processo sendo curiosos sobre o que nossos fãs estão fazendo,” ele disse. “A alegria e felicidade dos fãs é a alegria e felicidade que nós sentimos também.”

SUGA está cauteloso com as novas profecias

Uma pessoa parece ter previsto todos os grandes sucessos do BTS – nosso amado SUGA. Como um Nostradamus do rap (ou Minstradamus, como ARMYs o chamam), tudo que ele diz parece virar realidade.

Em um vídeo da coletiva de imprensa sobre Love Yourself 轉 ‘Tear’ inclusa no vídeo de abertura, o rapper lista os sucessos nos charts dos Estados Unidos, uma turnê em estádios, ir ao Grammy e se tornarem um dos artistas mais influentes do mundo, com uma advertência: “Seria legal se todos esses sonhos virassem realidade, mas porque eles não podem se realizar, não é fácil dizer em voz alta.”

Desde então o BTS provou que essa declaração estava muito, muito errada, por isso queríamos saber o que vem a seguir para se tornar realidade na lista de SUGA. Jin, que tinha a palavra quando a pergunta foi escolhida, respondeu primeiro, colocando importância na reação dos ARMYs sobre Map of the Soul: ‘Persona’ em relação às distrações externas. “Este álbum é sobre aproveitar (o tempo) e nos divertir com os fãs,” ele disse. “Então nosso objetivo seria desfrutar nosso tempo junto com eles.”

Quando SUGA teve sua vez de responder, ele disse que, ao mesmo tempo que existem muitas coisas que ele deseja conquistar, ele está focando em concluir a iminente turnê em estádios, a Speak Yourself Tour, com sucesso. Com duas indicações ao Billboard Music Awards, que acontece dia 1 de maio, SUGA acrescentou que ele está “cauteloso sobre falar de ganhar prêmios”, mas espera poder receber pelo menos um. Dedos cruzados para que não tenhamos jogado praga na onda do Mágico Yoongi ao falar sobre isso!

Trabalhar com Halsey fez de ‘Boy With Luv’ uma música “mais rica e mais completa”

De acordo com SUGA, o grupo queria alguém que pudesse “expressar a animação que vem da alegria do amor de maneiras novas e coloridas” para fazer uma participação em ‘Boy With Luv’. E quem, no pop moderno, é mais colorido e alegre que Halsey? SUGA também elogiou a cantora por fazer a música ficar “muito mais rica e completa”.

Eles são humildes sobre a história do BTS ter ‘pavimentado o caminho’

BTS paved the way” é uma frase que você provavelmente já viu na internet recentemente, sendo você um fã dessa boyband desbravadora ou não. Ela se refere a como o grupo quebrou barreiras ao redor do mundo, conquistando inúmeras coisas que nenhum outro artista coreano conquistara.

Quando questionados se isso os intimida ou os revigora, Jin agradeceu a todos aqueles que vieram antes deles. “Fizemos nosso próprio caminho não porque surgimos do nada e caímos de pára-quedas onde estamos hoje,” ele disse. “Estamos aqui hoje graças à estrada criada por muitos artistas que vieram antes de nós. Eu estaria mentindo se dissesse que o BTS nunca se sentiu pressionado. Eu sinto a pressão neste momento. Nós sentimos a pressão. Por isso, nos comprometemos em continuar com nosso trabalho.”

Há uma relação entre ‘Boy In Luv’ e ‘Boy With Luv’

Além de ‘Boy With Luv’ ser um hit com cara de verão e impossível de tirar da cabeça, a música também está ligada ao passado do BTS. O título em inglês é uma referência à faixa de 2014, ‘Boy In Luv’, enquanto o título coreano, ‘작은 것들을 위한 시’, é traduzido como “um poema para as pequenas coisas”.

Explicando, SUGA disse: “‘Boy In Luv’ falou sobre amor juvenil e, agora, ‘Boy With Luv’ é sobre como a verdadeira força e o verdadeiro amor vem de encontrar felicidade nas pequenas coisas da vida. RM já explicou que nós começamos de algo bem pequeno e agora estamos aqui, em frente de todos vocês. Então pensamos, ‘Qual é a força ou ação que nos trouxe aqui?’ E isso naturalmente nos levou a pensar sobre onde e como começamos.”

Aprendemos o significado por trás de ‘Mikrokosmos’, ‘HOME’, ‘Jamais Vu’ e ‘Dyonisus’

J-Hope e RM se dividiram para explicar os significados de algumas das músicas de Map of the Soul: ‘Persona’. Ao falar sobre ‘Mikrokosmos’, J-Hope descreveu a música como sendo “sobre nosso interesse e amor pelo mundo ao nosso redor e as pessoas que estão em nossa volta.”

“Você vê prédios com suas luzes tarde da noite e isso quer dizer que alguém está trabalhando duro em algo,” ele continuou. “Cada uma daquelas luzes é o que nos dá essas belas vistas noturnas da cidade. A música é sobre dar coragem e conforto para essas pessoas ao falar sobre a atenção e os elogios que elas merecem.”

O rapper também explicou os sentimentos de ‘HOME’, a faixa dedicada aos leais fãs do BTS. “O momento em que encontramos nossos ARMYs, que nos conhecem e nos amam, é como chegar em casa e sentir todo o calor e conforto,” J-Hope disse. “A música falar sobre o ‘lar’ (‘home’, em inglês), que é onde os fãs e nossos corações estão, para onde queremos retornar quando as coisas estão difíceis e nos sentimos sozinhos. Tiramos forças das pessoas que nos amam e esperam por nós, e voltamos para elas para que possamos devolver esse amor com ainda mais amor.”

Enquanto isso, RM contou a história por trás de ‘Jamais Vu’, que traz a sub-unit composta pelos vocalistas Jin e JungKook, e o rapper J-Hope. “É uma expressão em francês que significa a sensação de experienciar algo pela primeira vez mesmo que você já tenha feito aquilo antes,” o líder disse. “A música fala sobre como podem haver erros não-intencionados e contratempos, mas continuamos levantando e correndo.”

Sobre ‘Dionysus’, a faixa carregada de rock e hip-hop que encerra o álbum, RM revelou que ela detalha “a alegria e a dor da criação”, descrevendo-a como “uma música honesta”.

A mixtape de JungKook não acontecerá em um futuro próximo

Ano passado, o integrante mais novo do BTS começou a prometer que seria o próximo a lançar uma mixtape, seguindo os passos de RM, SUGA e J-Hope. Infelizmente, ela ainda não se concretizou e o maknae de ouro, como é conhecido, pediu desculpas durante a sessão coreana da coletiva de imprensa. “Em primeiro lugar, gostaria me desculpar com todos os fãs; eu ainda não consegui produzir (uma mixtape),” ele disse.

Mas nem tudo está perdido: JungKook, no seu estilo discreto de sempre, prometeu “trabalhar mais duro e ensaiar mais para poder mostrar o que sou capaz.” Let’s get it, JK!

Fonte: NME

Artigos | por em 22/04/2019
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio