btsbr.co.vu/archive & btsbr.wordpress.com
SITE: Bangtan Brasil - Fã Base
VERSÃO: 1.4 - SPEAK YOURSELF
DESDE: 29.03.2013
VISITAS: 5.272.752 ARMYs
Bulletproof Boy Scouts (em coreano: 방탄소년단) é um grupo masculino sul coreano de hip-hop formado pela Big Hit Entertainment. Geralmente conhecidos como BTS, são também chamados de Bangtan ou Bangtan Boys. Eles estrearam em 13 de junho de 2013 com sua... LEIA MAIS
SEJA BEM VINDO À BANGTAN BRASIL, A PRIMEIRA E MAIOR FÃ BASE BRASILEIRA DO BTS. FEITA DE FÃ PARA FÃ!

Categoria: Entrevistas

Publicado em 14.12.2017
[VÍDEO] 14.12.17 – MAMA libera auto-entrevista do BTS
M2 liberou no YouTube uma entrevista exclusiva do bts!

Uma das contas oficiais do MAMA, a M2, liberou em seu canal no YouTube uma auto-entrevista exclusiva do BTS gravada nos bastidores do MAMA 2017.

cr; M2 @ youtube


Publicado em 13.12.2017
[VÍDEO] 13.12.17 – Mediheal posta vídeo de RM
RM tem uma mensagem aos ARMYs!

A marca de cosméticos Mediheal postou um vídeo de RM divulgando a colaboração do grupo com a marca. Mãos para cima se você quiser nascer de novo para uma pele brilhante com RM! As vendas serão iniciadas no dia 19 de dezembro.

cr; 메디힐MEDIHEAL @ youtube


Publicado em 13.12.2017
[VÍDEO] 13.12.17 – Mediheal posta vídeo de SUGA
As mensagens de SUGA lhe confortarão

A marca de cosméticos Mediheal postou um vídeo de SUGA apresentando a colaboração do grupo com a marca. As mensagens de SUGA lhe confortarão. Bom trabalho hoje! Durma bem e tenha bons sonhos.  As vendas serão iniciadas no dia 19 de dezembro.

cr; 메디힐MEDIHEAL @ youtube


Publicado em 13.12.2017
[VÍDEO] 12.12.17 – Entrevista do BTS com JJ Ryan
A entrevista foi gravada enquanto o grupo estava no EUA.

O radialista da iHeart Radio, JJ Ryan, divulgou em sua conta no twitter sua entrevista completa com o BTS, gravada enquanto o grupo esteve nos EUA.

 

via; @BTS_National
cr; JJRyanOnAir


Publicado em 11.12.2017
[VÍDEO] 11.12.17 – Radio Disney posta entrevista com o BTS
No vídeo, os membros jogam “Quente ou Não” com perguntas de natal!

A Radio Disney USA postou uma entrevista como BTS no qual os membros jogam “Quente ou Não”. A apresentadora fez perguntas relacionadas ao Natal.

via; bts_national


Publicado em 03.12.2017
[VÍDEO] 02.12.17 – Entrevista no Red Carpet @ MMA 2017
BTS deu uma pequena entrevista no Red Carpet do MMA 2017.

Entrevista com o BTS no Red Carpet do Melon Music Awards 2017.

cr; bts_national @ Twitter


Publicado em 25.11.2017
[VÍDEO] 24.11.17 – Apple Music posta entrevista com BTS
O grupo fala sobre o remix de “Mic Drop”, futuras colaborações e ARMYs.

A Apple Music postou uma pequena entrevista com o BTS. O grupo fala sobre o remix de “Mic Drop”, futuras colaborações e ARMYs. Ainda deixaram o link para o remix de “Mic Drop” com Steve Aoki e Desiigner na Apple Store.

https://twitter.com/AppleMusic/status/934117283496058882

via; bts_national


Publicado em 24.11.2017
[ENTREVISTA] “A história de chegar aqui vindos de baixo é a nossa própria música.”
BTS elege o Brasil como o país com ARMYs mais apaixonados!

Encontrar-se com celebridades de sucesso é quase impossível, especialmente quando se trata de se encontrar com o grupo idol coreano que já está sob os holofotes como o BTS. Eles acabaram de apresentar seu debut no American Music Awards no dia 19 de novembro, em Los Angeles, com êxito. O BTS teve uma agenda cheia em LA, para citar alguns compromissos como, uma entrevista com uma emissora japonesa e ainda uma sessão de fotos para a revista de moda americana ‘Vogue’. Apesar da agenda apertada, o BTS foi capaz de se encontrar com o jornal coreano ‘The Chosun Ilbo’ para uma entrevista exclusiva em LA, logo depois do seu debut. Uma vez que a entrevista com o The Chosun foi exclusiva, o BTS foi cuidadoso com as perguntas. Abaixo estão algumas das perguntas e respostas com o BTS:

Debut em um dos maiores palcos de premiação americanos… “Fomos respeitados como um eixo do AMAs.”

 

P: Como se sentem sobre estar no palco performando no AMAs?

RM: É tudo surreal (Risos).

R: Sua resposta parece uma resposta típica (risos). O AMAs é conhecido como a mais americana das premiações e uma das maiores, junto com o Grammy e a Billboard. Para um cantor, receber o convite para se apresentar no AMAs deve ser muito significativo. Tenho certeza que há mais do que “surreal”. O que mais podem dividir conosco?

J-Hope: Eu cresci vendo o AMAs na TV. Ser capaz de me apresentar no AMAs, especialmente perante todos os nossos fãs, definitivamente foi uma experiência inacreditável. Foi uma grande honra estar lá e será ótimo ter outra oportunidade de nos apresentarmos aqui no AMAs, em frente aos nossos fãs. Eu gostaria de agradecer aos nossos fãs mais uma vez pelo amor e apoio contínuos.

RM: Como você disse, o AMAs é a mais americana e uma das maiores premiações. Eu também concordo que o AMAs tem uma grande reputação. Nós definitivamente sentimos ao longo do processo que eles pensaram muito e tiveram muita consideração em nos convidar para nos apresentar no palco, não só nos identificando como ‘garotos estranhos da Ásia’. O AMAs nos fez sentir parte da premiação em muitas maneiras, como ter os The Chainsmokers nos introduzindo, e em termos da ordem das apresentações, sendo ela a 16ª de 17, nos apresentando logo antes da Diana Ross, que recebeu o prêmio Lifetime Achievement do AMAs. Muitos dos detalhes preparados pelo AMAs fizeram com que nos sentíssemos bem-vindos e realmente sentimos que eles preparam muito para nós, levando tempo nos conhecendo e demonstrando respeito a nós enquanto artistas.

Seguidores no Twitter duplicaram em seis meses… Já passam dos dez milhões.

O que foi impressionante durante esta entrevista foi o fato de que o BTS sempre se referiu aos fãs como ‘nossos queridos fãs’. Ser um grupo idol é difícil sem os fãs, então talvez a expressão ‘queridos fãs’ é a maneira com que o BTS encontrou de receber amor de forma contínua.

P: Começando pelo prêmio Billboard em maio passado e agora a presença no AMAs, o BTS está num crescimento contínuo e abrupto. Como vocês se sentem?

Jin: Nós só ganhamos um primeiro lugar no ‘Mnet Asian Music Awards’ (MAMA) no ano passado, na Coreia. Nós nos abraçamos e choramos. Não consigo acreditar que ainda não se passou um ano desde que esse dia aconteceu. Ao longo do ano, ganhamos um prêmio da Billboard e performamos no AMAs. Fizemos nosso debut há quatro anos, mas muita coisa aconteceu durante esse tempo. Esses eventos aconteceram muito rápido.

RM:
O Twitter é nossa principal plataforma de mídia social, é muito fácil para usarmos. Tínhamos cinco milhões de seguidores há seis meses, mas agora temos mais de dez milhões (em 21 de novembro o BTS aparece com cerca de 10,3 milhões de seguidores, o que representa o maior número de seguidores para uma conta do Twitter na Coreia). Nós temos usado o Twitter por cinco anos, e o número de seguidores duplicou de repente num período de seis meses. Também, a ‘Billboard Hot 100’ é a parada que todos os artistas do mundo sonham em emplacar. (A música ‘DNA’, lançado setembro passado como faixa-título do novo álbum, entrou em 85º lugar de 100. É a segunda vez que uma música coreana entra na parada, sendo a primeira ‘Gangnam Style’, de Psy.) Poder fazer o debut no AMAs é a honra de que tudo é surreal e que tudo isso foi possível graças aos nossos fãs. Nunca vimos um fandom assim antes (risos).

P: O BTS tem muitas características. Uma delas é que vocês escolhem um tópico e criam uma série a partir deste tópico, como a ‘School Trilogy’ (trilogia escolar) e a ‘Series of youth’ (séries da juventude). Neste processo, a história de crescimento de cada membros do BTS se tornou o cerne do conteúdo, correlacionando ao significado que a história de crescimento do BTS é equivalente ao conteúdo das músicas do BTS. Vocês acreditam que essas histórias vão de acordo com suas vidas reais? Se sim, o quanto combinam de fato com suas vidas?


SUGA: Não posso dizer que nossas letras vão de encontro 100% com nossas experiências, mas nossas experiências estão sim embutidas em nossas músicas. Nós lançamos muitas músicas como ‘Jump’ (risos). Eu acho que significa que tentamos contar histórias através de nossas canções para a nossa geração.

RM: Nossa música de debut foi ‘No More Dream’. Se você escutar essa música, perceberá que a “ei, qual é o seu sonho?” se repete. Na época, meus amigos tinham por volta de vinte anos e a maioria deles não tinha sonhos. Eu ficava com raiva e frustrado vendo esses amigos porque eu simplesmente não conseguia entender o porquê deles não terem sonhos. Eu tentei retratar minhas emoções na letra. Dessa maneira, nossas letras falam sobre a vida de adolescentes e nossos companheiros, fazendo com que sejam fáceis de escutar e provoquem sentimentos parecidos. Nos pareceu que a situação ficou um pouco difícil quando lançamos ‘Danger’, no entanto, quando lançamos ‘I NEED U’, conquistamos muitos fãs. Ouvi falar que os músicos seguem os títulos das músicas (risos).

R: Os fãs do BTS estão se espalhando por todo o mundo. Que país possui os fãs mais ávidos e apaixonados, além da Coreia?

SUGA: Brasil! Eles têm dez vezes mais energia que os fãs que estavam no AMAs ontem. Eu conseguia sentir o chão tremendo quando começamos a nos apresentar. Eles acompanharam [cantara] as músicas do começo ao fim. Quando encontramos os fãs do Brasil pela primeira vez, o choque foi muito incrível e inesquecível.

RM: Samba, festival, paixão. Isso é muito real. Eles fizeram um flash mob (quando um certo número de pessoas faz uma performance em grupo) com mais de cem pessoas ao mesmo tempo. Acho que foi a primeira vez que sentimos que poderíamos ser consumidos pela paixão de nossos fãs.

V: Os fãs do Brasil também dançam como se estivessem no palco, se apresentando. Ficamos impressionados e animados de vê-los do palco.

Jin: É como se estivéssemos assistindo um festival (risos).

Mantendo em mente tendências, som e mensagem juntos.

P: Os membros do BTS compõem suas próprias músicas. Quando vocês compõem, qual é a coisa mais importante que mantêm em mente? Tendência? Som? Letra?

SUGA: Não consigo escolher um ao invés do outro mas com certeza posso dizer que eu considero todas as três coisas ao mesmo tempo. Acredito que tendência, som e mensagem são todos muito importante quando compomos. Passamos muito tempo com os produtores quando compomos, e compomos bastante. Ficamos ‘fora’ em termos da agenda quando estamos no processo de composição, e nossa agência é muito compreensiva em relação a isso. Então, quando estamos nesse processo, nossa agência só agenda atividades muito importantes. Isso nos mantém focados somente em nossas composições (risos). A agência sabe e valoriza a importância da composição.

RM: Mais de vinte ou trinta pessoas se juntam para compor a faixa-título. Eles precisam pensar em vários aspectos, como a distribuição das partes, a identidade da música, questionar a tendência da canção, a coreografia que vai junto, e assim por diante. A agência sabe da importância da composição então é por isso que eles nos ajudam a focar nisso quando precisamos.

P: Qual vocês acham que é a razão pela qual vocês tiveram sucesso?

J-Hope: Existem coisas básicas para se ter sucesso. Pode ser a música. Pode ser as performances. Podem ser as pessoas que escutam e assistem as músicas e se tornam loucas por elas. A coisa mais importante são os nossos fãs, que acreditaram em nós e nos acompanharam. Nossos fãs nos fizeram chegar em lugares como o AMAs. O entusiasmo deles nos fez ter sucesso.

RM: Talvez a pergunta seja como conseguimos tantos fãs. Eu acho que o BTS é como um ‘kit presente’. Temos música, performance, roupas, clipes, conteúdo em redes sociais. Essas coisas contribuíram para atrair as pessoas a serem fãs do BTS. Um fã pode ser fã das nossas performances. Um fã pode ser fã da nossa música. Tivemos sucesso porque fizemos todos os conteúdos.

SUGA: A harmonia no time é a coisa mais importante para ser um grupo idol. Se o time vai bem, então os membros vão bem também. Não é fácil para todos os sete integrantes pensar da mesma maneira ao mesmo tempo, mas pensamos. E eu acho que a nossa força é o sucesso.
RM: Algumas vezes eu quis usar redes sociais com contas pessoais, mas eu abri mão de usar uma conta pessoal porque eu sabia que a sinergia quando usamos uma única conta juntos.
J-Hope: Usar uma conta em grupo nos ajudou a ganhar um prêmio da Billboard (risos).

A chave para o sucesso: uso ativo de redes sociais… Apenas uma conta compartilhada, sem contas pessoais.

 

P: Algumas pessoas dizem que o uso das redes sociais e uma das razões pelas quais vocês conquistaram sucesso. Estou pensando no que vocês acharam quando fizeram conteúdo em vídeo, como as ‘Bangtan Bombs’.

Jin: ‘Bangtan Bombs’ são vídeos da nossa vida que são colocados na internet sem qualquer edição. Quando gravamos os vídeos, tentamos fazer coisas engraçadas mas os divulgamos sem fazer edições. Fazer vídeos editados todas as semanas é muito difícil, então tentamos fazer vídeos sobre coisas pequenas. No entanto, parece que os fãs gostam de ver nosso dia a dia.

SUGA: No passado, eu não gostava muito de redes sociais. Quando comecei a usar, eu tinha medo que pudesse ser muito arriscado. Mas a coisa mais importante é mostrar o eu natural para os fãs, porque o eu ‘cool, fofo e bonito’ podem ser vistos na TV ou outras mídias e os fãs parecem curiosos sobre o resto. As ‘Bangtan Bombs’ são intimamente relacionadas com o nosso dia a dia em shows e por trás das câmeras. Vemos as redes sociais como uma amizade; não vemos como um trabalho, nós só atualizamos quando queremos. E o ciclo de atualização é rápido, talvez seja por isso que os fãs gostam das nossas contas em redes sociais.

Jimin: Os fãs dizem que usamos as redes sociais com frequência, mas na verdade os membros só usam uma conta, então parece que estamos sempre online (risos). A vantagem de usar apenas uma conta juntos: faz com que a usemos com frequência.

SUGA: Se usamos uma conta, somos vistos como um time.

RM: Ultimamente, todo mundo parece usar muito as redes sociais. Acho que é natural dar a impressão de que não atualizamos ‘porque é trabalho’, mas ‘porque queremos’ aos fãs.

V: Tivemos mais de um milhão de postagens no Twitter desde o debut. Até agora, mais de cem músicas foram lançadas. Às vezes eu olho para as músicas e melodias que lançamos e me faz sentir vergonha e arrependimento. Mas, ao mesmo tempo, eu cantei essas músicas com sinceridade, então foi bom o suficiente.

P: Há algum fardo em expôr muito da privacidade nas redes sociais?

JungKook: Eu nunca pensei sobre isso.

SUGA: Se tem algo que não queremos postar, nós conversamos sobre isso e não postamos (risos).

RM: Existem alguns fardos assim para mim. Fico preocupado com a aparência indefesa (risos).

SUGA: Os fãs gostam da aparência indefesa (risos).

P: Vocês têm alguma conta pessoal em redes sociais? Me parece que vocês não usam contas pessoais?

SUGA: Não, dividimos uma conta.

‘Kalgunmu’, famosos pela dificuldade… “A maioria das nossas músicas são difíceis de dançar.”

 

P: Entre idols, o BTS é especialmente famosos pelo seu ‘Kalgunmu’ (danças com sincronização perfeito, sem a mínima diferença). Qual vocês acham que foi a coreografia mais difícil?

RM: ‘Danger’, mas honestamente eu não danço muito então não sei bem (risos).

V: Todas foram difíceis. Sempre que temos uma dança nova, é impossível (risos).

J-Hope: Se tivesse que escolher apenas uma, seria ‘Blood Sweat & Tears’. Essa música precisa de muita energia para dançar no palco, e as poses são muito difíceis também.

Jimin: Cada membro parece ser diferente. No meu caso, eu tive muita dificuldade com ‘MIC Drop’. Tem muitas partes que precisa dançar enquanto canto. Acho que terão algumas diferenças pessoais.

V: Por favor acrescente ‘We are Bulletproof pt.2’ (risos). Mas eu acho que a maioria das nossas músicas são difíceis de dançar.

 

P: Essa é uma pergunta desconfortável. Já foi apontado que algumas das suas letras possuíam conteúdos misóginos. O que vocês pensam disso?

SUGA: Eu estudei muito. Eu acredito que existe uma parte que precisamos pensar a respeito, precisamos mudar a respeito do preconceito e o problema que certamente está na sociedade. Acho que consigo julgar o que é certo ou errado estudando a respeito. O que quer que seja, se há discriminação e preconceito em nossas músicas, é errado. Eu concordo em consertar e mudar. Nós todos estudamos muito e conversamos muito. Acho que podemos consertar esse ponto e mudá-lo.

RM: Acredito que as coisas mais polêmicas vieram de letras que eu escrevi. Eu pensei, “eu era tão ignorante”. Eu queria estudar muito. Desde então, eu levo minhas letras para serem examinadas por professores e estudantes em universidades depois que as escrevo. Após isso, eu aprendi que quando vocês fala de uma sexualidade específica, você não deve colocar tudo junto e falar para ser de certa maneira.

P: Foi por isso que decidiram começar a campanha da UNICEF para erradicar a violência escolar?

RM: Nossa orientação é voltada para a música. Acredito que o problema de violência é algo em comum entre os jovens. O nome da campanha é ‘Love myself’ (ame a mim mesmo). Eu pessoalmente acho que é significativo que essas palavras sejam enviadas para a sociedade. Amar a mim mesmo pode ser o primeiro passo para erradicar a violência escolar.

SUGA: À medida que começamos a campanha, queremos falar sobre crescimento e a influência enquanto crescemos. Acho que é uma boa campanha, e acho irá nessa direção. Todos os membros concordaram de forma unânime em fazer parte da campanha.

P: O BTS parece ter muito interesse em problemas sociais. Ouvi dizer que vocês frequentemente lêem jornais. Isso ajuda com a música?

SUGA: Os fãs também falam sobre o que acontece na sociedade, então parece certo que nós saibamos sobre isso também.

RM: De qualquer maneira, a identidade que temos desde que tivemos nosso debut é falar sobre nossas histórias através da música. As histórias de pessoas da nossa idade, então podemos saber sobre os fenômenos sociais que os cercam ao falar sobre seus companheiros. Se você não sabe a respeito de fenômenos sociais num geral, você não consegue escrever letras que contenham essas questões.

P: O que você ganha e o que você perde vivendo como um idol?

SUGA: O que eu ganhei foram experiências que as pessoas da minha faixa etária não adquirem com facilidade. O que eu perdi parece ter sido ser normal. Me parece que coisas ordinárias para os outros se tornaram estranhas e especiais para nós. Eu tinha muitas preocupações também. Não acho que seja um problema bom ou ruim.

Jin: Eu ganhei muito amor dos fãs, mas perdi amigos porque sou ocupado.

 

“Nenhum de nós pensa, ‘eu estou carregando o grupo nas costas’.”


P: Qual vocês acham que é a diferença entre o BTS e outros grupos idol da Coreia?

SUGA: Temos orgulho de nossas apresentações. Eu amo tanto o palco que eu acho que muitas pessoas gostariam de dar uma olhada nas nossas apresentações, e eu tenho confiança em nossas performances. Acho que tem uma diferença na história e autenticidade que acumulamos ao longo dos muitos anos desde que fizemos o debut. Eu não acredito que existam grupos que vieram a esse mundo para a mesma posição que nós temos.

RM: É como uma narrativa coexistente. A narrativa está em nossa música e na visão de mundo da música. A história da escola e da juventude que somente nós falamos. É a minha juventude, a minha escola, a minha mãe e irmã. A história dos nossos companheiros é música. Essas narrativas e histórias estão em nossas músicas. E a música fala que ‘chegamos ao topo vindos do fundo’. Os fãs sentem orgulho disso, e nós também. Coexistência é o contexto em que fazemos as narrativas. Começa com um integrante não criando um perfil pessoal em uma rede social. Você pode fazer um solo, e cada membro é diferente, mas cada um de nós sabemos exatamente que direção devemos tomar. Não há interrupção de agenda ou de ensaio. Chegamos aqui porque nos juntamos por um grupo chamado BTS.

SUGA: Estamos indo todos juntos. Não há ninguém que pensa ‘eu estou carregando este grupo nas costas’. Acreditamos que o BTS é importante, e pensamos apenas no BTS.

RM: Eu não sou muito bom dançarino, mas tenho muito desejo de dançar porque eu quero ajudar o grupo. Não por mim. Eu só penso que quero me ajustar ao meu grupo.

 

P: Última pergunta, quais são os objetivos de cada membro?

Jin: Eu quero ser feliz. Eu não tenho um grande objetivo. Eu desejo poder rir e ter uma vida feliz, como agora.

Jimin: Eu quero fazer bem o que eu faço agora. Eu quero ouvir, ‘você está indo bem’ dos fãs no que eu faço. Eu desejo poder crescer e poder pensar ‘hoje é muito legal’, quando me ver.

J-Hope: Eu quero lançar uma mixtape. Estou preparado. Quero lançar o quanto antes. Não é apenas uma mixtape, mas está no nível de um álbum. Eu pensei ‘RM e SUGA também lançaram mixtapes, eu quero fazer música com as minhas cores’. Eu preciso me comunicar com os fãs americanos e estrangeiros, então quero estudar línguas.

JungKook: Eu quero fazer muitas coisas esse ano e ano que vem. Eu quero escrever músicas e dançar bem e falar línguas estrangeiras. O meu objetivo final é não ser preguiçoso e fazer o que quero fazer, me tornando profissional.

V: Quero acrescentar charmes e campos como ator. Quero estudar fotografia e tirar fotos boas. Como cantor, quero me tornar uma pessoa mais maravilhosa como membro do BTS. Quero ser uma pessoa que tem atividades em muitos campos diferentes.

SUGA: Meu objetivo final é, quando eu parar com a música, eu quero partir enquanto as pessoas aplaudem, mas espero que isso aconteça lentamente. Estou envolvido com música há muito tempo, mas espero que ainda dure por mais tempo do que eu já estou. Não sei se será possível na realidade, mas quero partir com as pessoas me aplaudindo.

RM: Me amar é o meu sonho. Não sei se consigo atingi-lo até a minha morte (risos).



Fonte; Kang Dong-cheol @ Chosun
Trans eng-ptbr; nalu @ btsbr


Publicado em 24.11.2017
[NEWS] Tudo que nós aprendemos com a visita do BTS
Entrevista do BTS para o "On Air With Ryan Seacrest".

 

A não ser que você esteve fora da internet pela maior parte do ano, você provavelmente ouviu falar do BTS: o super popular grupo de K-Pop da Coréia do Sul que fez seu próprio nome por discutirem sobre problemas sociais com sua música desconstruindo o pop convencional ao redor do mundo.

O grupo – que consiste por RM, Jungkook, Jimin, V, Suga, Jin e J-Hope – deu uma parada no On Air With Ryan Seacrest durante sua visita em L.A. na sexta=feira, 17 de Novembro, e discutiram sobre sua aguardada performance no AMAs e muito, muito mais.

Abaixo está tudo que nós aprendemos sobre sua primeiríssima visita ao OAWRS:

  1. Rap Monster, conhecido por RM, serve como o porta-voz do grupo

O rapper ajuda a direcionar as entrevistas, servindo como tradutor e líder do grupo.
Fato engraçado: RM ensinou a si mesmo a como falar inglês.
O grupo tem também com eles um tradutor que ajuda a traduzir as questões do Ryan.

  1. Todos eles vivem juntos.

Sim, todos os sete membros do grupo vivem juntos em Seoul – e eles moram juntos por quase uma década.

  1. Eles não se conheciam antes de formarem o grupo

RM explicou ao Ryan que antes deles assinaram com a gravadora Big Hit Entertainment, eles nunca tinham se encontrado. “Eu acho que vários americanos já ouviram falar sobre Seoul, mas nenhum de nós é de Seoul neste time,” RM disse. “Nós viemos de diferetes áreas… [somente] por causa desse time e da gravadora nós nos reunimos.”

  1. Eles estão entusiasmados para tentar ir ao  In-N-Out enquanto estiverem em L.A. (Como deveriam estar)

  1. Eles podem lançar “algumas músicas” em inglês.

Quando perguntado em uma ligação com um ouvinte se eles lançariam música em inglês, RM confirmou que sim, que eles estão trabalhando no lançamento de “algumas músicas” em inglês. (Eles também lançaram um remix de sua faixa “Mic Drop” com Steve Aoki e Desiigner.)

 

  1. Sua primeira performance televisiva nos EUA será no AMAs 2017 neste domingo.

A banda irá performar seu sucesso musical “DNA”.  “DNA” foi lançada em 18 de Setembro e acumulou 20 milhões de visualizações em 20 horas, quebrando vários recordes

  1. BTS significa Beyond The Scene

E sua fanbase é conhecida como ARMY, um acrônimo para “Adorable Representative MC’s of Youth”.

 

  1. Eles creditam seu sucesso por dar aos fãs uma completa “caixa de presentes”

“Eu acho que é como uma caixa de presentes – nós fazemos performances, nós escrevemos nossa própria música, nós somos ativos nas mídias sociais, nós gostamos de moda, então é como uma caixa de presentes para eles, “ RM disse a Seacrest quando perguntados sobre o motivo de serem tão populares.

  1. Eles amam seus fãs

O septeto surpreendeu uma fã sortuda chamada Sabrina numa chamada de telefone enquanto estavam ao vivo no estúdio.

  1. Eles são talentosos e divertidos e nós oficialmente nos juntamos ao #BTSARMY

 

Escute a entrevista completa acima para ouvir mais sobre BTS e veja a primeiríssima performance ao vivo durante o AMAs na ABC no domingo, 19 de Novembro.


Publicado em 23.11.2017
[ENTREVISTA] NON-NO: 100 Perguntas e Respostas com o BTS
Confira a entrevista do Bts para a revista NON-NO.

JUNGKOOK

P1: Qual era seu emprego dos sonhos quando criança?

Quando eu estava no ensino fundamental, ser um jogador de badminton. Depois, meus pais compraram um computador e eu me interessei por jogos e quis ter um trabalho relacionado à isso.

P2: Como os membros celebraram seu aniversário em 2017?

Nós estávamos todos ensaiando, dançando e cantando, e daí as luzes apagaram do nada, a porta se abriu e o Jimin e o V entraram segurando um bolo.

P3: Quando você sente que se tornou adulto?

Eu fiz 20 anos na idade internacional em setembro! Mas na realidade eu continuo uma criança no coração, então, de verdade, eu não sinto que eu virei adulto pra valer.

P4: Em que momento você sente que ainda é uma criança?

Por exemplo, quando eu assisto ou penso sobre um vídeo ou uma entrevista. Quando eu leio os comentários das pessoas, eu sinto que mesmo com a mesma pergunta, elas pensam de um ponto de vista muito mais abrangente que o meu. Aí é quando eu sinto que talvez ainda me falte profundidade.

P5: Uma obra que te emocionou recentemente?

Simplesmente Acontece (filme). Me emociono porque é uma história de amor doce, mas triste.

P6: O tipo de música que você está pensando em compor?

Músicas de gêneros como future bass e chillstep, que são gêneros que eu gosto muito de ouvir.

P7: Sobremesa favorita?

O doce japonês kinako mochi. Eu gosto que ele derreta na minha boca por ser tão fofo e macio! Outra coisa, eu comi cheesecake antes da sessão de fotos para a non-no. Também estava delicioso <3

P8: Como você cuida da sua linda voz?

Eu não presto muita atenção nisso… Tipo, eu só canto com minha voz original, que eu tenho desde que nasci.

P9: Alguma mania?

Cobrir meu nariz quando bocejo. Não minha boca, mas meu nariz, por algum motivo. (risos) E eu puxo os fios curtos do meu cabelo sem nem perceber. Eu sei essas coisas porque os fãs me contam.

P10: A música mais animada do BTS?

“Wings”, que é bem rápida. E a música original em japonês, “Crystal Snow”, que será lançada em dezembro! Quando ouvi ela pela primeira vez achei que ela combinava bem com minhas emoções atuais.

P11: Para onde você iria se saísse em uma viagem pessoal com os membros?

Se eu tiver tempo, quero viajar para o Japão. Quero passear pelas ruas de Tóquio com calma.

P12: Seu maior interesse nesses últimos tempos?

Como sempre, compor!

P13: Uma habilidade da qual você pode dizer “Na verdade, eu sou bom nisso também”?

Você está perguntando “eu consigo fazer isso também”, não “eu não consigo fazer isso”? (risos) De agora em diante eu quero ser bom em compor, em saber japonês e em aprender. Eu quero falar japonês um pouquinho mais fluentemente.

P14: Se você fosse o Papai Noel, que presente daria para cada membro?

Para o RM, J-Hope, Jimin e V eu escolheria roupas que combinam bastante com eles. Provavelmente equipamentos de produção seriam ótimos para o SUGA. E para o Jin, que está cuidando de dois petauros do açúcar fofos, itens para animais!

 

V

P15: Número favorito?

A música ‘DNA’ que nós lançamos em setembro na Coreia ficou no ranking 85 da Billboard Hot 100. Desde esse dia, 85 é meu número favorito.

P16: Bebida favorita?

Refrigerante com sabor de limão. Não pode faltar quando eu estou comendo ou descansando. Eu não consigo beber café ou álcool direito.

P17: Gênero de filme favorito?

Todos os gêneros exceto horror! Um filme que eu gostei de assistir recentemente foi Midnight Runners  [um filme coreano de 2017].

P18: A coisa que te deixa mais animado esses dias?

Na verdade, eu estou planejando dar um carro de presente para os meus pais, de surpresa. Só de pensar nisso eu já fico animado.

P19: A música mais triste do BTS?

A faixa oculta “Sea” do álbum Love Yourself: Her. A letra é como o caminho que nós trilhamos [até aqui], por isso meu coração dói quando escuto ela.

P20: Uma foto que você tirou recentemente?

Fotos de paisagem. Gosto de colocar meus pensamentos nas fotos. Estou salvando todas as fotos que eu tirei até agora, então eu espero poder mostrar elas pra vocês um dia de alguma forma.

P21: Se você se tornasse um fotógrafo, que tipo de álbum você gostaria de montar?

De paisagens, é claro. Eu faria um álbum de fotos de paisagem com duas versões, colorido e preto e branco. Pessoalmente, eu gosto de fotos em preto e branco, mas eu acho que fotos coloridas tem um poder fascinante de tocar no coração das pessoas, então espero [que ter essas duas versões] multiplique o encantamento.

P22: Algo que você tem que fazer sempre nos seus cuidados de beleza?

Eu coloco uma máscara facial e creme 10 minutos antes de dormir, todas as noites. Para as mãos eu só uso creme.

P23: Como você bota o seu humor pra cima quando fica pra baixo?

Quando eu penso que “não é grande coisa”, uma das coisas que meu pai me ensinou antes, meu humor melhora!

P24: Uma pessoa que você quer conhecer agora?

A tia do protagonista de The Full-time Wife Escapist [um drama japonês de 2017]. A atuação da Ishida Yuriko é muito habilidosa e charmosa.

P25: Um acontecimento de aniversário que te comoveu bastante?

Quando minha família e parentes se reuniram para celebrar meu aniversário antes que eu entrasse no ensino fundamental. Eu ainda guardo a foto que tiramos juntos naquele dia.

P26: Evento favorito durante o ano?

O aniversário do meu pai que me criou. Estou vivendo longe dele agora então não consigo comemorar direito, mas quero convidá-lo para Seul um dia e dar uma grande festa para ele!

P27: Dicas para aprender japonês?

Eu tentava só lembrar palavras e frases comuns antigamente, mas agora eu assisto dramas e filmes japoneses e se tem uma palavra que eu não conheço, eu pauso o vídeo e procuro o significado dela. Um filme que eu assisti recentemente é Drowning Love.

P28: Algo que os membros falaram recentemente e que te deixou feliz?

[Você está] “Bonito”. Isso é constrangedor, mas me faz feliz (risos).

 

JIN

P29: A música mais agitada do BTS?

“Fire”. A melodia e as letras trazem um sentimento bom e conseguem levantar o humor, e muitas pessoas conheceram o BTS graças à essa música.

P30: Uma música que você tocou no violão recentemente?

Eu ainda não tenho muita habilidade, mas eu queria tocar a trilha sonora de um jogo que eu acabei ouvindo num vídeo-tutorial de violão, então estou treinando ela bastante agora.

P31: A primeira imagem que vem na sua cabeça quando pensa “inverno”?

Eu penso no lugar coberto de neve de um jogo RPG que eu gostava quando era criança.

P32: Algo que você faz todos os dias sem falta?

Alimentar Odeng e Eomuk. Petauros do açúcar são pequenos e fofinhos! Aliás, Odeng e Eomuk são [nomes de bolinhos de peixe na Coreia].

P33: Uma comida que você faça bem?

Misto temperado de búzios (salada de búzios) e uma sopa com bolinho de arroz. Eu cozinhei isso para os meninos no dia de Ano Novo e eles amaram. Eles me agradeceram por fazer o prato já que eles não podem ir pra casa com frequência. Sou muito gentil, não sou? (risos)

P34: Uma comida japonesa que te encantou?

Enguia grelhada com arroz, tem caldo de dashi no prato então fica delicioso!

P35: Um item que não pode faltar na geladeira?

Pasta de pimenta vermelha (pimenta dedo de moça), ssamjang (molho para passar a carne) e kimchi. Eu como carne principalmente em casa, então tem que haver temperos/acompanhamentos para carne.

P36: Lugar favorito do seu quarto?

Eu gosto do quarto inteiro em si, então é difícil de escolher. Eu fico feliz quando brinco com meus bichinhos, jogo ou só fico de bobeira.

P37: O membro pra quem você fala dos seus problemas?

Eu não tenho muitos problemas. Eu costumo resolver a causa deles sozinho antes que eu me preocupe.

P38: Em que momento você acha que brilha mais?

A minha própria existência brilha, então deveria ser “sempre”, não só “um momento”! (risos)

P39: Memórias do Billboard Music Awards de 2017?

Quando nós chegamos no lugar da premiação, em Las Vegas, havia uma placa que dizia “Billboard”, e eu e os membros dissemos “então isso é Billboard” e ficamos tão emocionados, não conseguimos acreditar…

P40: Uma recente supresa no âmbito pessoal?

Eu dei o Odeng e o Eomuk de presente para mim mesmo! E nós celebramos o aniversário do Jungkook em setembro com um evento surpresa.

P41: Um membro de quem você depende ultimamente?

Jimin. Quando nós fomos à um programa de TV ele me deixou falar na minha vez e entrou na vez dele de falar, ele foi alguém com quem eu pude contar.

P42: Uma meta que você quer alcançar em 2017?

Me aproximar do Odeng e do Eomuk e fazer eles virem até mim sem eu precisar fazer nada. Estou praticando de eles subirem no meu braço quando coloco iogurte na minha mão, mas pouco tempo atrás eles morderam meu dedo junto com o iogurte… Acho que vai levar um tempinho. (risos)

 

JIMIN

P43: Estação favorita?

Eu gosto da sensação do inverno, porque eu nasci em Busan e não tem muita neve lá. Quando eu tinha uns 6 ou 7 anos houve uma nevasca fora do normal no inverno, a cena de neve que eu vi além da minha janela foi extremamente memorável. Eu lembro de brincar lá fora com os meus amigos e minha família.

P44: A coisa que você mais quer ter nesse momento?

Tempo para viajar. Para o Japão! Ouvi dizer que o Halloween no Japão é bem celebrado, eu quero me fantasiar para ninguém me reconhecer e celebrar também.

P45: Uma matéria em que você era bom na escola?

Educação Física, Arte, Ciências, Matemática. Eu gostava principalmente de queimada na Educação Física.    

P46: Algo em que você presta atenção quando vai se exercitar?

Eu só ajusto a minha porção de comida, dependendo da hora. Eu não me exercito [do tipo de ir a academia] muito. Até eu mesmo sinto que estou magro quando coloco a roupa. Tão triste… (risos).

P47: Rua favorita na Coreia?

Gangnam. É o lugar onde conheci os membros depois de ir para Seul vindo de outra região, e também é o lugar onde eu vou para jogar boliche ou biliar, e me divertir com meus amigos. Com certeza Gangnam!

P48: Um item da moda que você quer tentar usar neste inverno?

Eu estou planejando ir fazer compras e pensar no meu guarda-roupa de inverno agora. Estou ansioso pra ver se eu vou encontrar casacos legais ou suéteres fofos.  

P49: O que você fez ontem antes de ir dormir?

Assim que eu cheguei em casa de deitei na minha cama, depois de voltar da filmagem de um programa de TV, eu dormi na hora! (risos)

P50: Com o que você sonhou ontem à noite?

Eu continuei com a filmagem do programa no meu sonho de ontem à noite. (risos) Se eu puder escolher meus sonhos como eu quiser, eu quero voar em direção ao céu!

P51: A coisa que mais te fez rir nos últimos tempos?

O Jin disse alguma coisa besta que me fez rir pra caramba. Mas por ser algo muito besta, infelizmente eu não lembro o que era. (risos)

P52: Um corte de cabelo que você quer experimentar?

Um corte com impacto… Eu não sei se combina comigo ou não mas talvez, tipo, alisado para trás [colocado com gel para trás].

P53: E se máquinas do tempo existissem?

Eu costumava pensar que seria divertido voltar no tempo e começar de novo, ou secretamente conhecer meu eu do futuro. Mas agora eu não quero ir para lugar nenhum.

Porque eu determinei que não vou abrir mão do que eu vejo num momento, e vou viver e aproveitar cada instante.

P54: Suas palavras favoritas?

“Obrigado”. Só ouvir isso já me dá força.

P55: Memórias da turnê por arenas do Japão em 2017?

A turnê me fez sentir de novo como é divertido fazer shows! Conforme nos dirigimos ao fim da turnê, minha gratidão pelos membros cresceu mais forte acho que foi uma chance valiosa de olhar para mim mesmo.

P56: Em que momento você sente que os membros são incríveis?

As danças do J-Hope são muito legais! Especialmente a performance dele em “Mic Drop”, uma das músicas do nosso oitavo single (japonês) que será lançado em dezembro, então, por favor, prestem muita atenção nele!

 

SUGA

P57: Se você se comparar a uma cor, qual seria?

Azul. Eu gosto dela há muito tempo e acho também que combina comigo. E ela faz as pessoas se sentirem iluminadas e purificadas, por isso eu quero ser a cor azul.

P58: Quando você contata alguém, você liga ou manda mensagem?

Eu não gosto muito de fazer ligações, então eu não telefono muito. Acho que eu só passo 10 minutos por mês no telefone. Eu fico no simples e mando mensagem.

P59: Você come primeiro o que você gosta ou guarda o melhor pro final?

Nunca pensei sobre isso enquanto como. (risos) Talvez não logo de cara mas um pouquinho depois?

P60: A primeira música que você fez?

Eu compus pela primeira vez aprendendo sozinho quando eu tinha 13 anos. Acho que era uma faixa de hip hop.

P67: Horário preferido do dia?

Quando caio no sono. Um pouco antes de eu subir na minha cama pra dormir eu me sinto relaxado e meu coração flutua.

P68: Como você se revigora quando está fazendo música?

Eu jogo no computador, fico no celular ou bebo meu café favorito ~

P69: Você tem seu jeito próprio de beber café?

Eu não gosto tanto de coisas doces, então, em primeiro lugar, eu não ponho açúcar. E já que eu gosto do cheiro dos grãos de café, eu vou de café preto, não coloco nada extra. Gosto especialmente de beber café no meu studio. (risos) Ah, e não é inusitado e divertido beber café depois de escovar os dentes? (risos)

P70: O corte de cabelo que você mais gostou dentre os que você testou até agora?

No quesito cores, eu acho… que gosto mais de preto… (risos) Eu gosto da minha cor natural.

P71: Letra favorita das músicas do BTS?

Eu me identifico com a parte “Não tem problema perder” (em “Fire”).

P72: Seu próprio tesouro?

O equipamento de produção no meu estúdio. E o relógio que eu estou usando agora. É o que eu planejava comprar no ensino fundamental, eu iria trabalhar duro no caminho da música e comprar ele depois, então devo usá-lo quando faço música, pra lembrar a mim mesmo minhas ideias do início.

P73: A última vez que você chorou?

Eu não choro por me emocionar mas… ahm… Eu bocejei 10 minutos atrás e as lágrimas caíram! (risos)

P74: Se você tivesse um dia só para você no Japão, o que você faria?

Eu quero visitar uma destilaria de whiskey! Eu soube que meu autor favorito, Haruki Murakami, adora whiskey e até escreveu um diário de viagem com a temática whiskey, por isso fiquei interessado.

P75: Em que momento você sente a sua amizade com os membros?

Quando nos reunimos e jogamos nos momentos em que não temos nenhum compromisso. Eu não sou bom em jogos então gosto de jogar com várias pessoas.

P76: O membro que você tem achado fofo ultimamente?

JungKook. Eu acho fofo que ele seja o mais novo mas esteja, devagar, se tornando um adulto. Quando eu o conheci ele estava na escola secundária (ensino fundamental 2), ele não conseguia organizar o que queria falar durante as entrevistas, mas vendo como ele responde bem agora é um sentimento legal para mim.

 

J-HOPE

P60: A música do BTS que tem a melhor coreografia?

“Save Me” e “DNA”. Os passos de house no dance break de “Save Me” são muito legais e a minha irmã também disse que “Aquela dança é a melhor”. (risos) Quanto a “DNA”, eu acho que é uma das poucas coreografias perfeitas [em todos os sentidos], mesmo para o BTS.

P61: Ao que você presta atenção durante uma performance?

Expressão facial, a dinâmica do movimento. Focar nos detalhes para de expressar a vibe da música.

P62: Uma música que te faz querer dançar?

“Rockstar” do Post Malone com 21 Savage.

P88: Um lugar para onde você quer viajar de novo?

Sapporo. Eu fui lá algumas vezes para shows, mas meu sonho é um dia viajar para lá numa viagem pessoal e entrar nas fontes termais rodeadas pelo cenário de neve!

P89: Como você passa o tempo enquanto viaja [no transporte]?

Às vezes eu só durmo, às vezes eu assisto filmes, depende.  Quando eu ia e voltava entre a Coreia e o Japão de maio à Julho, eu escrevi músicas e letras no avião.

P90: Uma comida que você tem que comer quando vem para o Japão?

Ramen e carme. E enguia grelhada é o meu preferido!

P91: Qual o segredo do seu sorriso maravilhoso?

Ouvir isso me deixa envergonhado. (risos) Basicamente, o melhor é aproveitar e ser positivo. Acredito que quando a gente sorri nos tornamos mais felizes, então talvez isso se prove no meu rosto.

P92: Sapatos favoritos no momento?

Eu gosto de sapatos, por isso comprei vários pares de sneakers recentemente. Dentre eles tinha um par feito de vários materiais e cores, eu me apaixonei a primeira vista!

P93: Fragrância favorita recentemente?

Cheiros refrescantes, eu estou atualmente usando sabonete de mão de menta.

P94: Um membro que você acha que é legal?

RM e V, que tem um interesse por moda. Mas os outros membros também têm seus próprios estilos, então eles também são legais.

P95: Esportes favoritos?

Tênis, que eu joguei do quarto ao sexto ano do ensino fundamental (1). A razão pra eu ter começado a jogar tênis foi um pouco “especial”… Quando o professor parou na frente da classe e perguntou “Alguém quer jogar tênis?”, acontece que eu estava com os dois braços levantados, me espreguiçando. O professor confundiu, achando que eu estava querendo, então entrei no jogo. (risos) Comecei a jogar tênis de novo nesse verão e é revigorante e divertido!

P96: Meta pessoal para 2018?

Lançar a mixtape que estou preparando. E me tornar mais habilidoso no japonês.

P97: Se você pudesse experienciar outro trabalho por um dia, qual seria?

Jogador de tênis. Eu não jogava bem nem quando praticava no ensino fundamental, então eu considero entrar no campeonato Wimbledon o sonho dos sonhos. (risos)

P98: Um membro em especial que você sente que tem crescido ultimamente?

O rosto do JungKook tem se tornado mais evidente desde que ele fez 20 anos. Quando vi o clipe de “DNA” lançado na Coreia pela primeira vez ele estava tão legal [no vídeo], eu fiquei chocado!

 

RM

P63: Um lugar onde você nunca esteve e para o qual você quer viajar?

Eu quero ir para Quioto! Um amigo meu que viajou para o Japão me convidou para ir lá.

P64: Um item essencial que você leva a fim de relaxar quando você sai da Coreia?

DVD de pilates. Eu assisto e me alongo antes antes de dormir, no quarto de hotel.

P65: Uma mania na sua fala?

“Na verdade”. Acho que eu falo isso para me dar tempo de organizar meus pensamentos. É como “Ano” (Bem/Que) no japonês?

P77: Uma dúvida ou preocupação recente que seja trivial?

Webtoons são tão bons que eu acabo passando a noite inteira acordado com o telefone em uma mão. E dúvidas para o JungKook e o V! O JungKook muda o hobby dele todo mês. A seleção de palavras do V é um pouquinho peculiar, é incrível. Às vezes ele me surpreende com o uso que ele faz de expressões novas. (risos)

P78: Uma matéria em que você ia mal na escola?

Matemática e Inglês. As únicas matérias que me faziam ir para escola de reforço fora da classe eram essas duas. Devagar eu me familiarizei mais com inglês mas até o fim eu não tive nenhum progresso com matemática. (risos)

P79: Algo pessoal que te fez feliz recentemente?

Eu andei de bicicleta ao longo do rio Han num dia bonito. Me senti muito feliz aproveitando o vento e andando de bicicleta.

P80: A comida que você consome com mais frequência quando sai para comer?

Carne! (risos) Eu gosto de carne cortada bem fina, como se fosse uma raspa, e depois grelhada.

P81: Uma palavra japonesa que você aprendeu recentemente e quer usar?

木漏れ日 (luz do sol brilhando através das árvores). Acho que é legal como essa palavra é a luz do sol, mas não é ela brilhando cheia de força, e sim amigavelmente.

P82: Algo que você deseja aprender nesse momento?

Violão! Devido a como ele cria um som cru. É um instrumento direto e honesto.

P83: Se você pudesse trazer só uma coisa à uma ilha deserta, o que seria?

O V. Não dá pra depender dele mas… O que eu posso dizer… Se o V estiver lá eu não vou ficar entediado, com certeza. (risos) E chinelos seriam bons também, já que a areia da praia vai estar quente.

P84: Uma pessoa que você respeite.

Meu pai. Nunca vi meu pai e minha mãe brigando na minha frente. Quando contei para eles que eu queria fazer música, eles me apoiaram e me disseram para seguir meu sonho.

P85: Memórias do [seu] aniversário de 2017?

Nós fomos convidados para o show dos The Chainsmokers em Seul, com quem nós colaboramos na música “Best of Me”. Eu estava rodeado de pessoas que importam pra mim então foi como se fosse a maior festa de aniversário da minha vida?

P86: A música mais memorável do BTS?

“Danger”, que nós lançamos em 2014 na Coreia. Foi quando nós estávamos tentando desesperadamente fazer sucesso como um grupo. Tem uma dança muito legal então assistam, por favor!

P87: A coisa que você mais valoriza como um líder?

Memórias com os membros. Por nós termos passado pelas dificuldades juntos ainda podemos olhar uns para os outros e seguir em frente, mesmo agora.

 

BTS

P99: Lembrança de natal memorável?

RM: Lembro de quando eu tinha 6 anos, ouvi que a nossa família iria viajar no Natal e perguntei “O Papai Noel vai conseguir chegar?” Já que estávamos viajando para o campo, eu fiquei preocupado. (risos)

SUGA: Quando eu era pequeno, nossa família se reunia e fazia uma refeição juntos. Depois que eu comecei a viver longe deles, isso passou a ser uma lembrança maravilhosa.

JIN: Quando eu ia para um resort de ski com meus pais e irmão. Era a nossa viagem de Natal de sempre quando eu estava no ensino fundamental.

J-HOPE: Teve um ano em que nevou muito no natal. O natal cheio de neve que eu desejava! Eu lembro de fazer bonecos de neve com a minha família e de rir e conversar.

JIMIN: Eu quero passar um natal inesquecível no futuro. A neve é inesquecível! É a melhor parte de se divertir no resort de ski e terminar assistindo a paisagem de noite.

V: Eu acho que muita gente passa o natal em casal, mas eu sempre passei sozinho, desde que eu nasci. (risos) Quando eu estava na escola eu ia para a lan house com os meus amigos de sempre, jogava no computador e comia ramen. Eu fingia ser todo durão do tipo “Lan house no natal!”. (risos)

JUNGKOOK: Um ano, eu estava dormindo com o meu irmão quando abri meus olhos um pouquinho, e eu vi um vovô de barba branca! Eu pensei “O Papai Noel veio mesmo” e fui dormir muito feliz.

 

P100: O que vocês querem conquistar e tentar como BTS em 2018?

RM: Nos apresentar no maior lugar para shows de cada país!

SUGA: Nós alcançamos muitas das nossas metas até agora e não há nada que não tenhamos conquistado, e dizemos isso com gratidão. Mas não vamos nos focar demais nas nossas conquistas ano que vem e esperamos assim que consigamos aproveitar nossas músicas favoritas e curtir com nossos fãs.

JIN: Quero fazer uma música que qualquer um possa amar. Já pessoalmente, quero brincar e me divertir com fogos de artifícios junto dos membros. (risos)

J-HOPE: Minha meta e sonho é estar num palco internacional e fazer uma apresentação que vai deixar todo mundo de boca aberta.

JIMIN: Não vou persistir em recordes. Porque nossos fãs fazem eles acontecerem. Mas sempre que eles quebram mais deles pra gente me sinto muito grato. Eu desejo que 2018 seja um ano em que a gente consiga passar mais tempo com os nossos fãs.

V: Vejo muitas lindas paisagens na área rural quando assisto filmes japoneses. Quero ir me apresentar em outras cidades, não só nas grandes, e ver essas paisagens com meus próprios olhos. Quero ir conhecer mais fãs!

JUNGKOOK: [Quero] fazer músicas que possam ser colocadas nos álbuns do BTS sozinho! Vou continuar a tentar fazer isso acontecer.

 

Fonte; NON-NO MAGAZINE

Trans jp-ko; @ha_ru_man; @BTSR_613

Trans ko-eng; ktaebwi @ tumblr

Trans eng-ptbr; VenomQ @ btsbr


Publicado em 22.11.2017
[VÍDEO] 22.11.17 – Ethan Cole entrevista BTS
BTS fala sobre projeto com a Unicef ​​e a parceria com Steve Aoki e Desiigner

Em uma entrevista de videoconferência com o radialista Ethan Cole, o grupo falou sobre a parceria com a UNICEF com o projeto  “#ENDviolence” e “#BTSLoveMyself” e também deu mais detalhes sobre como foi trabalhar com  Steve Aoki e Desiigner.

cr; Ethan Cole @ youtube


Publicado em 22.11.2017
[VÍDEO] 21.11.17 – Entrevista do BTS para a Hollywire
Confira a entrevista do BTS com Carly Henderson.

A entrevistadora Carly Henderson, da Hollywire, postou sua entrevista com o BTS no American Music Awards.

cr; @carlyhenderson
via; @BTS_National