BTS testa os limites da experiência de um show com transmissão ao vivo direto de Londres

Anúncio

BTS testa os limites da experiência de um show com transmissão ao vivo direto de Londres

O show histórico do BTS em Londres no estádio Wembley, em 1º de junho, será transmitido ao vivo pelo serviço de streaming da Naver, o VLive+.  A transmissão terá início às 14h30min (horário de Brasília), mas apenas para pagantes. O acesso ao evento online já está disponível para compra no website do VLIVE e na loja do aplicativo V App.

A notícia é um consolo para os fãs que não conseguiram os ingressos da turnê BTS World Tour Love Yourself: Speak Yourself, que se esgotaram rapidamente. Vale lembrar que o show teve todos os seus ingressos vendidos em menos de 2 horas, fazendo com que fosse adicionada uma segunda data, em 2 de junho.

Para o BTS não há novidade em transmitir suas apresentações ao vivo. A maior boyband do mundo acabou de fazer sua estreia como convidado musical no programa Saturday Night Live no dia 13 de abril. Sem mencionar a cultura da indústria musical coreana com seus programas musicais onde os artistas divulgam seus singles no período de uma semana a um mês. Há seis programas principais que trabalham tanto com apresentações ao vivo como pré-gravadas com line up repleto de talentos.

O BTS é um dos poucos artistas a realizar seus próprios especiais de TV para estreia de seus singles na Coreia. O grupo irmão do septeto, TXT (TOMORROW X TOGETHER), fez sua estreia em um especial da Mnet. A empresa de ambos os grupos, Big Hit Entertainment, juntou forças com a Mnet para criar um novo empreendimento musical no último ano.  E o anúncio da transmissão do show de Londres segue outra transmissão de grande sucesso: o BLACKPINK causou furor com a transmissão via YouTube, de sua apresentação no Coachella no dia 12 de abril.

Conteúdos de shows normalmente são pré-gravados. Taylor Swift, Justin Timberlake e Beyoncé lançaram seus filmes/documentários na Netflix capturando os momentos mais notáveis das apresentações. Beyoncé chegou até a disponibilizar um álbum ao vivo da apresentação.

Há um mercado notável dentre os artistas coreanos de venda de seus shows em DVD. Mesmo assim, ainda é raro ver uma transmissão ao vivo de um show completo.

As compras no VLIVE+ funcionam através de um sistema de moedas, onde os usuários compram pacotes de moedas separadamente, para então, com essas moedas, comprarem os conteúdos desejados. A transmissão do show do BTS no Wembley custa 1.500 moedas, o que corresponde a aproximadamente 28 dólares.

Faz sentido que o grupo queira compartilhar uma de suas maiores apresentações com sua audiência global. De acordo com o site The Korea Herald, a maior fatia demográfica dos assinantes do canal do BTS no VLIVE é a Coreia.

O grupo possui o canal mais popular da plataforma de streaming, com mais de 13 milhões de seguidores, e o septeto já disponibilizou muitos conteúdos pagos. Com três temporadas de seu reality show, Bon Voyage, que segue os garotos por suas viagens ao redor do globo.

Os conteúdos premium geralmente são vendidos a parte, mas agora os fãs podem desfrutar dos conteúdos pagos em uma conta premium de 30 dias, a “BTS + Fanship”, por 3 dólares – dentre outros pacotes. O site informa que os “ganhos serão utilizados para atividades criativas das estrelas.”

A plataforma de streaming, que foi lançada em 2015, recentemente se pronunciou sobre a competição por conteúdos de K-Pop. “Nós temos vantagem sobre outras plataformas globais já que estamos inseridos no mercado coreano e podemos nos comunicar muito mais rapidamente com as agências de entretenimento,” disse Han Ah-reum, o chefe do departamento de negócios. “Somos parceiros de negócios, e acredito que temos uma confiança estabelecida quanto a isso.”

Para suprir a demanda, a estratégia de marketing do BTS envolve a criação de conteúdos especiais e exclusivos para cada plataforma social. Eles se aventuraram nos conteúdos premium do YouTube Red com a série-documentário Burn the Stage, que foi seguida pelo lançamento do filme Burn the Stage: The Movie, arrecadando mais de 14 milhões de dólares durante sua semana de estreia.

O segundo filme do grupo, Love Yourself in Seoul – que documentou o show do BTS no estádio olímpico de Seul no dia 26 de agosto de 2018 – acumulou uma bilheteria de quase 12 milhões.

O BTS continua a testar os limites da experiência de seus shows na era digital, e o anúncio da transmissão de sua apresentação no estádio Wembley em Londres é apenas o mais novo exemplo disto.

Fonte: Forbes

Artigos | por em 07/05/2019
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio