btsbr.co.vu/archive & btsbr.wordpress.com
SITE: Bangtan Brasil - Fã Base
VERSÃO: 1.3 - WINGS BLUE
DESDE: 29.03.2013
VISITAS: ARMYs
Bulletproof Boy Scouts (em coreano: 방탄소년단) é um grupo masculino sul coreano de hip-hop formado pela Big Hit Entertainment. Geralmente conhecidos como BTS, são também chamados de Bangtan ou Bangtan Boys. Eles estrearam em 13 de junho de 2013 com sua.. LEIA MAIS
SEJA BEM VINDO AO BANGTAN BRASIL, A PRIMEIRA E MAIOR FÃ BASE BRASILEIRA DO BTS. FEITA DE FÃ PARA FÃ!

Categoria: Artigo/Info

Publicado em 31.03.2017
[NEWS] “Elephant”, música de Gaeko em colaboração com Rap Monster, será lançada no dia 5 de abril.
Rap Monster participara de uma faixa musical com Gaeko!

 

No dia 29 de março, a capa do mais novo single de Gaeko, “Elephant”, foi revelada pela empresa do Dynamic Duo, Amoeba Culture, e também a data de lançamento da música, 5 de abril.

As notícias sobre a colaboração de Gaeko com o talentoso rapper Rap Monster têm chamado atenção de vários fãs de ambos os artistas.

Gaeko elogiou o líder do BTS dizendo: “Eu sempre achei a voz do Rap Monster agradável e eu gosto de seu timbre de voz. Pensei que seria interessante trabalhar com ele por causa de seu entusiasmo e energia.”

Ele, que já colaborou com diversos artistas ao longo de sua carreira, quer mostrar seu amplo espectro de música através de sua parceria com Rap Monster.

Trans ko-eng; ARMY Base
Trans eng-ptbr; Bia Rehm @ btsbr

 


Publicado em 31.03.2017
[NEWS] Os Deuses e Reis da dança entre os idols masculinos que criam performances excepcionais
Jimin destacado como um dançarino inigualável dentre os idols.

Os Deuses e Reis da dança entre os idols masculinos que criam performances  excepcionais – “Taeyang do Big Bang, Taemin do Shinee, Kai do EXO e Jimin”.

Aqui estão os Deuses e Reis da Dança entre os idols masculinos, os quais capturam nossos olhos com suas performances extraordinárias. Taeyang do Big Bang, Taemin do Shinee, Kai do EXO e Jimin” são as estrelas. Vamos aprender mais sobre eles agora.


Jimin

Jimin é um talentoso vocalista e dançarino no BTS. Ele recebe atenção por seus movimentos atraentes e suas expressões. Como um antigo estudante de dança contemporânea, Jimin apresenta-se de uma maneira suave e delicada, e seus movimentos de dança são graciosos, com ondas suaves, bem como apresenta movimentos de danças poderosos. Ele é um dançarino inigualável dentre os idols.

Enquanto isso, BTS está encontrando com seus fãs ao redor do mundo em sua turnê mundial de shows.

Fonte; peachisoda
Eng-ptbr; Hell @ btsbr


Publicado em 31.03.2017
[NEWS] BTS, o grupo coreano sensação, está pronto para tomar Anaheim
Confira a entrevista com Rap Monster!

Rap Monster, um dos sete rapazes que fazem parte da boy band sul-coreana BTS, diz que foi apenas ao final de 2016 que ele e os outros se deram conta de quão grande o grupo havia se tornado ao redor do mundo.

“Alguém da empresa me mandou uma mensagem: ‘Vocês estão no 26° lugar na Billboard. Meu Deus, parabéns,’ diz o Sr. Monster, o rapper de 22 anos nascido Kim Nam-joon, por telefone em Chicago, onde o BTS se apresentará na quinta-feira antes de seguir para o Honda Center para dois shows esgotados no sábado e no domingo.

“No começo eu pensei, ‘Ha ha, seu senso de humor não é muito bom,’” diz Rap Monster, o líder do grupo e principal compositor. “Nós não acreditamos.”

Mas à medida que mais mensagens começaram a chegar em seus telefones, ele diz que os meninos do BTS se deram conta que não se tratava de uma piada: o seu segundo álbum, “WINGS”, entrou na parada da Billboard 200 no 26° lugar depois do lançamento em outubro, a posição mais alta já atingida por um grupo de K-pop — sem mencionar um que canta majoritariamente em coreano — e servindo de prenúncio para a Billboard indicá-lo como o melhor álbum de K-pop do ano.
Desde então, as coisas só ficaram mais ensolaradas para Rap Monster, Jin, SUGA, J-Hope, Jimin, V e JungKook. Em fevereiro, “WINGS” foi relançado em uma nova edição chamada “You Never Walk Alone”, e as duas versões já venderam juntas mais de 1.5 milhão de cópias no mundo. Os clipes para “Spring Day” e “Not Today” foram lançados com uma semana de intervalo no mês passado também e explodiram no YouTube, onde atualmente acumulam 59.2 milhões e 60.1 milhões de visualizações, respectivamente.

“Quando ouvimos que realmente tínhamos conseguido, eu disse, ‘OK, vai ser um mundo diferente,” Rap Monster diz sobre o significado do sucesso na parada da Billboard e tudo que o seguiu. “E eu sinto que devemos fazer algo a mais, e sonhar mais.”

Na semana que passou, eles tomaram um passo em direção ao algo a mais, tocando suas primeiras datas esgotadas em arenas nos Estados Unidos, tendo anteriormente tocado majoritariamente em convenções com outros artistas, como a KCON.

“Tantas pessoas só para ver o BTS foi realmente uma honra,” Rap Monster diz sobre os dois primeiros shows realizados no Prudential Center, em Newark, Nova Jersey. “Parece um sonho.”

Não que tenha sido, veja bem, um sucesso repentino ou um caminho fácil para ele e os outros membros do BTS.
Rap Monster cresceu como o melhor aluno em sua escola, amava rappers americanos como Eminem e Nas, se apresentando enquanto frequentava o ensino médio e, eventualmente, capturando a atenção do futuro agente do BTS, Bang Si-hyuk, da BigHit Entertainment na Coreia do Sul. E mesmo que diga que desistiu da música aos 16 anos, com falta de confiança no caminho que seguiria, ele conta que Bang o encorajou a permanecer forte, acreditar em si mesmo, e assinar como um dos primeiros a se juntar ao BTS, ainda que, na época, ele não soubesse quem ou o quê o grupo acabaria incorporando.

“Eu não estava ciente dos outros membros,” diz Rap Monster. “Mas eu gosto da empresa e os respeito. E ele me prometeu, ‘Vou fazer você fazer sua música e ser grande algum dia, então por favor acredite em mim.’

“Então eu acreditei nele.”

Os outros seis integrantes foram logo escolhidos, cada um trazendo talentos diferentes para o microfone ou para o palco. Músicas foram desenvolvidas por Rap Monster e outros membros, com um time de produtores trabalhando para criar as melhores músicas de material cru, as melodias e batidas, que eles criavam.

“Nossa química é diferente de outros grupos,” Rap Monster diz. “Todos têm seus próprios pontos e características. Se eu sou um mau dançarino, um bom dançarino me ensina. Se sou um bom compositor, eu ajudo os outros com uma boa melodia.”

Nós perguntamos a pergunta óbvia: você é um mau dançarino?

Ele ri, e responde: “Sim, sou um mau dançarino.”
A música do grupo é diferente de muitos artistas de K-pop que tiveram efeitos nas ondas americanas. Eles não são populares por causa do aspecto inovador de suas canções – pense “Gangnam Style”, do Psy, de alguns anos atrás. E eles não são um grupo chiclete como Girls Generation ou eclético como o synthpop do f(x), a primeira banda coreana a tocar no festival South By Southwest.

Em vez disso, o BTS geralmente mira para aquele ponto estratégico onde o R&B e o rap se encontram, o tipo de coisa que Justin Bieber faria se cantasse em coreano e tivessem seis variações de Bieber com cabelos da moda e ecléticas, porém unificadas, escolhas fashion.

“A música do BTS soa como se fosse americana,” diz Rap Monster. “Nós decidimos que sempre ficaríamos de olho nas tendências e no que acontece ao redor do mundo. Os Estados Unidos é o mercado nº. 1 do mundo, então é por isso que as pessoas na América preferem a gente.”

Quanto à comunicação através das barreiras linguísticas, Rap Monster diz que isso é parcialmente controlado pelos seus seguidores entusiasmados nas redes sociais: “Os fãs traduzem nossas letras e entrevistas,” ele diz, e, como resultado, isso os levou ao topo da lista da Billboard’s Social 50 por um total de 17 semanas desde que “WINGS” foi lançado, em outubro. “Eles são capazes de dizer, ‘OK, o BTS está falando sobre nós e nossas vidas.’”

E é parcialmente endereçado através de assuntos líricos que expressam as esperanças, sonhos, medos e preocupações comuns de qualquer adolescente ou jovem adulto em qualquer país.

“A maior parte de nossas letras são em coreano, mas sempre falamos sobre as vidas dos jovens e suas mentes,” Rap Monster diz. “Há algo parecido entre todas as pessoas jovens do mundo, nos Estados Unidos ou na Coreia. Nós compartilhamos algo juntos mesmo que usemos línguas diferentes ou vivemos de modos diferentes.”

Os fãs americanos também são os adoradores de música mais astutos do mundo, diz Rap Monster, o que fez com que fosse um pouco intimidador, no começo, sair em turnê sozinhos.

“Nós na verdade estávamos com medo de nos apresentar nos Estados Unidos sozinhos,” ele diz. “Suas playlists são as melhores do mundo. Eu estava muito nervoso com eles.

“Mas depois que fomos para o palco, nosso medo desapareceu. Eles são como todo mundo, como amigos. Cantando as músicas junto, até mesmo os raps. Eles sabem brincar, os ritmos e as danças.”

Uma vírgula aqui para compartilharmos nossa parte favorita dessa trívia com Rap Monster. Você deve estar se perguntar se ele falou através de um tradutor. Não. Sua excelente habilidade com o inglês foi polida em sala de aula, mas também em casa pelo o que ele chama de “síndrome das mães coreanas”.

“‘Friends’ era muito famoso entre as mães coreanas para ensinar inglês,” diz Rap Monster sobre a série americana que foi hit nos anos 90. “Foi como uma síndrome. Mães coreanas fazem seus filhos assistirem ‘Friends’ até quando estão comendo ou brincando.

“Eu acho que ajudou muito. Tem 10 temporadas, eu acho, e eu assisti mais de cinco vezes todas as 10 temporadas. Eles usam gestos e expressões, tipo, como americanos usam, não é? Eu acho que ensina naturalmente como falar ou como gesticular quando você tenta expressar emoções.

“Obrigado, ‘Friends,’” ele diz, rindo. “Deus abençoe ‘Friends’!”

Rap Monster recentemente colaborou com o rapper americano Wale com a música “Change”, que como alguma das músicas do BTS – e diferente da maioria das músicas do K-pop – tangencia política e problemas sociais. Ele diz que tem gostado da música de Wale por alguns anos quando a oportunidade de fazer a canção apareceu no ano passado “como um milagre, como um sonho que virou realidade.

“A música foi lançada e nós gravamos um clipe juntos, mas eu ainda, às vezes, deito na minha cama e penso, ‘eu realmente fiz algo com ele?’” diz Rap Monster.

Ele sabe que grupos masculinos, do Backstreet Boys e ‘N Sync, aos Jonas Brother e One Direction, tendem a ter um tempo de vida finito antes dos membros ficarem inquietos e seguirem para projetos solo, trabalhos de atuação e outras oportunidades. Mas Rap Monster acredita que a variedade de interesses e gêneros musicais que os membros individuais do BTS têm podem ser manejados concomitantemente ou mesmo dentro do grupo, e o BTS poderá continuar.

Então, enquanto Rap Monster diz que adoraria colaborar com Drake ou Miguel algum dia, SUGA divide esse sentimento com Kanye West e Flume. JungKook parece mais inclinado ao pop R&B – seus parceiros musicais dos sonhos seriam Bieber ou Charlie Puth. V é mais das antigas, tendo mencionado Norah Jones e os Fugees na sua lista de desejos. Rap Monster fala sobre o resto do grupo: Jimin gosta de Chris Brown, J-Hope prefere o também iniciado com ‘J’, J. Cole, e Jin é fã do homem-espetáculo das antigas Bruno Mars.

“Eu sempre digo para eles que toda vez que temos sucessos sob o nome do BTS, nós brilhamos o máximo quando somos um time,” Rap Monster diz. “Eu conheço todos os sete membros, eles amam música, e eu sei que seus desejo número é para nós nos apresentarmos e fazermos música e cantar e dançar.

“Talvez algum dia alguém vai querer estar em um programa de televisão ou ser ator,” ele diz. “Eu só espero que eles saibam que toda a popularidade, fama e dinheiro veio do nome do nosso time. Não é uma pessoa, todos contribuem para a equipe.
“Ninguém sabe o futuro. Eu só espero que isso possa durar o máximo possível.”

Fonte; Orange County Register
Trans eng-ptbr; nalu @ btsbr


Publicado em 30.03.2017
[ENTREVISTA] Conheça Rap Monster, uma das estrelas com estilo urbano mais astuto do K-Pop
Rap Monster responde a perguntas da Highs Nobiety!

Se tem algo que o K-Pop nos ensinou é que as boy bands americanas dos anos 90 não são nada comparadas aos seus companheiros coreanos contemporâneos. Especialmente no que diz respeito à lealdade dos fãs – se você achou que amava NSYNC, então você ainda não conheceu a fanbase do BTS. Sem um pingo de vergonha ou constrangimento, eles farão com que a sua obsessão adolescente pelo Justin Timberlake pareça mansa. De fato, alguns deles conseguem fazer até com que os fãs de Beyoncé pareçam levemente menos dedicados à sua rainha.

Kim Nam-joon, mais conhecido pelo seu nome artístico Rap Monster, é o rapper guia do BTS e o objeto de mais fantasias adolescentes do que qualquer pessoa se sentiria confortável em ser. De fato, seus seguidores são tão dedicados que nos pediram para que essa matéria fosse publicada apenas após ele ter deixado Nova York, com o receio de que as pessoas seriam capazes de identificar o interior do hotel e encontrá-lo.

Semana passada, o grupo de sete membros fez sua parada na costa leste como parte dos dois shows esgotados que fizeram no Prudential Center, em Nova Jersey. Nos encontramos com Rap Monster antes do show para ver o que ele está usando, e falar sobre como o seu senso de estilo o garantiu capas de revistas e fechou acordos de patrocínio com marcas como PUMA.

Como você descreveria o seu estilo?

Nesses dias, gótico e urbano. Minhas marcas favoritas são WTAPS e NEIGHBORHOOD, do Japão.

Quais são alguns dos seus designers favoritos?

Rick Owens, Ann Demeulemeester, Damir Doma, Alexander Wang e Yohji Yamamoto – ele é o avô. Eu tenho gostado muito da moda urbana japonesa ultimamente. Eles têm marcas como NEIGHBORHOOD e WTAPS que possuem estilos parecidos com a Carhartt dos Estados Unidos. Eu gosto do visual de trabalho.

E quanto à designers emergentes?
Tem um cara que acabou de fazer alguns shows em Milão. Sua marca se chama D.gnak e ele tem algumas coisas que eu gosto. Também tem uma marca chamada 99%IS que está muito em alta na Coreia ultimamente.

Qual é o melhor acessório para qualquer roupa?

Para mim é sempre um boné ou touca. Quando não uso um boné ou touca eu sinto que não completei o meu look. Eu preciso colocar algo na cabeça.

Qual look você geralmente escolhe para a estrada?

Quando estou viajando eu normalmente uso moletons da Supreme porque são confortáveis. Eu normalmente uso calças largas da Levi’s também, sabe, aquelas bem antigas dos anos 90? Então isso é o que eu uso, geralmente: moletom, calça Levi’s e Timberlands.

Por quem ou o quê você está sendo inspirado no momento?

O grande avô Yohji Yamamoto. Eu amo o seu estilo. Eu também tenho sido muito inspirado – eu não sei os seus nomes – pelas pessoas nas ruas japonesas, como em Harajuku. Tem muitos estilos legais lá e eu normalmente busco por fotos urbanas porque elas realmente me inspiram.

Qual é o melhor tênis agora?

Agora? Eu tenho que escolher o PUMA Suede porque sou embaixador da marca [risos]. Também o Vans Old Skool, Converse’s Chuck Taylor e Timberlands. Eu também gosto de sapatos populares como o Y-3 ou YEEZY, mas os clássicos são sempre os melhores.

E o melhor álbum lançado agora?

More Life do Drake. É incrível.

 

Fonte; Highsnobiety
Trans eng-ptbr; nalu @ btsbr


Publicado em 29.03.2017
[NEWS] Cantor americano Charlie Puth e BTS demonstram carinho mútuo
Charlie Puth e BTS não tem nada, além de amor um pelo outro!

Charlie Puth e BTS não tem nada, além de amor um pelo outro!

No começo do dia 26 (horário da Coreia), Charlie tweetou: “Eu realmente gosto das músicas do BTS”, e recebeu uma resposta explosiva dos fãs do grupo.

Duas horas depois, a conta oficial do grupo no Twitter respondeu: “Nós realmente gostamos das músicas do Charlie Puth”, confirmando que o carinho é mútuo.

Lembrando que Jungkook lançou anteriormente um cover da música “We Don’t Talk Anymore”, ao qual o cantor já havia se pronunciado a respeito.

BTS é o primeiro grupo coreano a entrar na “Billboard 200” seis vezes, e estão ganhando cada vez mais popularidade nos Estados Unidos. Recentemente, um dos membros, Rap Monster, compartilhou online com os fãs sua colaboração com o rapper americano Wale.

Charlie Puth é um cantor pop, que vem recebendo um grande carinho de suas fãs coreanas pela música “See You Again”, fez seu primeiro show na Coreia do Sul em agosto do ano passado, além de ganhar o prêmio “International Rising Star of the Year” no Gaon Chart.

O que vocês acharam dessa interação?

Fonte: Soompi, Peachisoda
Trans eng-ptbr: Vics


Publicado em 29.03.2017
[NEWS] BTS começa sua turnê nos Estados Unidos com show esgotado no Prudential Center
BTS no palco do Prudential Center em Newark, Nova Jersey.

Apenas alguns poucos artistas de K-pop são capazes de lotar estádios nos Estados Unidos, mas na noite de quinta-feira (23 de março), o BTS fez o primeiro de dois shows esgotados no Prudential Center, em Newark, Nova Jersey.

Com seus ARMYs leais torcendo por eles do começo ao fim, o boy group de sete membros começou a parte americana da sua turnê mundial, 2017 BTS Live Trilogy Episode III: The Wings Tour, com um show de quase três horas de duração que incorporou os hits mais estridentes do grupo, bem como as músicas introspectivas do seu álbum que quebrou recordes, WINGS.

Os membros Rap Monster, SUGA, J-Hope, JungKook, V, Jimin e Jin abriram e fecharam o show com dois dos seus singles mais recentes, começando a noite com a incontrolável “Not Today” e, quase 30 músicas depois, se despedindo com a inspiradora “Spring Day”. Após a primeira música e sua coreografia de precisão militar, o septeto se direcionou para a plateia e expressou sua animação em se apresentar no país. Depois da eletrizante “Not Today” definir o tom, o grupo apresentou a música de inspiração sulista e com samples do Keb’ Mo’ “Am I Wrong”, e a favorita dos fãs com coreografia habilidosa, “Silver Spoon”, a única música que não está presente no álbum WINGS apresentada naquela noite.

Apesar de parecerem um pouco letárgicos – eles tinham voado do Brasil após dois shows e uma parada no México na semana anterior – o BTS mostrou sinceridade e vontade de agradar ao tentar se conectar com os fãs que os levaram a se tornar uns dos artistas mais populares do K-pop. Cada um dos membros se esforçou para falar inglês ao longo da noite, fazendo surgirem gritos de apoio por todo o estádio enquanto agradeciam ao seu fandom, os ARMYs, e deram aos fãs o crédito pela disparada do grupo ao topo da indústria musical coreana.

A porção inicial do show chegou ao fim com o hit enérgico de 2015, “DOPE”, antes de seguirem para o segmento que destacou os solos e as subdivisões do grupo (“Lost”, “BTS Cypher pt. 4”) no álbum WINGS. As demonstrações solitárias e reflexivas moveram a audiência, culminando em gritos receptivos de “nós te amamos” durante a música “Reflection”, do Rap Monster. (Nem ele nem SUGA apresentaram qualquer música presente nas suas fervorosas mixtapes ou outros projetos separados do resto do grupo.) Embora terem sido muitos os momentos memoráveis – Jin sendo erguido em plataformas enquanto cantava sobre ser incapaz de voar durante “Awake”, SUGA tendo o apoio de uma orquestra e tocando o piano enquanto fazia rap sobre como o instrumento é seu “First Love”* – e algumas inconsistências no áudio, quando J-Hope desenvolveu seu segmento com o alegre e cheio de elementos de coral ode à sua “MAMA”, a audiência estava pronta para ver todos os sete juntos novamente.

O BTS se reuniu com a bombástica “Fire” antes de fazer uma pausa para conversar com a plateia mais uma vez. O grupo continuou com um medley de algumas de suas músicas mais antigas, incluindo a faixa de debut “No More Dream”, para evocar uma jornada sônica ao passado que Jin mais tarde comparou a um “foguete através da história do BTS”.

Após uma interpretação divertida de “21st Century Girl” que levou o BTS para fora do palco em uma fila de conga, a primeira noite no Prudential Center começou a desacelerar com J-Hope voltando sozinho para apresentar a dança de “Intro: Boys Meets Evil” antes do grupo se envolver na performance dinâmica de “Blood Sweat and Tears”.

Quando eles deixaram o palco após garantir para a plateia que tinham apresentado sua “última” música (“Outro: Wings”) da noite, fãs ao longo do estádio colocaram sacolas plásticas coloridas por cima de seus light sticks, criando um efeito arco-íris por todo o Prudential Center, esperando pelo bis. Com o sucesso do primeiro evento coordenado por fãs dessa magnitude nos Estados Unidos, o BTS ARMY provou em primeira mão o tipo de apoio que ajudou o BTS a chegar no Top 40 da Billboard 200 e no Top 10 da parada de singles do iTunes.

https://twitter.com/TamarWrites/status/845138267494277120

Ao voltarem para o palco para apresentar suas duas últimas músicas (“2! 3! (Still There Will Be Better Days)” e “Spring Day”), os membros do BTS demonstraram choque e encanto com a visível demonstração de amor que receberam de seus fãs. Rap Monster tomou a oportunidade para agradecer aos fãs pelas colocações impressionantes do grupo nas paradas americanas, declarando que foi graças ao esforço dos seus ARMYs: “Vocês fizeram isso por nós”, ele disse à plateia que gritava. “[A] glória é toda de vocês”.

A primeira noite no Prudential Center foi seguida de outro show na sexta-feira. O BTS vai para Chicago e Los Angeles, mais tarde esta semana.

N/T: *A tradução do título “First Love” significa, literalmente, primeiro amor.

Fonte; Billboard
Trad eng-ptbr; nalu @ btsbr


Publicado em 29.03.2017
[NEWS] V mostra aos fãs os bastidores de sua jornada em Hwarang.
Assista ao vídeo!

Kim Taehyung (V) compartilhou com os fãs através de um vídeo liberado pelo canal oficial do BTS no YouTube, sua trajetória e preparação para seu primeiro drama, Hwarang, exibido pela KBS de dezembro de 2016 a fevereiro de 2017.

No vídeo acompanhamos as preparações de V durante todo o ano de 2016. Desde suas aulas de cavalaria, a memorização de roteiro no carro durante compromissos do BTS e até mesmo a sessão de fotos junto com todo elenco do drama para os materiais promocionais de Hwarang.

O vídeo foi liberado no dia 25 de março, e você pode conferir aqui:

Fonte: Soompi
Trans eng-ptbr;
Bia Rehm @ btsbr


Publicado em 29.03.2017
[NEWS] BTS assinou com a Def Jam Records no Japão!
Saiba mais sobre esse contrato!

BTS fechou um contrato com a Def Jam Records, no Japão!

A Def Jam Records é uma gravadora que faz parte da Universal Music Group. A filial nos Estados Unidos conta com artistas como Kanye West, Justin Bieber, Iggy Azalea, Alesso, entre outros.

BTS estava, até então, sob a responsabilidade da Pony Records no Japão, mas recentemente assinaram um contrato com a filial japonesa da Def Jam. A Big Hit Entertainment ainda será responsável pela divulgação do grupo, apesar de que as atividades em solo japonês agora serão realizadas pela Def Jam Records.

A parceria entre BTS e a Def Jam Records no Japão criou grandes expectativas, e se espera que cause um grande impacto na expansão e aprofundamento de sua divulgação japonesa.

Faisel Durrani, o Vice-Presidente da Def Jam Records afirmou, “Estamos muito empolgados em receber o BTS na família Def Jam. É notável a maneira com que eles estabeleceram uma grande carreira em tão pouco tempo, e desejamos a eles cada vez mais sucesso nos anos que estão por vir.”

BTS lançará seu primeiro single sob a Def Jam Japão, “Blood Sweat & Tears (Versão japonesa)”, no dia 10 de maio.

 

Fonte; allkpop
Trans eng-ptbr; fer @ btsbr


Publicado em 29.03.2017
[NEWS] Rap Monster participará da nova faixa de Gaeko
Saiba mais sobre a participação de Rap Monster no albúm de Gaeko!

Rap Monster fará uma participação na nova faixa título do rapper Gaeko, do Dynamic Duo: a lenda encontra a tendência.

No dia 27 de março, uma fonte da gravadora Amoeba Culture disse: “Rap Monster participou da faixa ‘Elephant’.”

O álbum solo de Gaeko vem sendo muito antecipado pelo público, incluindo o da cena hip-hop. Ele foi responsável pela popularização do gênero e é reconhecido pelo público como um dos melhores rappers ainda hoje.

A participação de Rap Monster na faixa ‘Elephant’ só aumenta a antecipação para o lançamento do álbum e da música título, que está previsto para o começo de abril.

Vocês estão ansiosos para essa colaboração?

 

Fonte; peachisoda, Soompi
Trans eng-ptbr; nalu @ btsbr


Publicado em 29.03.2017
[NEWS] BigHit Entertainment se pronuncia a respeito das ameaças de morte feitas contra Jimin.
Confira o pronunciamento da BigHit Entertainment!

BigHit Entertainment se pronunciou a respeito das ameaças feitas ao Jimin e prometeu mais segurança no local.

Publicações horríveis com imagens de animais mortos, fotos de armas de fogo e ameaças à vida do Jimin foram feitas por uma conta do Twitter que já foi suspensa, no entanto, não antes de causar muito alvoroço e pânico entre os fãs do grupo.


Tradução da imagens: “Tenho um lugar discreto no show, minha arma na mochila e quando [for a hora] do Jimin cantar Lie. ‘Boom’ ele vai morrer”

No dia 27 de março, a empresa que gerencia o grupo publicou a seguinte nota, “Nós acreditamos que é uma brincadeira feita por um anti-fã, porém, para não haver dúvidas, estamos tomando as devidas providências ” e continua “Estamos trabalhando com a produtora e polícia local para aumentar a segurança do evento”

A produtora, que está organizando os shows que vão ocorrer nos dias 1 e 2 de abril em Anaheim, Califórnia, já se manifestou sobre o ocorrido e afirmou que vai aumentar a segurança no local.

Atualmente o BTS está em sua turnê Norte-Americana, mas muitos fãs estão preocupados e chateados com o ocorrido. Enquanto alguns ARMYs acreditam que é só uma brincadeira de mal gosto, outros estão cautelosos pela gravidade do conteúdo postado na conta.

 

Fonte: Soompi
Trans eng-ptbr; Viih @ btsbr


Publicado em 28.03.2017
[NEWS] Jungkook cria uma playlist de suas recomendações de música no Spotify
Após seus hyungs compartilharem suas playlists, chegou a vez de Jungkook!

Anteriormente, Rap Monster, SUGA, J-Hope e Jin já haviam disponibilizado, através do Spotify, uma playlist com o título de “Rap Monster’s Heavy Rotations”, “SUGA’s Hip-Hop Replay”, “J-Hope’s JAM” e “Jin’s GA CHI DEUL EUL LAE?”. Desta vez, JungKook disponibiliza sua playlist no Spotify contendo suas recomendações. A playlist recebeu o nome de “Jungkook: I am Listening to It Right Now”,  traduzindo para português “Jungkook: Eu estou ouvindo isso agora”.

A playlist tem 20 músicas, Nela contém artistas como: Justin Bieber, Tori kelly, entre outros…

Confira a Playlist:

https://play.spotify.com/user/bighitktm/playlist/59b6qZDNJI2ZfhqZFMaU6R

 


Publicado em 28.03.2017
[NEWS] V mostra aos fãs os bastidores de sua jornada em Hwarang.
Kim Taehyung compartilha com os fãs sua trajetória e preparação para seu [...]

Kim Taehyung compartilhou com os fãs através de um vídeo liberado pelo canal oficial do BTS no YouTube, sua trajetória e preparação para seu primeiro drama, Hwarang, exibido pela KBS de dezembro de 2016 a fevereiro de 2017.

No vídeo acompanhamos as preparações de V durante todo o ano de 2016. Desde suas aulas de cavalaria, a memorização de roteiro no carro durante compromissos do BTS e até mesmo a sessão de fotos junto com todo elenco do drama para os materiais promocionais de Hwarang.

O vídeo foi liberado no dia 25 de março, e você pode conferir aqui:

Fonte: Soompi

Trans eng-ptbr; Bia Rehm @ btsbr