» bts | Bangtan Brasil
btsbr.co.vu/archive & btsbr.wordpress.com
SITE: Bangtan Brasil - Fã Base
VERSÃO: 1.3 - WINGS BLUE
DESDE: 29.03.2013
VISITAS: ARMYs
Bulletproof Boy Scouts (em coreano: 방탄소년단) é um grupo masculino sul coreano de hip-hop formado pela Big Hit Entertainment. Geralmente conhecidos como BTS, são também chamados de Bangtan ou Bangtan Boys. Eles estrearam em 13 de junho de 2013 com sua.. LEIA MAIS
SEJA BEM VINDO AO BANGTAN BRASIL, A PRIMEIRA E MAIOR FÃ BASE BRASILEIRA DO BTS. FEITA DE FÃ PARA FÃ!

Tag: bts

Publicado em 21.08.2018
10 novas músicas! E mais detalhes sobre Love Yourself: 結 ‘Answer’
Confira a tracklist do novo álbum do BTS

O BTS anunciou as músicas que estarão em seu próximo álbum especial, Love Yourself: 結 ‘Answer’!

O álbum será dividido entre Lado A e Lado B, tendo músicas de Love Yourself 轉 ‘Tear’ e de Love Yourself 承 ‘Her’. 

Conteúdo:
– Photobook (4 versões)
– 2 CDs
– Mini Book [HYYH – The Notes] (4 versões)
– Photocard (4 versões)
– Photocard especial
– Pack de stickers
– Pôster (4 versões) para pré venda

 

Love Yourself: 結 ‘Answer’ também contém 10 novas faixas, como o lançamento oficial de “Euphoria” e “Epiphany”, além de diversos novos remixes e versões completas de músicas antigas.

 

Novas músicas:
 – Euphoria
– Trivia 起: Just Dance
– Serendipity (versão completa)
– Trivia 承: Love
– Trivia 轉: Seesaw
– Epiphany
– I’m fine
– IDOL
– Answer: Love Myself
– DNA (Pedal 2 LA Mix)


O BTS está se preparando para lançar seu álbum no dia 24 de Agosto!


cr; soompi

trans eng-ptbr; fer zloccowick @ btsbr                                                           

 

 


Publicado em 21.08.2018
12 pegadinhas hilárias das quais idols foram vítimas
Fantasmas, hospitais e contratempos: atividades paralelas para descontração

Além de um cronograma lotado e um treinamento extensivo idols costumam participar de atividades paralelas para aliviar a tensão. Às vezes, seu tempo livre vem com preço quando estes se tornam protagonistas de pegadinhas hilárias realizadas por seus integrantes de banda, amigos idols ou equipe, seja em programas de variedade ou reality shows.

Embora eles sejam inicialmente pegos de surpresa, essas descontraídas celebridades abraçam a piada e se juntam à diversão. Aqui estão 12 pegadinhas hilárias que idols foram vítimas.

A pegadinha do ultimato – RM

RM se viu em uma situação complicada quando Bang Shi Hyuk repreendeu-o por não manter um olho em seus integrantes, questionando seus motivos ulteriores tanto como idol quanto como líder. Posteriormente, Bang PD perguntou ao desolado artista se este queria desistir do grupo e iniciar sua carreira solo. Apesar de ser pressionado, a resposta imediata de RM impressionou tanto seus membros quanto o público.

As partes que não se referiam ao Bangtan foram omitidas. Você pode conferir o post completo em inglês aqui


Fonte: Soompi
Trans eng-ptbr; fernanda azevedo @btsbr

 


Publicado em 21.08.2018
‘DOPE’ se torna o 3º MV do BTS com 350 milhões de visualizações
O grupo continua alcançando incríveis marcas no YouTube com seus MVs

O MV de “Dope” atingiu mais um marco do Youtube!

 

O vídeo de “Dope” foi lançado em 24 de junho de 2015, como parte do terceiro mini álbum do grupo, The Most Beautiful Moment in Life, Pt. 1.

No dia 20 de agosto, às 11:30 (horário de Brasília), o MV atingiu a marca de 350 milhões de visualizações no Youtube! “Dope” é o terceiro MV do BTS a conseguir tal feito, seguindo as realizações de “DNA” e “Fire”.

IMG01.png

O BTS é agora o grupo coreano com mais videoclipes que ultrapassaram a marca de 350 milhões de visualizações. Outros artistas coreanos que atingiram o mesmo número de visualizações em seus MVs são PSY, TWICE, Blackpink e BIGBANG.

Relembre a diversão de “Dope” assistindo o vídeo abaixo!


O BTS está atualmente se preparando para o comeback em 24 de agosto, com seu álbum repackage,
Love Yourself: Answer.

 

Fonte: Soompi
Trans eng-ptbr; Jojo Viola @ btsbr

 


Publicado em 21.08.2018
[VÍDEO] 19.08.18 – BTS @ The Ellen Show
ARMYs são enganados pela equipe de Ellen Degeneres em foto com o grupo

Kalen Allen, que trabalha para o programa The Ellen Show, foi para KCON, que ocorreu em Los Angeles, e enganou alguns ARMYs aos perguntar se eles gostariam de tirar uma foto com o BTS. Entretanto, a foto não era do modo como os fãs esperavam.

cr; TheEllenShow @ Twitter


Publicado em 21.08.2018
Reis do Streaming! BTS é o artista sul-coreano #1 no Spotify
O grupo tem o maior número de seguidores e ouvintes da plataforma mundial

O BTS ultrapassou 6 milhões de seguidores em seu perfil de artista no Spotify e continua sendo o artista sul-coreano com o maior número de seguidores e streams da plataforma.

Você pode seguir e ouvir as músicas através do link: http://bit.ly/BTS_SPOTIFY

 


Publicado em 21.08.2018
Esgotado em minutos: o primeiro show do BTS em um estádio nos EUA
O show será um dos maiores da carreira do grupo

Se a popularidade global do BTS tiver um pico, eles aparentemente ainda não o alcançaram. O septeto de K-pop esgotou os ingressos para sua primeira apresentação em um estádio nos Estados Unidos – o New York’s Citi Field – em questão de minutos no dia 17 de agosto, causando a euforia de fãs sortudos que conseguiram ingressos e tristeza dos que ficaram sem.

 

Os ingressos para o show do BTs no Citi Field começaram a ser vendidos as 16h. Às 17:06, o estádio confirmou através de seu perfil no Twitter que a apresentação estava oficialmente esgotada. O hype foi suficiente para fazer a #BTSCitifield entrar no topo dos assuntos do momento no Twitter, com mais de 90 mil fãs usando a hashtag.

 

O Citi Field é a décima quinta e última parada do BTS na América do Norte com a sua turnê mundial Love Yourself. Assim como o estádio de beisebol nova-iorquino, outras apresentações esgotaram em minutos, uma prova de sua popularidade global. Mas esgotando o Citi Field, que pode acomodar cerca de 42 mil pessoas, o BTS entrou na categoria de estrelato mais alta nos Estados Unidos. O show nesse estádio os  coloca na companhia de estrelas do pop como Beyoncé e ícones do rock como Paul McCartney e Billy Joel. Muitos artistas americanos têm dificuldade em esgotar espaços tão grandes, mais ainda no primeiro dia de vendas.

 

A venda de ingressos do Citi Field é apenas o último sucesso em uma série de vitórias para o BTS. Seu álbum mais recente, Love Yourself: Tear, tornou-se o primeiro álbum de K-pop a ficar no topo da Billboard 200 em maio, e a faixa-título Fake Love se tornou o primeiro single de K-pop a entrar no top 10 da Billboard Hot 100. Seu próximo álbum, Love Yourself: Answer, chega na próxima sexta, 24 de agosto, e já quebrou recordes de pré-venda na Coreia do Sul e ficou no topo dos mais vendidos da Amazon.

 

Cada ingresso comprado online para o show do Citi Field incluiu uma cópia física de Love Yourself: Answer. Isso equivale a quase 42 mil cópias, quase ⅓ das 135 mil unidades vendidas do Love Yourself: Tear em sua primeira semana. Se a venda de ingressos e pré-venda de álbuns servirem como indicação, o BTS deve ter outro hit gigantesco em mãos na semana que vem.

 

Fonte: Forbes

Tradução eng-ptbr: maureen h. @ btsbr


Publicado em 21.08.2018
11 razões para você ser fã do BTS
O grupo retribui e encoraja o mundo a amar um pouco mais

Caso nunca tenha ouvido falar sobre BTS, onde você tem vivido? BTS ou Bangtan Sonyeondan (que significa Garotos à Prova de Balas em coreano) é o grupo de K-Pop mais talentoso e brilhante do mundo. Tendo realizado seu debut em 2013 e nos agraciado com sua presença por quatro gloriosos anos. Possuindo uma imensa fanbase – BTS ganhou o prêmio Billboard de Social Artist of the Year, batendo Justin Bieber e Selena Gomez. Seu single de sucesso Mic Drop, com Desiigner e mixado por Steve Aoki também estreou em #28 na Billboard Hot 100 – quebrando seu próprio recorde com a entrada mais alta em um chart por um grupo de K-Pop. É fácil perceber porque o grupo tem esse apelo massivo: os ARMY do Daily Vox, Shaazia Ebrahim e Fatima Moosa,  nos dão 11 motivos.

  1. ARMY é um fandom magnífico

O fandom do BTS é chamado ARMY, que significa Adorable Representative M.C for Youth. ARMY é como uma gigante família que existe independente do gênero, raça, diferenças culturais e barreiras linguísticas. Unidos pelo amor à sete talentosos garotos coreanos em um grupo. E BTS ama o ARMY.

GIF 1

O líder do grupo, RM, disse que o nome do fandom é ARMY, pois eles estão ao lado do grupo como um verdadeiro exército. O grupo dedicou inúmeras faixas aos fãs,  a mais recente é Best of Me. BTS colaborou com  o duo The Chainsmokers para essa música, a primeira deles com um artista americano.  Acredite em nós, é um banger.

 

  1.  Musicalmente, BTS arrasa nos vocais – e também no rap

A maioria dos grupos de K-Pop são formados por vocais e rappers. No BTS, a vocal line é constituída por Jin, Jimin, V e Jungkook e a rap line por RM, SUGA e J-Hope. Contudo, a maioria dos membros do BTS conseguem realizar ambos, como o “maknae de ouro”, Jungkook que fazia rap durante a época de debut. A mistura perfeita dos vocais e rap em uma música do BTS é uma coisa linda de se ver.  Enquanto faixas como as cyphers – produzidas e cantadas apenas pelos rappers – levam os fãs à loucura, as habilidades vocais da vocal line em faixas como “Lost” são verdadeiras genialidades musicais.

E caso alguém diga a você que BTS não sabe cantar, apenas mostre isso:

  1. Mas eles não apenas cantam e fazem rap – como também dançam

O grupo possui movimentos de dança tão excitantes quanto seu canto e rap. Dois dos membros possuem um background em dança: Jimin era um dançarino contemporâneo e J-Hope era um dançarino de rua. A maioria das músicas são acompanhadas de rotinas de danças que são impressionantes. Até mesmo RM e Jin, supostamente os piores dançarinos do grupo, conseguem ser incríveis durante as apresentações.

  1. As letras do BTS são correlacionáveis e pertinentes

As músicas do grupo contém letras que lidam com vários assuntos que são relevantes para os jovens (e basicamente para qualquer pessoa que possa se relacionar). Muitas são socialmente conscientes e lidam com questões como pressão familiar, depressão e amor-próprio. Algumas canções como “No More Dream” e “Tomorrow” são sobre incerteza, falta de direção e seguir seus sonhos. “Serendipityé sobre amor, identidade e propósito.   As letras de “Serendipity” são gênero neutro também!

  1. O cabelo, maquiagem e guarda-roupa são algo que você nunca viu antes

Do topo de seus cabelos coloridos em constante mudança (todas as cores desde rosa chiclete até loiro platinado) até a ponta de seus tênis, BTS é pura perfeição de se olhar. Suas roupas estão sempre na moda, misturando estilo urbano com alta costura e acessórios, tênis e jóias. Cada um possui um estilo único que, quando juntos, é perfeito e nunca tedioso. Quanto à maquiagem, os garotos nunca têm medo de usar um olho esfumado e um iluminador ofuscante. É tão refrescante ver homens que admitem usar maquiagem.

GIF 2

  1. Caso você nunca tenha visto o BTS se apresentar ao vivo, se prepare para um deleite

O grupo canta, faz rap, dança e parece incrível ao mesmo tempo em uma apresentação ao vivo. Suas apresentações são uma mistura de backtracks pré-gravadas e canto ao vivo, rap e dança vigorosa. Quando eles se apresentaram nos Estados Unidos em 2017, alguns acreditavam que eles estavam sincronizando os lábios, especialmente por causa de sua intensa dança, mas o ARMY rebateu com evidências de que eles cantavam ao vivo.

  1. A cinematografia e os conceitos por trás de seus MVs são inacreditáveis

 

Caso você não tenha parado de ler este artigo para assistir um MV do BTS, agora é a sua chance. Nós esperaremos.

 

Um música que possui tanto um conceito de vídeo incrível e letras significativas (e é puramente bonito de se ver) é “Blood, Sweat and Tears”. O vídeo é uma montagem de alusões literárias e filosóficas – “Demian” de Herman Hesse, Abraxas, pinturas, esculturas e citações de Nietzsche. As cores neons se chocando a estética sonhadora e vitoriana. É sobre arte e os sacrifícios que os artistas fazem e os obstáculos que vencem através desta.

 

Aqui está o MV de “Blood, Sweat and Tears” para seu deleite:

Confira o último MV do grupo: o remix de Steve Aoki para a música “Mic Drop” (inspirada no ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, quando este jogou o microfone após um discurso no Jantar de Correspondentes da Casa Branca). É uma viagem emocionante do começo ao fim.

  1. Suas músicas transcendem idiomas

 

Neste ponto, caso você ainda não esteja convencido que ser um fã do BTS é um chamado da vida, provavelmente é cético devido ao grupo se apresentar em coreano e achar que não consegue se relacionar. Você está errado. Música transcende idiomas, música é uma linguagem.  SUGA, que, juntamente com RM e J-hope escrevem muitas das músicas do grupo disse: “Nós possuímos diferentes idiomas mas acho que podemos compartilhar a mesma mensagem. Penso que por este motivo nossas músicas atraem pessoas que não falam coreano.”

GIF 3

  1. Como se não fosse conteúdo o suficiente, o grupo realiza V Lives

 

V Live é um aplicativo de vídeo popular na Coreia do Sul. BTS utiliza para compartilhar com os ARMY os bastidores de premiações e comebacks (que precisam de uma lista à parte) ou simplesmente falar com os fãs sobre a vida. Todo o seu conteúdo é incrível. Alguns favoritos incluem os episódio do BTS Run, onde eles se dividem em times e jogam jogos de arcade ou vestem uns ao outros, usando seu gostos pessoais. Seus V Lives são tão divertidos e permite que você conheça as personalidades e peculiaridades de cada membro. E, claro, se você não entende coreano, a maioria vem com legendas em inglês.

GIF 4

  1. Eles estão trabalhando com a Unicef em uma campanha sobre amor-próprio

 

BTS ama vocês e eles querem que vocês também se amem. Recentemente eles se uniram a Unicef Korea para patrocinar a campanha da UNICEF #ENDviolence Love Myself, que visa tornar o mundo mais seguro. Os sete membros juntamente com sua gravadora, Big Hit Entertainment, doaram 500 milhões de KRW (cerca de US $447,400) para a campanha  e 3% das vendas dos álbuns da série Love Yourself. Os membros mencionaram que se interessaram pela campanha porque envolve jovens e trata de problemas sociais, algo que a maioria de suas canções aborda. Como você não pode amar o BTS quando eles retribuem e encorajam o mundo a amar um pouco mais ?

  1. Eles querem ir à África do Sul!

 

SUGA disse em uma entrevista que a África do Sul é o país que ele se encontra mais animado em visitar futuramente (avance até 2:21).

Com esta deixa os ARMY da África do Sul estão animados. É improvável que o BTS fará uma visita em breve, especialmente porque precisam completar uma turnê europeia mas as palavras de SUGA  estão assegurando que talvez um dia eles estejam às porta. Se esse dia chegar, nós estaremos prontos: ARMY Bomb na mão para fazer o fanchant.

GIF 5

Fonte: The Daily Vox

Trans eng-ptbr; fernanda azevedo @ btsbr


Publicado em 20.08.2018
Lendas da música podem ter inspirado visuais do Answer
Cada membro apresenta um look único e diferente

O BTS percorreu um longo caminho desde suas camisetas de times de basquete de No More Dream, e agora eles mostram um visual clássico e retrô para as fotos conceituais do Love Yourself: Answer. Suas roupas ousadas e artísticas apostam em padrões, cores e tendências de moda dos anos 60 aos 80, mas talvez eles tenham se inspirado especificadamente nessas lendas do pop.

  1. Jimin – Michael Jackson

O suéter da GUCCI bordado com cristais que Jimin está usando tem uma semelhança com um usado por Michael Jackson. Os stylists do grupo até mesmo combinaram a peça com uma camisa e gravata, como o astro usou a dele.

 

  1. Jungkook – Michael Jackson

Se havia um item que o rei do pop não vivia sem, este era sua jaqueta em estilo militar. Michael Jackson usou uma variedade de uniformes militares em sua carreira, mas sua combinação favorita era de vermelho e dourado e preto. A jaqueta de Jungkook e seu acessório na perna podem ter sido inspirados por aqueles usados pela estrela.

 

  1. V – Prince

O look cheio de babados do V talvez seja uma homenagem ao Prince, conhecido por seus visuais extravagantes e independentes de gênero. Era seu costume misturar texturas ao combinar camisas lisas com babados, exatamente como o stylist do grupo fez.

 

  1. SUGA – David Bowie

Para este visual, os stylists do grupo vestiram o SUGA com calças com estampas de borboleta, uma camisa branca listrada e um babado de arlequim para um toque excêntrico. O cantor David Bowie não tinha vergonha alguma em combinar padrões da natureza com cores sólidas e um acessório para o pescoço estiloso durante os anos 80.

 

  1. J-Hope – Boy George

 

Nessa foto, o J-Hope está usando um número de itens tradicionalmente femininos, incluindo uma meia-saia e uma camisa de babados. Se existe um ícone de estilo que abriu caminho para a moda andrógina, esse foi o Boy George, inspirando estilistas por anos.

 

  1. Jin – Elvis Presley

Há uma boa chance de que o visual branco e dourado de Jin tenha sido inspirado pelo rei do rock, Elvis Presley. A combinação de branco é seu look mais icônico, e aquele que as pessoas associam a ele quando escutam seu nome.

 

  1. RM – Elton John

É impossível negar que a jaqueta xadrez do RM tenha sido inspirada por Elton John, já que a peça veio diretamente da coleção do cantor para a GUCCI.

 

Fonte: Koreaboo

Trans eng-ptbr: maureen h. @ btsbr

 

 


Publicado em 19.08.2018
Afeto que transborda: sobre BTS, Queer Eye e mais amor, por favor
O BTS nos fez esquecer que no princípio eles eram apenas colegas de trabalho

“Que alívio que somos sete,
Que alívio que temos uns aos outros.”

 

As lágrimas raramente são contidas quando se trata do BTS abrindo o coração sobre o significado que os sete integrantes têm um para o outro – se para as fotos da versão U do Love Yourself: Tear os meninos assistiram o vídeo mais triste do mundo para chorar para os cliques, tudo que bastaria para mim era a carta do Taehyung para o Jimin no último episódio da segunda temporada do Bon Voyage. Exceto que, nesse caso, difícil seria conter toda a emoção.

Porque sejamos bem honestos, convívio social não é a coisa mais simples do mundo. Sim, o ser humano precisa de companhia, de estar em contato com os seus, mas isso não torna a tarefa de se dedicar a construir uma relação com alguém algo fácil. Famílias não são perfeitas, as complicações surgem no dia-a-dia mesmo junto àqueles com quem compartilhamos laços de sangue, e a vontade de se isolar e viver junto dos pinguins em algum lugar distante depois de um momento de tensão sempre aparece. O que dirá então conviver com colegas de trabalho, pessoas de lugares e vivências tão diferentes das nossas, unidas por um objetivo e não exatamente o afeto desenvolvido entre elas? É comum demais encontrarmos grupos de pessoas que apenas aturam umas as outras nesses meios, que existem em um mesmo espaço, porque precisam, não porque querem.

O BTS nos fez esquecer que no princípio eles eram apenas colegas de trabalho.

Muito se discute na mídia o que faz o BTS ser o BTS, estudos longos e detalhados sobre como eles se tornaram a potência musical que são hoje, e todos eles trazem argumentos muito corretos em suas análises. Sim, é a música e seus temas e melodias, é o visual elaborado e os clipes bem produzidos e as coreografias incríveis, sim, é o fato de que podemos nos identificar com cada um dos garotos e de que sentimentos eles falam conosco, sim, é o mercado e as redes sociais e o momento e fazer a coisa certa na hora certa. É tudo isso, mas o que atrai o público a esses sete meninos tanto quanto as outras coisas é o afeto que eles têm um pelo outro.

O mundo do entretenimento é cruel e frio e todos os adjetivos possíveis usados para definir  esse mercado de maneira justa. As pessoas trabalham juntas o tempo todo e sorriem para as câmeras em abraços de lado e sinais de paz e amor, enquanto sites de fofoca continuam ganhando seus cliques com notícias de fulano odeia secretamente sicrano – e não sempre, mas boa parte das vezes é verdade. Não é preciso ter nenhum Oscar na prateleira para fingir afeição entre colegas – se ela é acreditável ou não, bom, esse já é um buraco mais profundo, mas interessante de se cavar.

Às vezes achamos ouro nos lugares onde menos esperávamos.

Como por exemplo… Queer Eye. Até não muito tempo atrás, tudo que eu sabia sobre o reality show consistia de: a) a Netflix estava fazendo um remake;  b) era algum tipo de programa de transformação; c) um dos jurados fixos de RuPaul’s Drag Race tinha feito parte do elenco original. Informações aleatórias e desconexas que me fizeram começar a assistir pra espantar o tédio de um domingo dias depois da segunda temporada estrear. Manter o foco em alguma coisa por tempo prolongado tem sido uma tarefa difícil pra mim no último ano, o que entre outras atividades muito mais importantes, me fez perder também o costume de assistir séries – perceber que eu já não era a adolescente que tinha um calendário de quais séries saiam em qual dia da semana e em que momento do meu dia eu poderia assistir um episódio foi um choque no início, pra ser sincera (maratonas, então? Um termo que meu vocabulário quase não conhece mais).

Eu não estava esperando muito de Queer Eye. Talvez uma mistura de Irmãos a Obra com Esquadrão da Moda. Não querendo expor meu sulismo, mas… bah. Que tapa na cara foi o primeiro episódio. E o seguinte. E o depois daquele. E todos os outros, até o minuto final da segunda temporada, misturado com a dor no coração por tudo ter terminado tão rápido, deixando para trás uma sede por mais.

Mais histórias, mais momentos para rir e para chorar. Mais casas lindas e cortes de cabelos e barras de mangas dobradas. Mais amor, por favor.

Ao longo dos dezesseis episódios de Queer Eye,  o que mais me intrigou foi a química entre os tais (incríveis, doces, sensacionais) Fabulous 5. Mais do que empatia e construção de um diálogo com o participante da vez, as interações entre Antoni, Bobby, Jonathan, Karamo e Tan entretêm, emocionam, deixam aquela sensação quentinha no peito e a vontade de abraçar cada um deles (e proteger de todo o mal do mundo). Tudo tão bonito que a dúvida fica no ar: será que essa amizade é de verdade?

É triste que esse questionamento seja a primeira coisa a vir na cabeça, mas em tempos de confiança que toma forma de cacos de vidro, bom, não é de se admirar. A investigação, então, começou com a reação mais natural do mundo: buscar todas as @s do elenco nas redes sociais e me afogar numa abundância de genuidade, carinho e respeito mútuo. Apesar da possibilidade de maquiar nossa vida online o máximo possível, existem coisas que não podem ser fingidas, principalmente por muito tempo. O vídeo em que os fabulosos abraçam Jonathan, todos ao mesmo tempo, após a descoberta de que seu show foi indicado ao Emmy, foi um dos momentos mais puros que lembro de ter visto em muito tempo – principalmente porque nenhum deles sabia que estava sendo gravado.

Curiosamente, durante toda essa pesquisa para determinar que ainda existe esperança nos seres humanos, tudo que eu conseguia me lembrar era de sete meninos do outro lado do oceano.

O afeto entre Seokjin, Yoongi, Hoseok, Namjoon, Jimin, Taehyung e Jungkook é tanto que transborda.

Por todas as coisas que viveram juntos nesses últimos anos – as boas, as ruins, o limbo de não saber o que esperar do futuro – e, simplesmente, porque são estes sete garotos, crescendo e aprendendo juntos. É enxergar além das palavras colocadas no papel no Run e no Bon Voyage: é como eles olham uns para os outros quando ninguém está prestando muita atenção, como agem, silenciosamente, para garantir que todos estejam bem, como conhecem cada detalhe como a palma de sua própria mão. O BTS não precisa ficar bradando aos sete ventos como gostam um do outro e a importância de estarem juntos. A gente consegue ver, nos abraços e nas lágrimas, nas risadas e nos silêncios. Por tudo que sabemos e vimos, e aquilo que apenas os sete compartilham.

Talvez o BTS seja o mais próximo da existência de almas gêmeas nesse mundo.

E por que isso é tão importante pra gente aqui, no nosso cantinho, amando de longe essas pessoas?

Cada um tem sua própria resposta, mas pra mim, em particular, é uma chama de esperança. É saber que se essas pessoas se encontraram – por obra do destino ou não – talvez eu também encontre os meus próprios pedacinhos de quebra-cabeça. É conseguir confiar nas pessoas e não me sentir boba por acreditar. E acreditar, no meio de todas as vozes que não se calam na guerra da minha mente, que faz sentido estar aqui. Que não estou sozinha. Que o hoje pode ter deixado um gosto amargo na boca, mas o futuro também pode ser doce.

Nesses anos em que eu me divido entre escrever fanfic e histórias originais e textos absurdos nos campos da internet, conheci alguns autores que diziam que o que tornava histórias mais reais era a dor e a violência  e as manchas de sangue escorrendo no final da página. Mas o amor e o afeto são reais, tão genuínos quanto a escuridão. A gente precisa normalizar a ideia de que relacionamentos – de todos os tipos – saudáveis e afetuosos são tão reais e possíveis quanto qualquer outra coisa. O BTS ajuda, talvez até sem perceber, a reforçar essa ideia, a espalhar por aí o poder dos laços afetivos e o quanto eles impactam nossas vidas.

Existe sim amor em São Paulo, em Seul, aqui no interior do Rio Grande do Sul e através dos sete mares.

Existe amor em todos os lugares, e você ainda vai encontrar também.


Por maureen h. @ btsbr


Publicado em 19.08.2018
A prova de que 1997 deu ao K-Pop os homens mais bonitos!
1997 definitivamente foi um bom ano e nos presenteou com Jeon JungKook

Já sabemos há algum tempo que 1995 foi um ótimo ano para o nascimento de ídolos bonitos e isso é verdade, mas os internautas começaram a reparar que os ídolos nascidos em 1997 também foram abençoados com beleza.

 

1. Jungkook

 

Jungkook vem roubando corações desde 1997. O maknae de ouro definitivamente não ficaria de fora do departamento de ‘visuals’ e agora as pessoas estão se submetendo ainda mais aos seus encantos.

 

As partes que não se referiam ao Bangtan foram omitidas. Você pode conferir o post completo em inglês aqui.

 

Fonte: Koreaboo

Trans eng-ptbr: jumaria @ btsbr


Publicado em 19.08.2018
Cientistas usam matemática para descobrir o porquê de Jin ser tão lindo
Confirmado pela matemática em sua mais pura forma: Kim Seokjin é realmente lindo!

Um cirurgião plástico estudou 269 faces asiáticas masculinas e concluiu que Jin é, cientificamente falando, o rosto asiático mais proporcional e bonito.

O médico mencionou 1:1,618 como sendo a “proporção áurea” para se ter um rosto perfeitamente proporcional. Na maioria dos casos, quando se trata de simetria facial, essa proporção usa as medidas do comprimento de uma orelha à outra (1) para o do comprimento da linha do couro cabeludo ao queixo (1,618)… E o rosto de Jin tem exatamente essas medidas.

O cirurgião também explicou que o rosto de Jin é perfeito porque a medida da distância entre lábios e o queixo, e a distância dos lábios ao centro dos olhos, possui a mesma proporção de 1:1,618. O médico disse que a face de Jin é um dos rostos asiáticos mais simétricos, proporcionais e perfeitos.

Mas não se esperava nada menos de alguém cujo apelido é “mundialmente lindo”.

 

Fonte: Koreaboo
Trans eng-ptbr; VenomQ @ bstbr


Publicado em 19.08.2018
As teorias dos ARMYs sobre as fotos do novo álbum Love Yourself 結 ‘Answer’
Após a revelação das fotos que servem de conceito, fãs expõem suas teorias

O conceito deste álbum podem abordar a sociedade manipulativa

Uma das muitas razões dos ARMYs amarem tanto o BTS é por conta da atenção que o grupo dá as suas letras e visuais e conceitos que as acompanham. No passado, RM falou sobre como os álbuns do grupo se encaixam: “Basicamente, nossos álbuns são como uma série em 4 partes; [a série] é sobre o amor. Então, [Love Yourself: Tear] é a terceira parte, e é como um reviravolta/’, ele disse recentemente à Beats 1. Essa atenção aos detalhes é que faz com que cada novidade lançada pelo BTS gere uma nova teoria dos fãs.

O novo álbum Love Yourself: Answer será lançado no dia 24 de agosto, e o grupo vem postando algumas das fotos dos conceitos desse álbum. Os cliques artísticos incluem os integrantes isolados dentro de caixas vermelhas, com mãos assustadoras e câmeras apontando para eles. Em outro cenário, cada um deles está sentado dentro de um terrário de vidro, preso entre flores e árvores.

Claramente, as novas fotos já estão fazendo os fãs analisarem qualquer pista escondida no novo álbum. Um dos fãs viu as caixas como uma metáfora para algo mais nefasto: “Os olhos, mãos e câmeras simbolizam as pessoas invadindo sua privacidade. Outra coisa que eu reparei é que eles estão usando roupas muito extravagantes, o que também poderia simbolizar que eles se sentem apenas como showmen, tendo que atuar a todo momento”.

Outro fã notou que uma das fotos mostra-os como se fossem fantoches em uma caixa, ao escrever, “Nessa foto eles parecem bonecos em uma caixa. O jeito como seus braços estão presos me lembra um movimento de dança onde você dobra os braços de forma estranha antes de se jogar no chão. É como se eles fossem fantoches sendo controlados.”

Um fã com “olhos de águia” notou uma referência literária à obra distópica de George Orwell, 1984, na roupa do grupo, e explicou que o BTS poderia estar tentando falar sobre a sociedade no geral e não apenas sobre o grupo. Ele escreveu, “Resumindo basicamente, o conceito deste álbum poderia abordar como a sociedade é manipuladora, voyeurista e sem liberdade. Nós todos somos controlados e não existe mais uma individualidade.”

Nós teremos que esperar até o lançamento oficial do álbum para saber mais sobre esses temas, mas, enquanto isso, essas teorias dos fãs nos dá muito sobre o que pensar. Nós gostamos de qualquer grupo que inspira esse tipo de pensamento crítico.

Fonte: Teen Vogue
Trans eng-ptbr; Jojo Viola @ btsbr