btsbr.co.vu/archive & btsbr.wordpress.com
SITE: Bangtan Brasil - Fã Base
VERSÃO: 1.4 - SPEAK YOURSELF
DESDE: 29.03.2013
VISITAS: 5.272.752 ARMYs
Bulletproof Boy Scouts (em coreano: 방탄소년단) é um grupo masculino sul coreano de hip-hop formado pela Big Hit Entertainment. Geralmente conhecidos como BTS, são também chamados de Bangtan ou Bangtan Boys. Eles estrearam em 13 de junho de 2013 com sua... LEIA MAIS
SEJA BEM VINDO À BANGTAN BRASIL, A PRIMEIRA E MAIOR FÃ BASE BRASILEIRA DO BTS. FEITA DE FÃ PARA FÃ!

Categoria: Artigo

Publicado em 06.01.2019
SUGA estava prestes a se tornar o próximo ‘Muscle Pig’ do BTS e isso aconteceu…
Será que em 2019 teremos um Min Yoongi ao melhor estilo "No pain, No gain"?

Quando se trata de músculos e um corpo bem definido, a maior parte dos ARMYs pensa no “Muscle Pig” do grupo, o maknae JungKook. Entretanto, recentemente descobrimos que SUGA quase seguiu os passos do mais novo.

Imagem relacionada Imagem relacionada

Durante uma transmissão no V Live em 11 de Setembro pós-show, o rapper contou aos fãs que estava ganhando peso e massa muscular…

live2

…até que os figurinistas do grupo simplesmente disseram que ele precisava parar. Isso mesmo, se SUGA continuasse ganhando músculos, ele não caberia nos seus figurinos da BTS World Tour: Love Yourself e isso seria um problema.

live1

Embora a revelação tenha acontecido há alguns meses atrás, os ARMYs relembraram e se uniram para lamentar o fato com uma Bangtan Bomb divulgada pela Big Hit recentemente.

No vídeo, o rapper de Daegu aparece usando uma camiseta que mostra bem os seus braços e físico definidos na mesma época da transmissão no V Live.

E os ARMYs não ficaram nem um pouco contentes com isso…

fan1

“Ele estava ganhando peso durante a turnê mas os figurinistas disseram a ele para perder… Eu só quero conversar”

SUGA revelou em sua carta de Ano Novo para os ARMYs que voltaria a academia em 2 de janeiro e os fãs aguardam ansiosos pelo resultado!

Fonte: Koreaboo
Trans eng-ptbr; Caroline Piazza @ BTSBR


Publicado em 05.01.2019
Por dentro da trilogia Love Yourself: Os compositores ocidentais presentes no processo de criação
Foram mais de 20 diferentes compositores trabalhando com o BTS!

Este foi, sem dúvidas, o ano do BTS e nada é prova maior da ascensão do grupo ao topo da realeza do pop do que sua chegada ao 1º lugar da lista Billboard 200 com não apenas um, mas dois álbuns de sua trilogia “Love Yourself”.

O segundo deles, lançamento de agosto: Love Yourself 結 ‘Answer’, passou 16 semanas na lista desde a data de estreia, ultrapassando o recorde de 16 semanas que o lançamento de maio, Love Yourself 轉 ‘Tear’, havia passado na parada.

Um álbum de compilações contendo 2 discos de músicas recentes e antigas que completa a série “Love Yourself” — que começou em setembro de 2017, com Love Yourself 承 ‘Her’ — leva o ouvinte numa jornada filosófica do pop sobre amor próprio, inspirado em uma variedade de gêneros globais.

Além dos integrantes do BTS, mais de 20 diferentes compositores trabalharam no Answer, incluindo muitos da América do Norte e Reino Unido. Nos últimos meses, a Billboard falou com vários deles sobre seus trabalhos incluídos no primeiro disco do álbum histórico.

Aqui está o que eles tinham a dizer, em ordem de aparição das músicas no álbum.

Melanie Fontana sobre “Euphoria”, solo do JungKook

“Escrevi o coro, partes da ponte e alguns versos. Nós acabamos fazendo várias alterações. [DJ Swivel] me trouxe quando a música estava parcialmente terminada e precisava de alguns ajustes. A música não tinha um coro, então eu fui com ele e trabalhei nisso. Quando eu ouvi a demo inicial, pensei que [a música] poderia ter uma parte mais explosiva. Eu achei que o coro poderia explodir mais com algo mais cantado, que não apenas os garotos do grupo poderiam cantar, mas a plateia também. Adicionei uma vibe mais “cante junto” à música. Quando eu soube que o liricista coreano fez, eu apenas pensei, “Uau, essa música foi feita para esses garotos”. Eu conheço o JungKook — eu sou uma grande fã dele, e nunca pensei que seria ele a cantar a música. Mas eu não sabia que a música se tornaria tão grande como ela é. Eu adoro o fato de cada um deles ter seu momento de brilhar [no álbum].”

DJ Swivel (Jordan Young), sobre “Euphoria”, solo do JungKook

“Para mim, “Euphoria” é um dos meus trabalhos preferidos. “Euphoria” foi tipo a primeira coisa que eu mandei para eles. Foi a música que começou nosso trabalho em conjunto, então ela tinha um valor sentimental para mim. Eu me apaixonei quando ouvi pela primeira vez a guitarra e o piano [de uma versão inicial da música escrita por Candace Nicole Sosa]. É uma melodia tão emotiva. Eu sempre amo acordes e melodias que são mais emotivas. Há uma certa vibe nostálgica à música que eu realmente gostei. Por se chamar “Euphoria”, eu queria que a música fosse leve, brilhante e colorida. A música passa por emoções diferentes à medida que cresce.”

Ray Michael Djan Jr. e Ashton Foster, sobre o solo de Jimin, “Serendipity”

Serendipity originalmente aparece como faixa introdutória de Love Yourself 承 ‘Her’ mas teve sua versão extendida em ‘Answer’.

Djan: “Nós tínhamos escrito algumas músicas [para o ‘Her’], “Serendipity”, “Best of Me”, e outra música, e nós não sabíamos que ela [“Serendipity”] era apenas uma faixa intro à época. Nós meio que tínhamos escrito uma música completa. Ficamos surpresos quando eles entraram em contato conosco novamente neste projeto e disseram, “Oi caras, nós queremos transformá-la em uma música completa”. Então, foi emocionante.”

Foster: “Eles tinham o título da música. Eles nos deram, como geralmente fazem, um parágrafo profundo e significativo quando nos enviaram a música, falando sobre o seu tema. Eu me lembro que era bem aprofundado, até mesmo sobre o mundo em si. O conceito já estava pronto. Precisávamos apenas criar uma melodia bem forte, e eu e Ray sempre pensamos nisso, pois nunca sabemos se as palavras em inglês irão ficar boas quando traduzidas. Nós fazemos questão de ter uma melodia forte, que funcione, primeiramente. E então, preenchemos os demais espaços.”

Matthew Tishler, sobre “Dimple”, originalmente lançada em Love Yourself 承 ‘Her’

“Eu me lembro de começar com várias ideias com meu amigo e co-escritor, Alison Kaplan, em 2016. Nós meio que começamos diversas faixas, melodias e conceitos de músicas, e enviamos nossa primeira ideia, à época chamada “Illegal”. RM chegou e se envolveu com a letra [da música]. Nós estávamos todos trabalhando simultaneamente na faixa, um tipo de parceria global “ocidente com oriente” que aconteceu à distância, sem nem mesmo encontrar os garotos pessoalmente. Eles mudaram o título, mas de alguma forma mantiveram a palavra “ilegal” na música.

Nós estávamos tentando fazer algo que parecesse uma mistura entre o pop americano e o coreano. Queríamos que a música fosse como uma parceria global real, então usamos muitos sons dos Top 40 americanos na produção. Eu não tenho certeza que os acordes na harmonia são clássicos do K-pop. Você sabe como o K-Pop é bem complexo harmonicamente falando, e podem haver todos os tipos de acordes interessantes e complexos, reviravoltas de jazz e R&B. Essa música, eu acho, é bem simples da perspectiva de acordes, então é mais americana de uma certa forma. Estamos tentando pensar globalmente, maior que os Estados Unidos e a Coreia. Estamos tentando pensar no que poderia fazer o BTS impactar seus ouvintes ao redor do mundo.”

Charlie J. Perry, sobre o solo de V, “Singularity”

“Eles me deram essa prévia incrível, do que eles queriam. Era como um poema. Eles praticamente me enviaram um poema, sobre como eles queriam que [a música] fosse. Eu li a prévia e meio que veio naturalmente para mim, porque ela era realmente emotiva. Eles gostam do Daniel Caesar e disseram que queriam algo nessa mesma linha de neo-soul. Eu, um grande fã de D’Angelo. Eu acho que senti aquela vibe de balada que é muito popular ultimamente e que atrai as pessoas. Quando eles me deram aquela prévia, eu pensei que esse era exatamente o tipo de música que eu gosto de escrever e ouvir. Eu apenas sentei, brinquei com algumas ideias, tentei passar aquela emoção que é necessária para uma faixa desse tipo. Eu queria colocar algo bem emotivo nela. Então, me inspirei em experiências passadas e relacionamentos que não vão necessariamente na direção que você espera, coisas sentimentais que eu poderia me inspirar para criar algo que, sabe, melodicamente vai atingir o coração das pessoas.

Eu acho que manter simples é sempre uma coisa boa quando se quer deixar os vocais se destacarem, porque afinal, é isso que você está ouvindo. O vocalista, a conexão humana com a música. Manter os acordes simples, criando muito espaço dentro da produção para que os vocais apareçam e as harmonias acentuem as partes. Eu me impressionei [com a música terminada]. A forma como [o V] realmente, de fato, se conectou com a música. Foi algo tão lindo, porque nós nem tínhamos nos conhecido. Mandar algo para o outro lado do mundo e ter alguém que tenha a mesma paixão, emoção que você, foi uma experiência incrível por si só. Ele, definitivamente, tem a personalidade que combina bem com a música.”

Jake Torrey, sobre a surpresa de “The Truth Untold”, originalmente lançada no Love Yourself 轉 ‘Tear’

“Eu escrevi a música com Roland Spreckley, Annika Wells e Noah Conrad. Acho que nós estávamos, na verdade, tentando escrever para Flume naquele dia, mas obviamente isso não aconteceu. Nós apenas começamos a brincar com acordes mais legais. Conrad é um tocador de piano excelente e ele tinha os acordes que estava trabalhando. Eles soavam como as baladas de Sam Smith em determinado momento. A letra original em inglês tinha nada a ver com a versão final [da música]. Uma parte era algo como “F*** todos os meus amigos se você quiser, mas eu quero você”. Obviamente bem, bem diferente do que a versão final! Mas é, nós estávamos apenas tentando escrever algo para outro artista e não acabamos nessa área de forma alguma.

Eu estava trabalhando mais tarde com outro artista do K-Pop, Eric Nam, no Facetime, para terminar uma das músicas de seu EP e ele estava tipo, “Oh, preciso correr, mas parabéns por aquela coisa do BTS”. E eu fiquei, “Que coisa do BTS?”. E ele disse, “Eu estava com um dos garotos e ele tocou essa música para mim, e era definitivamente você cantando nela”. Eu continuei, “Não faço ideia do que você está falando”. Eu perguntei para meus editores e gerentes, mas todos falaram a mesma coisa, “Não, eu não acho que enviamos a música para o BTS”. Mas o que aconteceu foi que [Spreckley], seu editor a enviou e eles quiseram continuar com ela, então foi uma surpresa para todos nós. Quando o álbum chegou ao 1º lugar, nós ficamos “O que!”.”

Ray Michael Djan Jr., sobre “I’m Fine”

“Obviamente, [Foster e eu] escrevemos [o single de 2016 do BTS] “Save Me” então, quando percebemos que era uma resposta à ele, nós tivemos uma ideia do que eles queriam dizer na música. Mas é sempre um esforço conjunto trabalhar com seus compositores e ter certeza que [a letra] é traduzida perfeitamente para o coreano, e signifique algo para os garotos. Nós tivemos várias influências de bateria e baixo, e a forma como algumas das músicas soam em termo de energia nessas faixas. Então, era importante garantir que, mesmo sendo baseada na bateria e baixo do R&B, a melodia soasse como pop. Porque é isso que eu acho que está no centro do que esses garotos são. Eles amam explorar o R&B, hip hop e outros gêneros, mas sua música definitivamente soa como pop. Era basicamente uma mistura de diferentes sons, melodicamente, para garantir que os garotos tivessem aquele tipo de oportunidade. Especialmente no coro, quando [a música] se abre e eles cantam, “Eu estou me sentindo apenas bem, bem, bem”. Era importante que aquela repetição acontecesse no coro. Era a chave para nós, realmente.

Nós sempre nos perguntamos se poderíamos usar “Save Me” novamente, porque nós a fizemos em 2016 e, desde então, os garotos se tornaram tão grandes, então eu sempre ficava tipo “Poxa cara, eu queria que nós re-relançássemos aquela música porque ela foi uma grande música para eles, mas ela realmente poderia funcionar agora”. Então, fiquei feliz quando eles falaram com o nosso time, dizendo “Estamos pensando em fazer algo novamente com “Save Me”.”

Ali Tamposi e Roman Campolo, sobre o single “IDOL”

Tamposi: “[O representante] deles nos deu uma prévia do que ela queria, com as melodias um pouco mais intensas [do que “Airplane Pt. 2”, faixa do ‘Tear’]. Ela nos enviou [a prévia] com algumas referências interessantes. Em “Airplane Pt. 2”, ela queria algo nas linhas de “Havana”, de Camila Cabello (que Tamposi co-escreveu), algo desse tipo, mas para essa música, nada poderia ser mais diferente.”

Campolo: “Mas ela tem uma certa similaridade melódica com outra música que Ali escreveu. Quando nós ouvimos o que [a representante] disse, foi como um elogio direto à Ali.”

Tamposi: “Nós fizemos algumas melodias, mas eles cortaram algumas coisas [ao trabalhar com outros compositores] então você ouvirá algumas coisas no segundo versos, outras no coro.”

Campolo: “A ponte toda, essa é a maior parte da música que nós fizemos totalmente.”

Tamposi: “Essa é a coisa legal sobre eles, serem capazes de cortar partes de diferentes melodias e estrategicamente colocá-las ao longo da música. E é sobre isso que eu penso. Eles não te devolvem [a prévia] com várias anotações do que eles querem que você mude e tente novamente, eles apenas pegam as melhores partes do que você envia.”

Conor Maynard, sobre “Answer: Love Myself”

“Para mim, foi algo bem, bem aleatório. Um amigo meu, o Ray [Michael Djan Jr.], era um produtor com quem eu trabalhei muito no meu primeiro álbum. Nós trabalhamos juntos, ele e eu, o tempo todo, e nós escrevemos juntos. Ele me contatou, trouxe faixas dos álbuns anteriores do BTS. Ele meio que construiu uma relação com o time deles. Eu estava no estúdio, um dia, ele disse “Ah, a equipe do BTS me enviou uma faixa de apoio. Você quer trabalhar nela?”. Eu disse, “Sim”. Isso aconteceu bem no final de uma sessão. Eu basicamente escrevi o coro da música. Era apenas uma faixa de apoio, sem vocais nela. Nós fizemos tudo em tipo, 15 minutos, já que nós sabíamos que a letra não seria tão importante, uma vez que elas seriam traduzidas de qualquer forma, naquilo que eles [o BTS] gostariam de dizer.

Então nós fizemos a melodia e coisas do tipo. Eu esqueci completamente que nós a tínhamos feito, e então algumas semanas depois, ele me ligou e disse, “Ah sim, eles escreveram de volta. Eles realmente gostaram, e querem usá-la”. Às vezes, gravadoras dizem “Ah sim, nós queremos usá-la” e nada realmente acontece, então eu meio que esqueci sobre ela novamente. A próxima vez que eu ouvi sobre ela foi quando os fãs [do BTS] descobriram os créditos da música e vazaram a informação do Twitter, ou algo do tipo. Meu nome estava em uma das músicas. Quinze minutos, apenas reunindo algumas ideias e mandando-as para eles. É incrível. Eu fiquei, tipo, “Uau, eu deveria escrever todas as minhas músicas para eles agora!””

Fonte: Billboard
Trans eng-ptbr; Jojo Viola @ btsbr


Publicado em 04.01.2019
As 11 maiores conquistas do BTS em 2018
Não há dúvidas de que 2018 foi um ano incrível para o grupo

Desde o lançamento de dois álbuns que ficaram no topo da Billboard, até um grande discurso nas Nações Unidas em Nova York, 2018 foi um ano cheio de recordes para o BTS. Ao longo dos últimos 12 meses, nós pudemos ver RM, Jin, SUGA, J-Hope, Jimin, V e JungKook se transformarem em sensações internacionais, levando sua cultura junto.

Apesar de ser impossível listar todas as conquistas do grupo nesse ano, nós decidimos destacar 11 de suas maiores conquistas para mostrar como o ano foi incrível para o grupo sul-coreano. Apesar de 2018 estar terminando, a montanha-russa que é o sucesso do BTS não mostra sinais de diminuir a velocidade ainda — com uma nomeação a um Grammy para o design de um de seus álbuns, 2019 promete ser igualmente incrível para o BTS.

O álbum que os garantiu uma indicação ao Grammy

Há alguns meses atras, quando SUGA disse que o próximo passo para o BTS seria um Grammy, o resto do grupo gargalhou. No entanto, parece que o sonho de SUGA não estava tão longe da realidade. No início de dezembro, foi anunciado que Love Yourself 轉 ‘Tear’ foi nomeado para “Best Recording Package” graças ao incrível design da equipe HuskyFox. Outros álbuns na categoria incluem trabalhos de St. Vincent, Mitski, The Chairman e Foxhole.

Turnê esgotada nos Estados Unidos

Em 2018, BTS chegaram aos palcos internacionais com sua turnê “BTS World Tour: Love Yourself”, que começou em Seul, em agosto, e levou o grupo ao Reino Unido, Japão, França, Holanda, Alemanha, Taiwan, Canadá e Estados Unidos. Todas as 14 paradas nos EUA esgotaram imediatamente. Devido a grande demanda, o grupo acrescentou uma data a mais no Citi Field, em Nova York, fazendo deles os primeiros artistas coreanos a fazerem um show num estádio no país. Ingressos para o show no Citi Field venderam em menos de 20 minutos.

Estreia nos cinemas e série no YouTube

Março foi o mês de usar o free trial do YouTube Red para assistir a série Burn The Stage. O documentário em oito partes nos permitiu ver o trabalho duro, brincadeiras e vida privada dos meninos enquanto eles faziam sua turnê “The Wings Tour”. Uma adaptação em filme da série foi lançada dia 15 de novembro, com o título Burn The Stage: The Movie. Nos Estados Unidos, o filme chegou ao Top 10 de vendas e acumulou um total de 3,54 milhões de dólares em seu primeiro fim de semana, quebrando o recorde de maior evento musical de cinema que antes pertencia ao One Direction.

Discurso nas Nações Unidas

O BTS foi selecionado pelas Nações Unidas para discursar em sua 73ª Assembleia Geral para a iniciativa “Youth 2030: The UN Youth Strategy” e sua campanha da UNICEF, “Generation Unlimited.” No dia 24 de setembro, o líder RM tomou o pódio com os outros integrantes atrás de si para fazer um incrível discurso em inglês sobre a campanha do grupo, Love Myself, e a importância de “falar sobre si.” “Me conte sua história, eu quero ouvir sua voz, eu quero ouvir o que te motiva,” disse RM. “Não importa quem você seja, de onde seja, sua cor da pele, sua identidade de gênero, apenas fale o que pensa. Encontre seu nome e sua voz enquanto fala o que pensa.” Filantropia vem sendo um importante pilar na carreira do BTS desde o começo, e o grupo virou o primeiro ato sul-coreano a arrecadar doações para uma campanha social e global como a Love Myself, em parceria a UNICEF em 2017.

Primeiro single em inglês

O mundinho do Twitter explodiu no dia 24 de outubro quando o DJ Steve Aoki casualmente anunciou que estaria lançando um single com a participação do BTS chamado “Waste It On Me” no dia seguinte. A música é a terceira parceria deles com Aoki, seguindo “The Truth Untold” e seu remix do single “MIC Drop.” A música também foi a primeira do BTS completamente cantada em inglês, e inclui a doce voz de JungKook e o rap controlado de RM. RM também ajudou a escrever a letra da música, que detalha um romance que acaba rápido demais. O vídeo que acompanhou a música tem a participação especial de um elenco todo asiático, incluindo Ross Butler, Jamie Chung e Ken Jeong.

Dominação mundial no Youtube

Enquanto dominavam as paradas musicais, o BTS também estava dominando o YouTube. Quando o grupo lançou o colorido vídeo clipe viral para seu single de comeback, “IDOL,” de Love Yourself 結 ‘Answer’ no dia 24 de agosto, ele ultrapassou os recordes de vídeo mais assistido em 24 horas, com mais de 45 milhões de visualizações (o título antes pertencia a Taylor Swift, com “Look What You Made Me Do,” com 43,2 milhões de visualizações). Apesar do recorde ter sido batido por Ariana Grande recentemente, os ARMYs provaram mais uma vez que sua dedicação ao grupo é imbatível.

Seu show histórico na Reunião de Aliança Coreia-Franca

Após seu discurso inspiracional nas Nações Unidas, o BTS se apresentou no Korea-France Friendship Concert, uma reunião em Paris feita para promover as boas relações entre as duas nações durante a visita do presidente da Coreia do Sul. O evento foi uma celebração de musicistas coreanos e conteve uma mistura de música tradicional coreana, apresentada por Black Spring e Moon JoGo, e uma apresentação do BTS. No dia 14 de outubro, o grupo se apresentou para uma plateia de 400 pessoas, que incluía políticos franceses e sul-coreanos, além de fãs do grupo. O BTS se encontrou com o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-In após o show e tirou algumas selfies muito fofas.

Muitos e muitos prêmios

Até o momento de escrevermos essa lista, o BTS não parou um minuto de escrever, lançar e apresentar suas músicas ao redor do mundo e recebendo, em troco, um total de 29 prêmios, incluindo o prêmio principal (Daesang) no Asia Artist Awards, Álbum do Ano por seu álbum Love Yourself 轉 ‘Tear’ no 2018 Melon Music Awards e Artista do Ano no Mnet Asian Music Awards, apenas para nomear alguns deles.

Lançamentos de mixtapes e solos

No meio de comebacks, turnês e promoções de singles, o estelar dançarino J-Hope e o incrível rapper RM encontraram tempo para escrever, produzir e lançar suas mixtapes online de graça por um simples link no Twitter. Lançada em março, Hope World (carinhosamente apelidada de “hixtape”), de J-Hope, inclui o dançante single “Daydream” e “Airplane,” a qual o BTS mais tarde transformou em “Airplane Pt.2” em Love Yourself 結 ‘Answer’. Lançada mais tarde no ano, mono., de RM, é cheia de músicas que intercalam inglês com coreano e detalham o lado artístico e melancólico, especialmente os singles “Forever Rain” e “Seoul.”

O álbum que quebrou recordes, Love Yourself 轉 ‘Tear’

Antes de ser nomeado a um Grammy visual, Love Yourself 轉 ‘Tear’ já era uma jóia na carreira do BTS. Lançado no dia 18 de maio, o álbum explora os sentimentos de se sentir sozinho e com medo, que são melhor vistos no single principal, “FAKE LOVE.” O álbum se tornou o primeiro do grupo a chegar ao 1º lugar nas paradas nos Estados Unidos, fazendo do grupo o primeiro ato musical coreano a tomar o posto. A primeira apresentação ao vivo se seu single “FAKE LOVE” aconteceu no Billboard Music Awards, onde eles não apenas conquistaram o prêmio de Top Social Artist pelo segundo ano consecutivo, mas também se tornaram o primeiro grupo coreano a se apresentar na cerimônia.

O álbum que bateu o anterior, Love Yourself 結 ‘Answer’

Seguindo a calorosa recepção a Love Yourself 轉 ‘Tear’, o BTS continuou a impressionar com o lançamento de Love Yourself 結 ‘Answer’ e seu animado single “IDOL.” O álbum rapidamente chegou ao primeiro lugar nas paradas da Billboard, se tornando o segundo álbum do grupo a fazer isso em 2018. Mas a dominação musical do BTS não foi uma febre apenas nos Estados Unidos, ele também chegou ao primeiro lugar nas paradas do Canadá, e “IDOL” ficou em 21º lugar nas paradas do Reino Unido, fazendo do BTS o primeiro grupo coreano a chegar no Top 40 no Reino Unido.

Fonte: PopCrush
Trans eng-ptbr; gio liotti @btsbr


Publicado em 03.01.2019
Música solo do Jimin se torna hit global sem nenhuma divulgação oficial!
Até o Walmart prometeu tocar Promise em suas lojas!

‘Promise’, música solo de Jimin lançada no dia 31 de dezembro, se tornou um hit global no SoundCloud e chegou ao primeiro lugar.

A música de Jimin recebeu atenção explosiva ao ser lançada. ‘Promise’ atingiu 10 milhões de reproduções dois dias após ser lançada e, na terça-feira, já possuía mais de 12 milhões de reproduções.

‘Promise’ foi lançada na plataforma SoundCloud e atingiu o primeiro lugar de popularidade em nove países, inclusive fora do seu gênero e paradas mundiais.

A música também recebeu muita atenção da imprensa mundial e das rádios dos Estados Unidos. Billboard, Teen Vogue, Dazed e Hugo Gloss, um grande veículo de entretenimento no Brasil, deram elogios ao primeiro lançamento solo de Jimin.

Sem qualquer divulgação por parte da empresa, ‘Promise’ está fazendo sucesso, também, em rádios americanas. A “102.7 KIIS FM”, do sul dos Estados Unidos, disse com entusiasmo no Twitter: “A nova música solo do Jimin, ‘Promise’, é muito boa, não é?”

WalMart, a maior rede de supermercados dos Estado Unidos, disse no Twitter: “Nós com certeza tocaremos a música do Jimin em todas as lojas. Nós amamos ‘Promise’!”

Na internet, os comentários sobre a música incluíam: “‘Promise’ e Jimin são populares em todo o mundo.” “Não me canso de ouvir, espero que muitas pessoas tenham a oportunidade de escutar essa música!”

Fonte: Naver
Trans ko-ptbr: nalu @ btsbr


Publicado em 03.01.2019
Mãos de Midas: tudo que o JungKook toca vira ouro!
O apelido de Maknae de Ouro não é à toa!

1. Cantando!

Como o vocalista principal do BTS, não é surpresa que JungKook seja um cantor incrível.

Ele já liberou diversos covers maravilhosos, e o cover de “We Don’t Talk Anymore” foi reconhecido pelo próprio Charlie Puth!

A voz do caçula do BTS foi elogiada como angelical e como uma voz capaz de “tocar no coração das pessoas” após sua participação no programa King of Masked Singer.

2. Taekwondo

JK era um praticante de Taekwondo quando criança!

Ele supostamente é faixa-preta no esporte, e já deu uma prévia de suas habilidades para os ARMYs!

3. Dirigindo

Em 2016 JK revelou que conseguiu sua carteira de habilitação, e recentemente ele demonstrou na prática suas habilidades durante o Bon Voyage Season 3.

ARMYs se apaixonaram ao ver o caçula levando seus hyungs do aeroporto de Malta até o restaurante. Mesmo que ele tenha se preocupada na hora de estacionar já que o carro não possuia câmera de ré, ele se saiu perfeito!

4. Jogando boliche!

JungKook se provou um jogador de boliche espetacular durante um episódio do RUN BTS! onde ele competiu contra todos os seus seis hyungs, e mesmo assim ganhou.

Ele também mencionou durante uma transmissão ao vivo pelo V Live que seu pai na juventude se preparou para se tornar um jogador profissional de boliche, e que ele atingia pontuações perfeitas!

É por esse motivo que JK se inspirou a começar a praticar boliche de maneira séria também!

5. Dançando

Quando JK se juntou à Big Hit como trainee, a empresa o mandou para Los Angeles para treinar com o coreógrafo Son Sung Deuk.

E ele se apaixonou pela dança, e até considerou abandonar a vida de trainee para se tornar um dançarino profissional. Para nossa sorte, Jimin estava lá para aconselhá-lo.

E até hoje, JungKook continua a nos impressionar com suas habilidades de ouro na dança.

6. Fotografia

Após ser foco de diversas câmeras enquanto crescia, não é surpresa que ele tenha se interessado por fotografia também.

Sempre que está viajando, JK faz questão de levar sua câmera consigo para registrar incríveis fotografias de suas aventuras, conhecido como G.C.P – Golden Close Photography!

7. Composição/Produção musical

Claro, como um cantor, JungKook é apaixonado também pela composição musical. A primeira música que ele escreveu e produziu para o BTS foi a faixa “Love is Not Over”.

Mais recentemente, ele escreveu e produziu a maravilhosa “Magic Shop”, dedicada especialmente ao ARMY!

8. Jogando!

O maknae ama jogar jogos pelo telefone para passar o tempo enquanto está nos bastidores de shows e programas de TV.

Ele também é conhecido por ser um ótimo jogador de Overwatch e Hongbin do VIXX (conhecido por ser o idol que é o melhor jogador de Overwatch) já elogiou as habilidades de JungKook.

9. Desenhando

O dom do desenho é algo que permeia toda a família de JungKook, com seu irmão mais velho sendo conhecido como “Artista Jeon”.

As habilidades de desenho de JK são vistas desde seu debut, e o caçula fez sucesso ao rascunhar o rosto do comediante Kim Young Chul durante a participação do BTS no programa Knowing Brothers.

10. Correndo

Você já deve ter percebido que JungKook é um ótimo atleta. Então não é uma surpresa que ele seja conhecido por ser um bom e rápido corredor. Ninguém consegue esquecer quando ele surpreendeu todo o ginásio durante o Idol Star Championships e conquistou a medalha de ouro para o BTS nos 400 metros.

11. Editor de vídeos

Já vimos que o maknae é um fotógrafo incrível.

Ele também é muito bom em filmar e editar vídeos, sua série de vídeos intitulada “G.C.F” (Golden Closet Film) é um sucesso!

Recentemente, ele gravou e editou o teaser do BTS Comeback Show que foi transmitido pela Mnet!

12. Fazendo rap

JungKook não é apenas responsável apenas pelos vocais e dança no BTS, ele também é um bom rapper.

E essas habilidades podem ser observadas em seus pequenos raps em “No More Dream” e “War of Hormone”.

E não apenas isso, foi responsabilidade dele assumir os versos de RM quando o líder estava ausente de algumas apresentações.

13. Derretendo os corações dos ARMYs

O maior super-poder de JK é a habilidade dele de fazer com que todos se apaixonem pelo seu rosto angelical, vocal doce e sua lista infinita de talentos.

Um verdadeiro menino de ouro!

[TRAD] Não sou o maknae de ouro sem motivo.

Fonte: Koreaboo
Trans eng-ptbr; Bia Rehm @BTSBR


Publicado em 31.12.2018
Retrospectiva 2018: o maior ano da carreira do BTS
De álbuns no topo da Billboard a discurso na ONU: 2018 foi o maior ano do BTS

O BTS vem crescendo ano a ano desde seu debut em 2013, mas 2018 será lembrado como o ano em que eles tomaram conta do mundo.

RM, Jin, SUGA, J-Hope, Jimin, V e JungKook têm ganhado prêmios e quebrando recordes na Coreia ao longo de suas carreiras, mas no final de 2017, eles chegaram ao grande público ocidental ao apresentar “DNA” no American Music Awards e participando do programa The Ellen DeGeneres Show pela primeira vez.

E além do hit “DNA”, o grupo trabalhou ao lado de Steve Aoki e Desiigner para lançar a grande “MIC Drop Remix”.

Mas 2018 foi o ano em que as conquistas do BTS alcançaram os céus, com o mundo da música – não apenas sua dedicada fanbase, os ARMYs – prestando atenção em cada passo do grupo.

Em março, o grupo deu ao seus fãs um vislumbre de sua vida ocupada e mostrou o cuidado que tem por trás de cada apresentação com o documentário Burn The Stage – se juntando a estrelas como Lady Gaga e Katy Perry que já realizaram projetos similares.

No mês seguinte, BTS foi o primeiro colocado na lista da Forbes coreana como os artistas mais influentes e poderosos atualmente, deixando para trás nomes como Wanna One, TWICE e EXO.

Em maio, as vitórias se acumularam, com o grupo ganhando o prêmio Top Social Artist pelo segundo ano consecutivo na Billboard Music Awards, onde o BTS apresentou pela primeira vez o single “Fake Love”, que cimentou a fama global do septeto.

“Fake Love” foi lançada em 18 de maio, e seu MV bateu o recorde e se tornou o vídeo de K-Pop mais visto nas primeiras 24 horas. A música também quebrou outros recordes, ao alcançar a posição de número 10 na Billboard Hot 100!

O terceiro álbum de estúdio do grupo, Love Yourself 轉 ‘Tear’, foi lançado no mesmo dia e foi um marco para a música coreana em territórios ocidentais ao alcançar o primeiro lugar na Billboard 200.

E mesmo assim, um álbum em primeiro lugar no ano não foi suficiente para eles.

Com o último álbum da série Love Yourself – o repackaged Love Yourself 結 ‘Answer’lançado em agosto, combinando músicas de Her e Tear com sete músicas inéditas também alcançou o primeiro lugar na Billboard 200. E fez de “IDOL” um hit global.

O lançamento digital de “IDOL” contou também com uma versão com a participação da rapper Nicki Minaj, demonstrando que o poder do grupo é cada vez mais forte. “IDOL” quebrou recordes com seu MV também, se tornando o vídeo mais visto nas primeiras 24 horas do YouTube, batendo recorde de Taylor Swift. A música também alcançou a posição de número 21 nas paradas britânicas, a mais alta para uma música em coreano da história.

No mesmo mês, o grupo embarcou em sua turnê mundial, com datas esgotadas desde junho. Ingressos para os shows de Londres, a primeira parada do grupo na Europa, eram tão procurados que os ingressos eram revendidos por preços exorbitantes.

Após seus shows em Seul e pela América do Norte, o impacto do BTS realmente chegou às terras inglesas, com fãs acampando nas redondezas da O2 Arena em outubro, tudo para conseguir os melhores lugares. Até mesmo o pequeno acidente sofrido por JungKook que o obrigou a se apresentar sentado nas duas noites não foi capaz de acabar com a festa. O BTS se tornou os queridinhos dos britânicos ao participarem do famoso programa The Graham Norton Show.

Junte os lançamentos solo dos integrantes J-Hope com Hope World e RM com mono. e a música do BTS podia ser escutada em todos os lugares; artistas como Charlie Puth e MNEK trabalharam com o grupo durante o ano, enquanto outros nomes como Ed Sheeran, Jorja Smith, Halsey e Shawn Mendes estão entres os rumores.

Tudo isso culminou para a indicação (e vitória) do BTS como Artista do Ano no MAMA 2018, assim como o álbum Love Yourself Tear ganhando como Álbum do Ano, além de prêmios como Melhor MV (com “IDOL”), Preferência Global e Melhor Estilo.

Mas não foi um grande ano apenas para a música do BTS.

O grupo foi convidado a discursar na Assembleia das Nações Unidas graças a seu trabalho junto com a UNICEF, e o discurso inspirador de RM na ONU logo se tornou viral.

E apenas um mês após, o BTS se tornou os ganhadores mais novos do prêmio de Ordem e Mérito Cultural, devido à seu trabalho em promover a cultura popular coreana e o Hangul, o alfabeto coreano, para o mundo.

Nós não sabemos como o BTS pode superar o ano de 2018 – mas com os meninos tendo assinado um novo contrato com a empresa Big Hit Entertainment para os próximos sete anos – aguardamos ansiosamente pelo que virá pela frente.

Fonte: Metro UK
Trans eng-ptbr; Bia Rehm @BTSBR


Publicado em 30.12.2018
16 coisas que nós amamos no V
Confira a lista de algumas das infinitas coisas que amamos no V e que o [...]

Dia 30 de dezembro é o aniversário do V! Para comemorar essa ocasião especial, nós pensamos em todas as coisas que nós amamos no talentoso Kim Taehyung.

Sabemos que a lista é basicamente infinita, mas não conseguimos deixar de mencionar algumas das coisas que nos fazem felizes por ele ter escolhido se tornar um artista e dividir seus talentos com o mundo!

1. Sua voz

A voz do V tem uma intensidade única que a faz se destacar, não importa a música. Sua faixa solo mais recente, “Singularity”, é a prova disso.

2. Seu senso de moda

Ele sabe como montar um LOOK. De pijamas de seda à gravatas que custam mais que nosso guarda-roupa completo, ele combina peças de roupa criando modelitos únicos.

[TRAD] Londres 4/4 🤪

3. Seu sorriso

Tem algo tão encantador na forma com que ele sorri com todos os dentes que não sabemos explicar?

4. Sua generosidade

Ele ama seus fãs, seus colegas de grupo, ele tem muito amor para dar e nós temos sorte de poder ver isso nas câmeras.

5. Sua habilidade indiscutível no saxofone

Nós amamos sua persistência mais que tudo. E também sua crença inabalável que ele seria um saxofonista se ele não estivesse no BTS.

6. Seu amor por todo tipo de arte

De Basquiat a Van Gogh, V conhece seus artistas e ele ama se inspirar em seus trabalhos.

[TRAD] (sonhos se tornam realidade!!) JEAN-MICHEL BASQUIAT (Andy Warhol) & EGON SCHIELE (Gustav Klim) #FundaçãoLouisVuitton

7. Yeontan!

Olha, sabemos que essa não é necessariamente “sobre” o V e mais sobre seu cachorro, mas Yeontan traz ainda mais o lado fofo do Taehyung à tona, então como poderíamos deixá-lo de fora?

[TRAD] Eu queria ter postado esse vídeo ontem também 💜🤪

[VÍDEO] Diga oi! Você só precisa dizer “oi”! Tente dizer “olá”! Olá! Tente rosnar.

8. Sua habilidade fotográfica

V anda carregando sua Leica por aí, tirando fotos da turnê do BTS a algum tempo, e o que ele compartilha é uma visão dos bastidores da vida do grupo incrivelmente retratada.

[TRAD] foto por vante #EleEstáTrabalhando #MelhorCaraDaVida

9. Seu amor pelo BTS

Apenas sua reação ao ganharem o prêmio de Artistas do Ano no MAMA de 2018 deveria ser uma indicação, por mostrar o quanto ele ama seu grupo.

10. Sua aura quando ele se apresenta

Ele tem algo realmente especial que faz com que você preste toda atenção nele, te deixando intrigado, quando ele está no palco.

11. Sua vontade de fazer parte da rap line

Apenas. Deixem. O. Menino. Fazer. Parte. De. Um. Cypher.

12. Aquela coisa que ele faz, indo de super foto à super intenso em segundos

Essa bem aqui, seu policial, é bem nesse momento.

Como pode ser a mesma pessoa?

13. Seu senso de humor

Entre ser fofo e ser intrigante, seu jeito hilário vem divertindo os ARMYs desde o debut do grupo. Por exemplo, quando ele fez um minuto de transmissão no V Live apenas para compartilhar suas imitações dos personagens de Pingu.

14. Sua atuação

Por enquanto, nós apenas o vimos exercitar seus músculos de atuação no K-drama Hwarang, mas levando em conta o quão incrível ele atuou naquela época, nós apenas podemos esperar mais papéis para ele no futuro.

15. O fato dele ser simplesmente adorável

Ele é, de fato, muito fofo as vezes, como quando ele está com seus Hyungs do elenco de Hwarang, que também amam dizer o quão fofo ele é.

16. Um rei pleno

Lembram de reação icônica dele durante o jogo Flinch, no programa do James Corden – ou, na verdade, a falta dela? Nós amamos um rei calmo e pleno.

Como dissemos antes, a lista poderia continuar por horas, mas nós acabamos com a conexão de internet escrevendo sobre ela. Qual a sua coisa favorita no V?

Fonte: SBS
Trans ko-eng; bts_trans
Trans eng-ptbr; Jojo Viola @ btsbr


Publicado em 30.12.2018
[#SingulariTaeDay] Feliz aniversário, Taehyung!
Artigo original em comemoração ao aniversário de 23 anos do V!

Mesmo nos piores dias, podemos sempre contar com a certeza de que o sol volta a brilhar. O sol reaparece, nos aquece com seus raios, nos dá energia. Os planetas giram em torno do sol. Isso são fatos.

Kim Taehyung, você é filho do sol.

A certeza que tenho de que após uma longa noite o sol volta a brilhar pela manhã é a mesma de que quando precisar de conforto em uma pessoa, ela será você.

Você tem o poder de transformar o dia mais chuvoso e cinza em arco-íris. Tudo que você precisa fazer é sorrir.

Quando você canta, sua voz serve como guia, não há outra escolha a se fazer. Quando você dança, seus movimentos etéreos trazem paz. Quando você sorri não há mistério no mundo que não possa ser solucionado.

Nesse ano que te trouxe até aqui, você acabou conquistando corações de inúmeras pessoas com seu carisma. Você retribuiu de maneira incrível: compartilhando sua arte. Pudemos acompanhar seu crescimento como artista em todas as suas formas, seu recente amor pela fotografia que nos permitiu acompanhar o mundo através dos seus olhos. Você nos presenteou com composições e vocais tão bonitos quanto você.

Você não é apenas um garoto que acaba de completar 23 anos. Em 2018 você nos mostrou a beleza do roxo, sua nova maneira de demonstrar amor e carinho pelos ARMYs. Não restam dúvidas de que a sua beleza vem de dentro.

Posso afirmar com certeza de que meu ídolo é o ser humano mais bonito do mundo, por dentro e por fora. Que esse seu novo ano de vida te traga ainda mais motivos para sorrir, novas paixões e a vontade de continuar ajudando e inspirando seus ARMYs, um a um.

Feliz aniversário, Taetae. I purple you. 💜

★ Não deixe de acompanhar a Bangtan Brasil no dia de hoje para relembrar alguns dos momentos mais marcantes ao lado do nosso maravilhoso V. Aproveite também para o conhecer melhor! Acompanhe a hashtag #SingulariTaeDay e a @BTS_BR no Twitter e deixe mensagens bonitas para o Tae. ♥

★ Texto por Beccs @ BTSBR Tradução, e arte por Emi @ BTSBR Design. Por favor, não retire os créditos ou redistribua sem os mesmos.


Publicado em 30.12.2018
#SingulariTaeDay: Momentos que demonstram os diversos talentos de V
Uma lista de motivos para amar ainda mais esse anjinho de luz!

V é uma alma única. Ele é lindo por dentro e por fora, sua criatividade é ilimitada — e sua personalidade excêntrica faz dele ainda mais adorável! Ele explora toda forma de arte à que ele é exposto, e ele arrasa toda vez.

Como hoje ele se torna um ano mais velho, nós sabemos que ele irá apenas brilhar mais do que antes. Para celebrar o seu dia especial, nós fizemos uma lista de coisas que vão te fazer amá-lo ainda mais!

Sua dualidade é insana

Embora dualidade não seja algo que apenas V possui, o que o faz se destacar é como ele pode brincar com isso nos palcos. Todos nós já vimos ele ir de fofo para intenso em alguns segundos em muitas apresentações, e isso nos deixa sem ar toda vez. A dualidade de V não é algo para ser considerado leve, como visto nesse vídeo dele em “Airplane pt.2.”

[TRAD] A dualidade do Taehyung exibida nesse vídeo de 12 segundos. de nada @BTS_twt

Sua voz é comovente

Ao lado de sua dualidade, a voz profunda e suave de V se destaca até mesmo para pessoas que não ouvem ao BTS regularmente. ARMYs de todos os lugares não se cansam dela, o que explica, provavelmente, como seu solo conquistou um número massivo de streams e conquistou o 10º lugar na lista da Billboard de K-Pop 100.

Até mesmo as pessoas com quem ele trabalhou não se cansam de sua voz! Charlie Perry, um dos compositores de “Singularity”, compartilhou como ele se sente sobre a voz de V. “Foi realmente uma experiência inacreditável,” ele mencionou. “Atravessar o mundo, para enviar algo para aquela pessoa que compartilha a mesma emoção e paixão que eu. V definitivamente tem a personalidade que não só pode ajudar, mas era a certo para essa música.”

Sua criativa genialidade não tem fronteiras

Suas habilidades musicais não se limitam apenas a ele ser um ótimo cantor. Nós já testemunhamos V se envolver em produção e escrita de músicas: ele produziu “Hold Me Tight” do ep “The Most Beautiful Moment in Life, pt.1” e “Stigma”, do álbum “Wings”. Ele também escreveu melodias para mais músicas como “RUN” e “Spring Day.”

Se você quer presenciar V como um cantor, compositor e produtor, ouça à “4 O’Clock.”

Ele é um ator fenomenal

Nós já presenciamos as habilidades fenomenais de V atuando nos highlight reels, MVs do BTS — até mesmo durante as apresentações ele demonstra suas habilidades de atuar! Ele expressou seu sonho de ser um ator anteriormente — uma carreira que não é irrealista para ele, considerando que ele um ator natural na frente das câmeras.

Falando sobre ser um ator, os fãs de K-drama devem lembrar de V como o amável Hansung em Hwarang. Apesar de breve, a atuação de V como Hansung foi tão memorável que foi quase difícil acreditar que ele estava atuando pela primeira vez. Ele definitivamente mostrou ao mundo o que é capaz de fazer além da sua carreira de cantor, e nós adoraríamos ver mais do V ator em ação!

[TRAD] Ainda é a minha cena favorita do Taehyung em Hwarang. Taehyung e Hansung tem muitas semelhanças e ver ele atuar intensamente dessa forma, tipo você pode ver a ira em seus olhos, o jeito que ele entregou suas falas… O verdadeiro ator Taehyung apareceu.

Ele é natural atrás das lentes

Agora que já estamos cientes do que V é capaz de fazer na frente da câmera, nós devemos falar sobre sua habilidade atrás dela. Inspirado pelo fotógrafo Ante Badzim, sua fotografia é mais centrada em áreas externas.

Suas fotografias são postadas sob o nome Vante, uma adorável junção de seu nome de palco com o nome de Ante. A habilidade de V com câmeras é inegável: até mesmo Ante Badzim o elogiou no Twitter.

Seu amor incondicional pelos ARMYs

Seria injusto não incluirmos a relação única de V com os ARMYs nesta lista. Ele por si só mudou o significado de roxo para os ARMYs de todos os lugares, para expressar seu amor por eles. Desde que ele veio com sua mais nova definição, ela ganhou tanta visibilidade que até o Naver deu-a um espaço em seu dicionário!

[TRAD] Roxo é a última cor do arco-íris, que significa que eu confiarei em você e te amarei por um longo tempo.

Outra forma de V demonstrar seu amor pelos ARMYs é através de seu personagem único no BT21, TATA. Esse personagem, um alien que pode se metamorfosear em qualquer coisa que você mais precisar no momento, expressa a natureza curiosa e amável de V.

Feliz aniversário, Kim Taehyung!

Fonte: Hello K-Pop
Trans eng-ptbr; jumaria @btsbr


Publicado em 29.12.2018
Mais que amigos, friends! O reencontro de JungKook com a 97 line 💛
Os amigos nascidos em 1997 se reuniram dois anos após sua apresentação juntos!

Os amigos do BTS, SEVENTEEN e GOT7 compartilham as fotos de seu reencontro nos bastidores do KBS Song Festival!

Dois anos após sua apresentação juntos no KBS Song Festival de 2016, os amigos da “97 line” do BTS, SEVENTEEN e GOT7 se reuniram novamente no mesmo evento, este ano!
JungKook e seus amigos Mingyu, DK, The8 – do SEVENTEEN -, BamBam e Yugyeom – do GOT7 – fizeram uma colaboração com outras idols também nascidas em 1997, em uma apresentação no KBS Song Festival de 2016, e os garotos compartilharam uma foto juntos na época.
Em 28 de dezembro deste ano, os seis amigos se apresentaram com seus grupos no mesmo festival. Quando todos se reuniram nos bastidores novamente, tiraram e compartilharam fotos do reencontro com os fãs!

Mingyu postou uma foto no Instagram com a legenda “Faz tempo que eu não os vejo, 97”

The8 compartilhou uma foto, com a legenda “1997”.

BamBam compartilhou outra foto e escreveu “Estou tão feliz por ter amigos como vocês. Eu amo vocês 97”.

Você pode conferir a apresentação do BTS no festival completa abaixo:

Fonte: Soompi
Trans eng-ptbr; Jojo Viola @ btsbr


Publicado em 29.12.2018
Esse pequeno hábito fofo do Jimin derrete o coração dos ARMYs toda a vez…
As mãos do Jimin são uma das maravilhas do mundo e devem ser protegidas!

É uma verdade reconhecida universalmente que o Park Jimin do BTS tem as mãos mais fofas da terra. Não estamos exagerando. É um simples fato e não estamos aqui para debater com você. As mãos do Jimin são uma das maravilhas do mundo e devem ser protegidas a qualquer custo. Por que, você pergunta? Bom, tudo que você tem que fazer é assistir esse vídeo do Jimin alongando o mindinho antes de fazer uma promessa, para entender o nível de fofura em que as mãos do Jimin estão.

O BTS, a boy band que mais dá duro no show biz, estava trabalhando com tudo no dia de natal. Enquanto você está sentado abrindo presentes de frente para a árvore de natal, eles estavam chegando no palco do Gayo Daejun na SBS, um festival televisivo de música coreano que acontece anualmente no natal. Este ano, além do BTS, o evento estava lotado com as maiores estrelas do K-pop, como GOT7 e EXO. E quanto ao BTS, eles botaram a casa abaixo com a apresentação de um medley de alguns de seus maiores hits desde o debut em 2013, escalando para a apresentação turbulenta de seu single atual. O line-up incluiu: “No More Dream” (2013), “Boy in Luv” (2014), “Dope” (2015), “Fire” (2016), “DNA” (2017), e “IDOL” (2018).

E apesar da apresentação do BTS ter dado aos fãs toda a vibe deliciosa de nostalgia, estamos aqui para falar do Jimin mexendo o mindinho. Como já mencionei antes, as mãos do Jimin são o máximo da fofura, com seus mendinhozinhos lindinhos sendo a parte mais fofa. Obviamente, fãs estão sempre se derretendo pelas mãos dele, mas nem os outros integrantes do grupo, JungKook, V, RM, Suga, Jin e J-Hope, conseguem parar de babar nelas de vez em quando.

Precisa de imagens? Aqui vão alguns vídeos do V comparando seu mindinho com o do Jimin, porque isso é uma coisa que ele gosta de fazer com frequência. (Aviso: Esses vídeos podem fazer seu coração explodir.)  

[TRAD] ALGUÉM PROTEJA O MINDINHOZINHO PEQUENININHO DO JIMIN #IVoteBTSBBMAs @BTS_twt

[TRAD] O mindinho pequenininho do Jimin 

Os outros rapazes do grupo são conhecidos por se distraírem com as mãos dele também, porque elas são adoráveis nesse nível.

[TRAD] Joon brincando com as mãos do Jimin, Eu –

[TRAD]  Jungkook brincando com as mãozinhas do Jimin é a coisa mais fofa do mundo.

[TRAD] Jungkook 🙁 estava 🙁 brincando 🙁 com 🙁 mãozinha 🙁 pequenininha 🙁 do 🙁 Jimin 🙁

Às vezes, os fãs até pedem para comparar seus mindinhos com o do Jimin nos fansigns.

Considerando quanta atenção as mãozinhas adoráveis dele recebem, dá para culpar o Jimin por ás vezes desejar ter um mindinho normal que não deixasse os fãs no chão com seu nível extremo de fofura?

Como resultado, o Jimin adquiriu o hábito de “alongar” seu mindinho. Aqui é ele mais ou menos um ano atrás alongando o mindinho antes de compará-lo com o dos fãs.

[TRAD] Ele literalmente alonga o mindinho, e assim o Jimin finalmente ganhou nesse tipo de lutinha, olha a cara dele haha.

Não fica claro se o Jimin realmente acha que esse método de alongar o mindinho funciona ou se é só uma piada. Mas enquanto caminhava pelo tapete vermelho no Gayo Daejun da SBS no dia 25 de dezembro, Jimin mencionou “manter promessas” com os fãs em 2019 durante uma entrevista, o que levou o grupo a fazer uma pose de promessa com o mindinho para as câmeras. Bem, imagina a reação dos fãs quando, antes de levantar o mindinho para as câmeras, Jimin puxou o próprio dedo para “alongar” ele! Eles foram atingidos no peito com iti malias. Dava para praticamente ouvir os ARMYs fazendo “ownt” ao redor do mundo. Confira o momento, e a reação do Twitter, abaixo.

[TRAD] JIMIN JIMIN JIMIN OLHA ESSE PUDINZINHO ALONGANDO O MINDINHO E FICANDO AINDA MENOR EU TÔ

[TRAD] O Jimin ter alongado o mindinho para fazer ele ficar maior vai ficar sendo a coisa mais fofa do mundo 🙁

[TRAD] O Jimin puxando o mindinho primeiro antes de fazer a pose alsksk e-ele talvez tenha pensado que cresceria e cês não sabem como essa m*rda doeu @BTS_twt

[TRAD] O Jiminie alongou seu mindinhozinho… ele é um nenem fofinho, ai meu Deus uwu   #BTS #BTSnoGayoDaejun #BTSARMYs #BTS #JIMIN

[TRAD] O Jimin tem o hábito de puxar o pequenino mindinho dele porque acha que talvez ele alongue Protejam esse bebê   #BTS #JIMIN @BTS_twt

[TRAD] CALA A BOCA TODO MUNDO O JIMIN TENTOU DEIXAR O MINDINHO DELE MAIOR EU AMO ELE

[TRAD] boa noite só para o mindinhozinho iti malia pequenininho do Jimin

[TRAD] O Jimin alongando o mindinho antes de fazer a promessa ai meu deus   @BTS_twt #BTS #JIMIN

Fãs do Jimin em todo lugar sabem que as mãos dele são a própria perfeição do jeito que são (especialmente seu mindinho). Mas só porque o mindininhozinho iti malia lindinho é muito fofo não quer dizer que o Jimin não possa colocar fogo no palco quando anda por ele. Quer dizer:

[TRAD] POR QUE ISSO É TÃO SEXY AI MEU DEUS PARK JIMIN #SBSGayoDaejun2018

[TRAD] Jimin você é tão gostoso ai meu deus a testa ah a testa @BTS_twt #JIMIN #aimeudeus #BTSemTaiwan #BTSemTaoyuanDia2

Ah, o que era que você estava falando sobre o pequeno e adorável mindinho do Jimin? Tudo o que eu enxergo são nível fora da realidade de sex appeal nesses vídeos.

Vamos todos só concordar que a dualidade do Jimin não tem igual.

Fonte: Elite Daily
Trans eng-ptbr; VenomQ @ btsbr


Publicado em 29.12.2018
Jeon Pai mostra seu amor por Jeon Filho e choca os ARMYs com seu talento 😱
O talento em diversas áreas parece pertencer à família Jeon!

Em 29 de dezembro, JungKook postou na conta oficial do grupo no Twitter a foto de um retrato que seu pai desenhou dele.

O caçula, que ficou claramente impressionado pelo desenho e quis mostrar aos seus fãs, postou a imagem com a legenda: “Meu pai preparou um presente para os ARMYs…” e adicionou as hashtags, “JK”, “Mãos talentosas do meu pai”, “Meu nível de talento é 1% o do meu pai”, “Meu pai é o melhor”, “Eu amo vocês ARMYs” e “Meu pai ama os ARMYs também”.

Desenhado à lápis, o retrato de JungKook tem uma grande semelhança com a imagem usada de referência e mostra as excelentes habilidades de desenho do seu pai.

O irmão do JungKook também é bem conhecido pelos ARMYs por suas habilidades de desenho e suas ilustrações hilárias do BTS. Ele frequentemente compartilha essas ilustrações em seu instagram, e ele ocasionalmente publica animações em vídeo descrevendo momentos engraçados do BTS em seu canal do YouTube.

A família Jeon está constantemente mostrando seu apoio ao BTS, ao ponto em que agora eles parecem ser integrantes honorários do fandom ARMY!

Fonte: Soompi
Trans eng-ptbr; naky @ BTSBR