O BTS levou intimidade e sete anos de hits para os ARMYs com a ‘Bang Bang Con: The Live’ 💜

Anúncio

O BTS levou intimidade e sete anos de hits para os ARMYs com a ‘Bang Bang Con: The Live’ 💜

Não foi a experiência de um show em estádio que os ARMYs estavam ansiosos para ir, mas a Bang Bang Con: The Live foi quase tão boa quanto. Durante 100 minutos, o BTS fez os espectadores esquecerem do fato de que muitos tiveram que programar seus despertadores para as 6h da manhã para assistir à transmissão – apresentada pela Big Hit Entertainment com o estúdio de produção remoto Kiswe Mobile – em Seul, na Coreia do Sul.

Embora o desafio de se sentir próximo de um grupo que nem está na mesma cidade que você seja óbvio, um dos encantos do BTS é a sua capacidade de fazer com que os fãs se sintam valorizados e vistos.

Esse tipo de intimidade se traduziu muito bem durante o evento. RM, Jin, SUGA, J-Hope, Jimin, V e JungKook abriram caminho com uma setlist de 14 músicas que homenageou os sete anos do grupo. Os integrantes optaram por não cantar suas músicas solo (como costumam fazer em seus shows), e sim cantar juntos como um grupo completo ou em várias sub-units. A setlist incluiu desde músicas antigas (como a balada-rap “Just One Day”, de 2014) até algumas do álbum mais recente, Map of the Soul: 7.

Setlist completa da Bang Bang Con: The Live:

1. DOPE
2. Boyz With Fun
3. I Like It
4. Just One Day
5. Jamais Vu
6. Respect
7. Friends
8. UGH! (trecho)
9. 00:00 (Zero O’Clock) (trecho)
10. Black Swan
11. Boy With Luv
12. Go Go
13. Anpanman?
14. Spring Day

Imagem

Iniciando seu show com com as enérgicas “DOPE” e “Boyz with Fun”, os integrantes entraram por portas separadas ao longo de um corredor colorido. Vestidos casualmente (na primeira de várias trocas de roupas), eles pareciam tranquilos. “Isso é muito divertido!”, disse RM, o líder do grupo, após ler alguns comentários dos fãs em tempo real.

Na contagiante “Jamais Vu”, Jin, Jungkook e J-Hope cantaram sobre consolar-se com os problemas da vida, pedindo aos ouvintes que os salvassem e lhes dessem uma chance. Vestidos com trajes retrô folgados, RM e SUGA vieram em seguida com uma versão repleta de estilo de “Respect”: “Todo mundo fala isso com tanta facilidade / embora você não saiba o que é.”

E em uma das apresentações mais comoventes das sub-units, Jimin e V cantaram “Friends”, música na qual relembraram as dificuldades que superaram em conjunto: “Um dia, quando esses aplausos desaparecerem / Fique ao meu lado“. Vestidos em ternos cinza-carvão que remetiam aos seus antigos uniformes escolares, eles cantaram de mãos dadas. No final da música, V e Jimin fizeram uma alusão à uma famosa briga que tiveram no passado: “Nós não vamos mais brigar quando comer bolinhos, né?

Próximo da metade da live, o grupo se sentou em um sofá aconchegante e conversou. J-Hope distribuiu pulseiras que ele havia feito para seus companheiros de grupo. Alguns dos integrantes também vestiram luvas de boxe e brincaram.

Eles cantaram trechos das faixas “UGH!” e “00:00 (Zero O’Clock)”. Com seus crescendos e letra suaves, “00:00” é uma canção que transmite esperança, dizendo aos ouvintes que todos os dias há uma chance de ser feliz: “Este dia terminará / quando os ponteiros dos minutos e segundos se sobrepuserem … Você vai ser feliz.”

Observando como cantaram apenas trechos curtos das músicas, V disse: “Se cantarmos de forma tão curta, os ARMYs podem ficar tristes.”

Eles voltaram as versões completas com “Black Swan”, que foi ambientado em um cenário de floresta no estilo de contos de fadas. A introdução emocionante criou o clima para a melodia onírica que possui batidas de trap e distorção vocal. O palco de “Boy With Luv” incluiu uma parede cheia de ARMY Bombs brilhantes enquanto o grupo se apresentava com guarda-chuvas iluminados por LED.

Após aproximadamente uma hora de show, Jin disse: “ARMYs, façam barulho!” Seus colegas de grupo responderam imitando sons entusiasmados da multidão. O grupo cantou ainda “Go Go” e “Anpanman”, antes de encerrar o show com a introspectiva “Spring Day”. Diferente da versão gravada, onde RM inicia a música com um rap prolongado, J-Hope começou a música, como de costume quando a apresentam ao vivo. “Spring Day” transmite tristeza e saudade, mas também deixa espaço para otimismo e a possibilidade de um amanhã melhor.

A Bang Bang Con: The Live foi um lembrete agridoce dos shows que os ARMYs poderiam ter assistido se não fosse pela pandemia de coronavírus. Mas, como alguns fãs observaram, esse show transmitido foi o mais próximo que muitas pessoas poderão chegar de assistir a um show ao vivo do BTS. Embora algumas falhas tenham acontecido (alguns espectadores não conseguiram ver nenhuma legenda, e o vídeo algumas vezes travou), foi uma maneira satisfatória de “comparecer” a um show no conforto da sua própria casa.

Nos seus discursos de encerramento, o BTS reiterou o quão ansiosos eles estão para se reunir com seus fãs novamente. Quando eles se abraçaram, eles deixaram um grande espaço para os ARMYs.

Dizendo tchau para os fãs, eles voltaram para o corredor onde fizeram a sua entrada – só que dessa vez, eles saíram todos juntos pela grande porta roxa.

Fonte: Variety

Artigos | por em 17/06/2020
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio