BTS sobre a turnê americana e o segredo do seu sucesso: entrevista

Anúncio

BTS sobre a turnê americana e o segredo do seu sucesso: entrevista

O K-pop ainda é um nicho pequeno no ocidente, mas o BTS está expandindo os limites do que o gênero pode fazer internacionalmente. A mistura comercialmente inteligente do grupo, de hip-hop e EDM, foi além do mercado asiático, chegando ao nível global com seu segundo álbum, WINGS, vendendo mais de um milhão de cópias ao redor do mundo e entrando no 26º lugar da Billboard 200. Inúmeros artistas coreanos falharam ao tentar entrar nos Estados Unidos com crossovers cuidadosamente arranjados em inglês, mas PSY, e agora o BTS, mostraram que as estrelas do K-pop podem impactar o mercado americano mesmo sem tentar.

Para marcar o seu sucesso nos Estados Unidos com letras maiúsculas, os garotos chegarão ao Newark’s Prudential Center mais tarde este mês para começar a turnê americana da sua Wings World Tour. Nós recentemente conversamos com o líder do grupo, Rap Monster, para falar sobre o sucesso crescente do BTS, vendendo mais do que a Britney Spears, e os planos da banda para o futuro. Conheça melhor os novos artistas mais badalados do K-pop, abaixo.

P: Vocês quebraram recordes na parada da Billboard e estão prestes a iniciar a sua turnê por arenas nos Estados Unidos. Não é exagero dizer que o BTS é uma das mais populares bandas de K-pop hoje em dia! Qual você acha que é o apelo da banda que atrai uma audiência tão grande fora da Ásia?

R: Desde que fizemos nosso debut na Coreia em junho de 2013, nós temos escrito nossas próprias músicas com letras, raps e melodias. Eu acredito que todos os sete integrantes vêm evoluindo em muitas áreas como produção, escrita, canto e dança. Todos os álbuns tiveram histórias sobre nós e nossos amigos próximos que estão na faixa dos 20 anos – falamos sobre pressão, competição excessiva nas escolas, e desafios psicológicos do dia a dia. As pessoas sentem o que nós tentamos dizer pela música do BTS.

Em segundo lugar, nossa música é trans-nacional, é uma música internacional que tem raízes no pop e hip-hop ocidentais. Nós tentamos adaptar os gêneros que são tendência em novas canções, para que as pessoas consigam ouvir a nossa música com pouca resistência ou barreiras culturais. É por isso que o BTS tem tanto apelo com tantos fãs internacionais fora do mercado asiático, nós acreditamos. É também o “estilo BTS” de coreografia, o que as pessoas amam. É parecido com outros no K-pop, mas o nosso tem histórias detalhadas que sincronizam com as músicas lindamente, como “Spring Day”, nosso último lançamento.

P: O seu álbum WINGS vendeu mais cópias do que os álbuns recentes de Britney Spears, Fifth Harmony e Mariah Carey. Como é saber que vocês agora são tão populares que estão vendendo mais que alguns dos maiores artistas do mundo?

R: É uma honra sermos considerados ‘populares’ em nível global. Somos muito gratos aos nossos fãs ao redor do mundo. Também é muito animador porque essa popularidade nos motiva a ser artistas melhores que sempre tentam fazer músicas melhores.

P: Outros artistas de K-pop fizeram seus debut nos Estados Unidos oficialmente, mas vocês já se deram muito bem no mercado americano mesmo sem ter feito o seu debut por aqui. Como é isso?

R: É incrível ver milhares de fãs cantando nossas músicas em coreano e reagindo aos nossos vídeos com alegria e animação no YouTube. A maior parte da popularidade do BTS no mercado americano vem das redes sociais, onde fãs compartilham músicas, ideias e emoções livremente. Nós somos usuários ativos do Twitter e do YouTube e tais plataformas nos ajudam a nos comunicar melhor com nossos fãs. Mesmo com a nossa animação por causa do sucesso nos Estados Unidos, nós buscamos nos manter humildes e com os pés no chão, porque sabemos que é isso que os fãs esperam de nós, não importa o quê.

P: Com quais artistas americanos vocês sonham em fazer colaborações nos próximos álbuns, se tiverem a oportunidade?

R: São muitos. Nas, J. Cole, Eminem, Pharrell, Frank Ocean, Drake, Post Malone, James Blake, THEY.

P: Há rumores de que a sua agência, Big Hit Entertainment, vai lançar um novo grupo masculino ou feminino em breve. Tem algo que você possa nos dizer sobre isso? Nós adoraríamos ver um BTS feminino um dia!

R: Está além do nosso pagamento responder por isso (risadas). Nossos diretores e produtores estão sempre trabalhando na ponta da faca, no bom sentido, e sempre nos mantém no topo de tudo. Temos certeza que eles têm planos ótimos para a empresa no futuro.

P: Nesses dias, grupos como TWICE e SEVENTEEN são muito populares, mas tem algum grupo idol menos conhecido que os fãs ficariam surpresos em saber que você é fã? Nós gostamos muito de STELLAR e B.A.P!

R: Tem muitos grupos ótimos no K-pop que trabalham duro e têm muito talento. Nós apoiamos todos os grupos que sabem o que fazem e continuam a buscar seus sonhos, como estamos fazendo agora! Nós gostaríamos de pedir ao Idolator para ficar de olhos abertos para todos os novos grupo que estão por vir.

P: Com a sua agenda maluca, vocês arranjam tempo para relaxar e assistir filmes ou programas de TV? O que vocês gostam de assistir?

R: Nós tentamos relaxar em casa durante o tempo livre quando não estamos ensaiando. E sim, alguns de nós saem durante a noite para assistir filmes, às vezes. O último filme que todos nós amamos foi uma animação japonesa chamada “Your Name”, do diretor Makoto Shinkai. Nós todos ficamos fascinados pela história e pelos detalhes artísticos do filme.

P: Vocês têm trabalhado muito duro ultimamente. Vocês terão uma pausa após o fim da sua turnê mundial, ou os fãs podem esperar mais músicas antes do final do ano?

R: Nós estamos com a agenda bastante apertada para os próximos meses com as turnês mundiais. No entanto, nós sempre conseguimos tempo para escrever e produzir novas músicas. Como sempre, iremos fazer nosso melhor para mostrar um novo e melhor BTS em breve!

 

Fonte; Idolator
Trans eng-ptbr; nalu @ btsbr

Entrevistas | por em 10/03/2017
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio