BTS sobre comparações: “Não queremos ser os Beatles do século XXI, queremos ser o BTS”

Anúncio

BTS sobre comparações: “Não queremos ser os Beatles do século XXI, queremos ser o BTS”

No dia 1º de junho, o BTS se tornou o primeiro artista coreano a se apresentar no estádio Wembley em Londres. Duas horas antes do seu primeiro show, eles responderam às perguntas de jornalistas numa coletiva de imprensa sobre sua trajetória histórica até esse ponto.

“Gostaria de agradecer pela oportunidade de nos apresentarmos em Wembley”, começou V. “Não ficarei nervoso e darei o meu melhor no palco”. SUGA disse, “É uma honra conhecer os repórteres do Wembley. Acho que será uma experiência divertida. Estou nervoso, já que o show será transmitido pelo mundo inteiro, a ideia de deixar nossa marca aqui me motiva para me esforçar ainda mais”.

Jin declarou que “A Inglaterra é o país de grandes músicos. Penso que é uma honra poder me apresentar em Wembley. Vou trabalhar duro em minhas apresentações. Obrigado”. JungKook acrescentou que, “Em primeiro lugar, é uma honra poder me apresentar assim na Inglaterra. Originalmente só faríamos um show, mas graças ao amor e apoio dos ARMYs, adicionamos mais um show, então queria agradecê-los. Quero me apresentar com perfeição no palco, pois o amor e apoio de vocês fazem valer o esforço. Soube que esse show será transmitido pelo mundo inteiro, então espero que vocês aproveitem conosco, mesmo que não esteja dentro do estádio”.  

“Primeiro, quero agradecer aos repórteres que vieram até aqui para nos entrevistar”, disse Jimin. “Nós fizemos nossa primeira turnê europeia ano passado, é uma honra voltar com essa recepção. Queria dizer aos fãs que, com essa turnê de estádios, não somente o Wembley, começamos a nos sentir honrados. Então queria agradecer aos fãs por nos permitirem desfrutar dessa honra”.

Depois de se apresentar como “a esperança dos repórteres”, J-Hope disse, “Finalmente entramos no estádio Wembley depois de tanta expectativa e espera. Primeiro, é uma grande honra. Queria agradecer aos fãs. Honestamente, não acho que houve uma mudança em nós. Sou um artista que ama se apresentar, e darei o meu melhor como sempre, aproveitarei o show, e tentarei escrever a história do BTS nesse lugar histórico”.

RM comentou, “É uma grande honra poder fazer algo nesse lugar tão histórico e monumental. Acho que estamos aqui hoje não só por nossos esforços individuais, mas também graças a nossa equipe que nos ajuda, aos repórteres aqui, à comunicação através da mídia, e ao interesse e amor de muitos fãs. Muito obrigado, darei meu melhor na apresentação de hoje, com sorte no meu coração”.

Em maio, o BTS fez uma apresentação de “Boy With Luv” inspirada nos Beatles, no programa “The Late Show with Stephen Colbert”, do canal CBS. J-Hope comentou, “Fomos convidados ao programa para recriar a temática conceitual da apresentação dos Beatles. Em primeiro lugar, essa é uma grande honra. Eles são artistas que gostamos muitos, então pessoalmente, me senti orgulhoso disso. Acredito que o BTS está mostrando seu próprio estilo na música. Isso me deu vontade de continuar mostrando nossa música e história no futuro, em nossos próprios termos”.

Ele continuou, “Quero mostrar do que somos capazes na Inglaterra. Wembley é um local enorme e histórico para nós, então estou ansioso. Quero retribuir nossos fãs com boas músicas e apresentações. Espero que vocês aproveitem o show de hoje”.

Um repórter comentou que fãs ao redor do estádio disseram que a música do BTS havia mudado suas vidas, e pediu comentários do grupo sobre isso. “Quando começamos, não achávamos que mudaríamos as vidas de milhares de pessoas assim”, respondeu RM. “Quando começamos, focávamos na história dentro de nós. Mesmo depois de enfrentar muitos obstáculos depois de ficarmos famosos, continuamos fortes graças a essas mensagens gentis dos fãs. Uma vez, disse numa entrevista em 2014 que nós somos como baterias que se carregam. Nós e os fãs nos alimentamos da força que nos ajuda e nos carrega”.

Sobre o sucesso do BTS e a descrição “Invasão Coreana”, SUGA disse se sentir honrado: “Ainda parece um sonho, algo que nunca sonhamos em alcançar se tornando nossa realidade. Parece que estou vivendo um sonho. Sou muito grato e honrado por nossos fãs amarem K-pop, um estilo de música coreano, e a cultura, música, e muitas apresentações nossas. É difícil não sentir a pressão. Há tantas coisas que estamos fazendo pela primeira vez, sinto esse peso, mas também sinto a honra. Acho que é nosso papel mostrar tudo que somos capazes. Gostaria que as pessoas ao redor do mundo, não somente em Londres, amassem a música e a cultura coreana.”

Jin acrescentou, “Acho que a linguagem é uma barreira difícil de superar, mas eles estão aprendendo nossa língua para entender nossas emoções. Gostaria de agradecer nossos fãs por isso.”

Quando perguntados sobre a setlist do show, SUGA respondeu, “Ela mudou muito depois de falar com a empresa. Ao entrar num estádio, queríamos que o show parecesse mais com um festival então dei sugestões sobre os arranjos das músicas. Discutimos sobre a setlist por muito tempo”.

Jungkook explicou, “Quanto ao palco, conversamos muito com a equipe técnica. Não tivemos muito tempo entre a última turnê e essa, então aproveitamos para discutir e fazer as mudanças a tempo, para mostrar várias coisas novas”.

Jin ainda disse, “Falamos muito sobre esse show como se fosse um festival com uma atmosfera divertida. Fizemos uma reunião e revisamos todas as músicas e pensamos como seria adicionar uma música em determinado momento”.

O BTS está com uma agenda lotada, como esperado de estrelas mundiais que enfrentam alta demanda. Sobre criar coisas novas nesses dias ocupados, RM disse, “Essa é uma questão importante que afeta a sobrevivência e habilidade de um artista para continuar trabalhando no futuro. Eu disse uma vez numa entrevista no ano passado: a sombra aumenta conforme a noite avança, e a sombra também fica maior quanto mais você cresce. Se você está me perguntando sobre como lido com essas dificuldades enquanto minha fama aumenta, não acho que são coisas que consigo superar. Pessoalmente, eu vou ao parque, faço compras, vou a museus, faço coisas parecidas com outras pessoas. Existe a persona RM e a persona do Namjoon de 25 anos, e acho que é importante que essas duas personas co-existam. Acredito que os outros integrantes também estão se ajustando a isso”.

Quanto aos seus objetivos para o futuro, Jimin respondeu, “Ao invés de nos limitar a estabelecer recordes, pensei muito sobre o tempo que ainda teremos para fazer shows nessa escala. Não sei quanto tempo será, mas penso que quero trocar boas energias e boas músicas com os integrantes e os fãs que torcem por nós, e vê-los por todo tempo que conseguir. Acho que nosso objetivo é manter o que estamos fazendo agora por um longo tempo”.   

Jin disse, “Agora, os lugares onde nos apresentamos têm um limite de pessoas que podem entrar. Tenho a pequena esperança de um dia me apresentar para muitos fãs sem essa limitação de capacidade de um local”. J-Hope acrescentou com uma risada, “Acho que estou prestando atenção na minha saúde agora. Preciso estar saudável para continuar me apresentando para os fãs, então saúde é meu objetivo”.

‘Vamos para a Coreia encontrar nossos fãs de Busan e Seul”, respondeu V. “Meu objetivo é encantar os ARMYs que nos esperam, com uma linda e grandiosa apresentação”.

Um repórter comentou que os ternos usados pelo BTS lembravam dos Beatles. “É parecido?”, perguntou SUGA com um sorriso. “Obrigado por ver dessa forma. Muitas pessoas estão no chamando de Beatles do século XXI, e é uma grande honra carregar o peso desse título. Mas acho que vamos precisar trabalhar muito para não danificar a imagem dos Beatles. É um grande peso, mas espero que o BTS seja o BTS do século XXI. Wembley é Wembley, mas espero que vocês tenham mais interesse na música e apresentações que vamos lançar no futuro”.

RM adicionou, “Acho que toda boyband popular na história da música já foi comparada aos Beatles. Acima de tudo, os Beatles foram revolucionários ao ponto de não ser exagerado dizer que todos os artistas fazendo música em 2019 estão abaixo da música dos Beatles. O BTS é o BTS, já que nossas iniciais por acaso combinam, acredito que o Colbert Show achou isso interessante e preparou aquela homenagem respeitosa. Somente o fato das pessoas pensarem isso já me faz pensar que estamos fazendo um bom trabalho. É uma honra que não merecemos, sermos comparados com eles, já que a banda criou uma revolução na música e influenciou artistas até hoje. Vou trabalhar duro. Sempre que ouço coisas assim, penso novamente que devo ser muito humilde”.

O líder do BTS concluiu, “Enquanto somos o BTS, vamos sempre trabalhar para durar muito tempo, e nos apresentaremos em Wembley nesse mesmo espírito. Não podemos expressar tudo em nossas músicas ou apresentações, então agradecemos a vocês por serem nossa janela para o mundo”.

Fonte: Soompi

Artigos | por em 08/06/2019
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio