SITE: Bangtan Brasil - Fã Base
VERSÃO: 1.4 - SPEAK YOURSELF
DESDE: 29.03.2013
VISITAS: ARMYs
Bulletproof Boy Scouts (em coreano: 방탄소년단) é um grupo masculino sul coreano de hip-hop formado pela Big Hit Entertainment. Geralmente conhecidos como BTS, são também chamados de Bangtan ou Bangtan Boys. Eles estrearam em 13 de junho de 2013 com sua... LEIA MAIS
SEJA BEM VINDO À BANGTAN BRASIL, A PRIMEIRA E MAIOR FÃ BASE BRASILEIRA DO BTS. FEITA DE FÃ PARA FÃ!
Publicado em 09.09.2018
Político sul-coreano se desculpa por envolver BTS e ARMYs em polêmica
O grupo foi o centro de debates sobre dispensa no serviço militar

Após os Jogos Asiáticos, a cena política da Coreia do Sul começou um acalorado debate acerca de quais qualidades estelares poderiam qualificar um homem para isenções no serviço militar do país. Recentemente, um político no centro do debate pediu desculpas por envolver o BTS e seus fãs, conhecidos como ARMYs, na narrativa.

 

O debate contínuo na Assembleia Nacional do país se baseia largamente no porquê atletas,  dançarinos e músicos clássicos são elegíveis para receber dispensas do serviço militar obrigatório devido ao sucesso internacional e estrelas pop e artistas modernos não estão incluídos no parâmetros, originalmente instituídos em 1973. Em julho, o legislador da oposição Ha Tae-kyung do partido Bareunmirae citou o feito do BTS no topo das paradas da Billboard e a opinião pública sobre o sucesso do grupo como um exemplo de estrelas pop em palcos internacionais que tiveram um impacto positivo sobre a imagem da Coreia do Sul internacionalmente.

 

Com o fim dos Jogos Asiáticos de 2018, que ocorreu na Indonésia entre a segunda metade de agosto e o dia 2 de setembro e resultou em 42 atletas recebendo isenções do serviço militar, a discussão foi trazida a tona novamente na Coreia do Sul esta semana, com políticos, mídia e o público geral questionando quem, ou mesmo se alguém, deveria receber isenção do serviço militar nacional.

 

Após o aumento da atenção midiática levar a intensificação do debate, Ha divulgou um pedido de desculpas por trazer o BTS e os seus fãs para uma discussão política extremamente sensível que poderia potencialmente afetar a imagem do grupo na Coreia do Sul, onde objetores de consciência foram recentemente presos e carreiras de celebridades são impactadas com frequência pelos seus passos no exército. Ha culpou a mídia após discordâncias crescerem acerca do BTS e os fãs se tornaram o foco principal do discurso.

 

“Sinto muito por ouvir que o BTS se tornou o centro desse debate político,” Ha disse, de acordo com JTBC News. “Eu venho tentando endereçar a realidade da música popular, que sofre com severas discriminações reversas se comparada à música clássica… Não há qualquer culpa para o BTS ou seus fãs. Por favor, joguem suas pedras em Ha Tae-kyung, membro da Assembleia Nacional.”

 

Nem o BTS, nem sua gravadora, Big Hit Entertainment, comentaram sobre a polêmica.

 

Todos os homens sul-coreanos fisicamente aptos entre 18 e 35 anos precisam servir um período de cerca de dois anos nas forças armadas do país. O alistamento afeta o mundo do entretenimento com frequência por interromper as carreiras das estrelas de K-pop e jovens atores — integrantes de grandes nomes da indústria, como BIGBANG, estão servindo no momento — e as dispensas envolvendo atletas provocaram uma debate nacional sobre quem, e se alguém, deveria ter o mérito de não servir. Alguns sugeriram adiamentos no lugar de dispensas, e o Primeiro Ministro Lee Nak-yeon recentemente recebeu uma força tarefa para averiguar uma redução no período de serviço militar, o tamanho das forças armadas do país, e para revisar o serviço de isenções.

 

Lee alegadamente sugeriu que o exército “ofereça uma medida mais razoável que reflita as demandas crescentes do público,” de acordo com o The Guardian.

 

O comissário da Administração de Recursos Humanos Militares Ki Chan-soo também endereçou o assunto, com o Joogang Ilbo noticiando que o comissário está buscando restringir os parâmetros para dispensas devido ao estigma social sofrido por aqueles que não servem ao exército.

 

“Precisamos fazer os parâmetros de dispensa militar mais rigorosos,” ele declarou.

 

Fonte: Billboard
Trans eng-ptbr; nalu @ btsbr



Comentários: