btsbr.co.vu/archive & btsbr.wordpress.com
SITE: Bangtan Brasil - Fã Base
VERSÃO: 1.3 - WINGS BLUE
DESDE: 29.03.2013
VISITAS: ARMYs
Bulletproof Boy Scouts (em coreano: 방탄소년단) é um grupo masculino sul coreano de hip-hop formado pela Big Hit Entertainment. Geralmente conhecidos como BTS, são também chamados de Bangtan ou Bangtan Boys. Eles estrearam em 13 de junho de 2013 com sua.. LEIA MAIS
SEJA BEM VINDO AO BANGTAN BRASIL, A PRIMEIRA E MAIOR FÃ BASE BRASILEIRA DO BTS. FEITA DE FÃ PARA FÃ!

Tag: entrevista

Publicado em 29.04.2017
[TWITTER] 25.04.17 – @BlurredCulture
TWEET POSTADO POR @BlurredCulture NO DIA 25.04.2017

[TRAD] https://goo.gl/vcbU3y Nossa entrevista com #RapMonster do @bts_bighit está no site! Não perca! #BTS #KPop #Coreano #BTSarmy
Trans eng-ptbr; nalu @ btsbr


Publicado em 28.04.2017
[ENTREVISTA] Falando de estilo K-pop com o BTS
Leia a entrevista!

Desde que explodiram na cena em 2013, o grupo de K-pop BTS raramente tirou folgas. Ao longo dos últimos anos, eles lançaram a trilogia que desafiou gêneros musicais, “The Most Beautiful Moment In Life”, que foi rapidamente seguida pelo seu último lançamento, “You Never Walk Alone”, de fevereiro passado. Os sete integrantes da banda – Jimin (vocais/coreografia), Rap Monster (rap), V (vocais), J-Hope (rap/coreografia), Jin (vocais), SUGA (rap) e JungKook (vocais/coreografia) – causaram furor em casa e no exterior, chegando ao à parada Top 10 do iTunes com “Spring Day” e tornando artistas como Charlie Puth e Wale seus fãs. Mas o BTS ainda não parou por aí, o grupo está atualmente viajando pelo mundo na sua esgotada Wings Tour.

A Paste conversou com os garotos sobre o estilo K-pop – desde se vestir para si mesmos até Kanye.

 

Paste: Quando vocês começaram a prestar mais atenção em estilo ou moda?

Rap Monster: Eu venho comprando roupas desde o ensino fundamental!

SUGA: Eu prestei atenção em moda pela primeira quando eu tinha por volta de 15 anos, mas mesmo hoje eu não ligo muito para isso.

J-Hope: Acho que foi quando eu tinha 18 anos e me mudei para Seul, me preparando para o debut. Eu guardei dinheiro para comprar marcas usadas e trabalhar no meu estilo.

Jimin: Eu comecei a prestar atenção em moda depois de fazer o debut com o BTS, em 2013.

Paste: Vocês sentem que se vestem mais para si mesmos ou para os outros?

Rap Monster: Eu normalmente me visto para mim, sempre uso algo que quero mas busco referências em tendências de vez em quando. Eu gosto muito de marcas japonesas como WTAPS e Neighborhood.

SUGA: Só para mim mesmo.

J-Hope: Eu estaria mentindo que me visto somente para mim. Eu tento me vestir de acordo com tendências de moda que me agradam e combinam comigo na estação.

Jin: Eu me visto para os outros com frequência, mas, na maior parte do tempo, eu gostaria de me vestir para mim mesmo porque prefiro designs mais simples.

Jimin: Eu não me importo muito com tendências de moda e simplesmente escolho o que gosto no dia para me vestir!

V: Eu normalmente possuo meu próprio estilo e me visto para mim mesmo.

JungKook: Sempre me visto do meu jeito!

Paste: Há alguma diferença entre o jeito que vocês se vestem no palco e no dia-a-dia?

Rap Monster: É totalmente diferente. Como BTS, no palco, eu me visto para dar ênfase aos vários detalhes que são destacados pela iluminação e pelas câmeras. Mas me visto casualmente no dia-a-dia, então pareço uma pessoa completamente diferente.

SUGA: Eu prefiro roupas confortáveis na minha vida diária.

J-Hope: Eu me visto com roupas coloridas e brilhantes para maximizar o impacto da performance. Também usamos acessórios ousados quando estamos no palco. Se olhar de perto, você verá que cada um dos pontos auriculares do microfone sem fio têm designs customizados para cada membro do BTS. Cada um tem um design diferente.
V: Eu uso camisetas e peças de tricô no meu dia-a-dia.

JungKook: Eu absolutamente me visto casualmente na minha moda diária.

Paste: Qual é a maior inspiração do seu estilo?

Rap Monster: Minha atitude. Mentalidade. Humor.

J-Hope: Eu amo tentar novos estilos, inspirado pelos meus artistas favoritos.

Jimin: Às vezes eu me inspiro pelas roupas que o BTS usa no palco, e tiro ideias de estilo dos outros membros com frequência. Realmente depende de como o seu dia vai.

V: Camisetas com desenhos confusos e tricôs simples.

Paste: Na sua opinião, qual filme, programa de TV, clipe, etc. teve o melhor estilo ou o mais icônico?

Rap Monster: “Runaway”, do Kanye West, e todos os clipes do Mercy.

SUGA: “Power”, do Kany West.

J-Hope: “Land of the free”, de Joey Bada$$. Eu acho que é o melhor em termos de estilo e direção.

Jin: “O Diabo Veste Prada” é o mais icônico quando se fala em moda. Andrea desperta e descobre sobre moda ao longo do filme.

V: Eu amei o jeito que Domhnall Gleeson se vestiu no filme “About Time”. É meu favorito, pessoalmente.

JungKook: Meu estilo icônico preferido é o de “DOPE” do BTS!

Paste: Qual foi o maior erro fashion que você já cometeu?

Rap Monster: Eu tive vários erros de moda antes e depois de debutar no BTS, mas tenho tido cada vez menos!

SUGA: Muito de tudo.

Jin: Blusas rosa, calças rosa, ao longo da semana. O que eu estava pensando?

V: O jeito que eu me vestia há um ano atrás.

JungKook: Uma vez eu usei tênis vermelho-vivo com calças de moletom cinza.

Paste: No geral, como você aborda os visuais da sua música, como em videoclipes e arte do álbum?

Rap Monster: Eu tento visualizar minha músicas e os conceitos em termos de cor e humor para que eu possa ter as ideias certas.

SUGA: Eu primeiro combino com o conceito musical e depois sintonizo com outros elementos visuais.

Jin: Eu sempre foco em conceitos. Então, eu tento encontrar o visual correto sob o conceito dado.

Jimin: Eu tenho a tendência de pensar como eles estão coreografados, música e visuais, e os abordo como um conceito total.

Paste: Por quê você acha que música e moda são tão entrelaçados?

Rap Monster: Música e moda são entrelaçados porque eles são a própria atitude e mente de alguém. Elas falam pelas pessoas no lugar das palavras.

SUGA: Música e moda precisam ter seus próprios estilos. É obrigatório.

J-Hope: Você tem a sinergia positiva, boa, quando combina música e moda. Pense sobre videoclipes e shows de moda. Eles são maiores do que quando são combinados.

Jin: Música e moda são tão entrelaçados porque ambos precisam de palcos para brilhar.

JungKook: Música e moda se complementam quando combinados. Você se sente diferentes antes e depois de ver o vídeo de uma música. É uma experiência similar.

Paste: O que você nunca foi ousado o suficiente para usar?

Rap Monster: Eu já fiz de tudo, exceto por usar saia. Mas não acho que nunca irei.

SUGA: Calças de cintura alta.

J-Hope: Moda hip-hop de rua.

Jin: Roupas coloridas e chamativas.

Jimin: Eu gostaria de tentar estilos mais ousados porque eu não fiz muito até agora.

V: Gótico.

JungKook: Cabelo longo. Está na minha lista de desejos.

Paste: Por quê você acha que moda é importante?

Rap Monster: Ela representa quem você é sem uma palavra ou qualquer descrição.

SUGA: A moda diz quem você é por um ponto de vista externo.

J-Hope: A moda meio que define as suas cores únicas. É ainda mais importante para artistas musicais como nós, onde estilo e identidade são críticos em termos profissionais.

Jimin: Moda descreve e define você. As pessoas podem te conhecer melhor através da moda.

V: Moda é uma das partes mais importantes da minha vida. Significa muito para mim e eu sou capaz de pensar em muitas coisas diferentes através da moda.

JungKook: A moda meio que desenha você como pessoa. Você pode se fazer ser diferentes e único ao usar isso ou aquilo. Essa é a exatamente a razão porquê o BTS sempre volta com moda nova e diferente em conceitos únicos.

Fonte; Paste Magazine
Trans eng-ptbr; nalu @ btsbr


Publicado em 24.04.2017
[NEWS] 24.04.17 – Andy do HONNE menciona Rap Monster.
Andy menciona Rap Monster em entrevista.

Andy do HONNE, uma dupla de soul eletrônica inglesa, menciona Rap Monster.

 

Pergunta: ”O Jonghyun, do grupo Shinee, e o Rap Monster estão entre os muitos músicos do K-Pop que disseram gostar das suas músicas. Por outro lado, nós estávamos querendo saber se há algum músico no K-Pop ou música que você gosta de ouvir”

Andy: ”Entre os músicos coreanos eu gosto atualmente do Rap Monster e do Beenzino. Eu penso que existem muitos artistas versáteis/bem-equilibrados (na Coréia)!” 

 

cr; trad ko-eng: @ bangtanitl
eng-ptbr; fanny @ btsbr 


Publicado em 22.04.2017
[VÍDEO] 22.04.17 – Teaser da entrevista do BTS para a JBTV.
Confira o teaser!

JBTV postou um vídeo Teaser da sua entrevista com o BTS.

https://m.youtube.com/watch?feature=youtu.be&v=CpledG5czOE0

cr; JBTV Music Television @ Youtube


Publicado em 17.04.2017
[ENTREVISTA] “Conheci o BTS e foi mágico!” compartilha Kylie Rogers.
Kylie Rogers conta sua experiência conhecendo o BTS!

A atriz mirim Kylie Rogers não fica sem palavras ao conhecer grandes celebridades facilmente, até porque devido a sua carreira ela já teve a chance de trabalhar com atores consagrados, como Russel Crowe e Amanda Seyfried, mas quando Kylie teve a oportunidade de ficar frente a frente com seus músicos favoritos, BTS, ela não conseguiu controlar o nervosismo. Então pedimos para Kylie nos contar como foi a experiência dela em conhecer o septeto sul-coreano.

“Qualquer um que me conhece sabe que sou uma grande fã de K-Pop e principalmente de BTS. Tenho incontáveis artistas e grupos de K-Pop na minha playlist, mas o Bangtan é meu favorito. Esses caras são verdadeiros artistas em todos os sentidos da palavra! Alguém próximo a mim sabia que não havia presente melhor do que ingressos para a WINGS TOUR em Anaheim, Califórnia, no Honda Center. Eu fiquei muito animada quando ganhei os ingressos para o show!

Eu comecei a falar sobre o show no Twitter sobre o quão ansiosa estava para vê-los ao vivo. Incrivelmente, alguém do time do BTS me contatou e me perguntou se eu estaria disposta a escrever sobre minha experiência de fangirl no show e conhecer os garotos!  

Logo antes de eles subirem ao palco para o show, eu tive a chance de dar um oi e tirar fotos com os sete. Eu tenho sido tão sortuda de poder ser atriz e trabalhar em filmes juntamente com pessoas incríveis e andar em tapetes vermelhos, mas nada poderia ter me preparado pra conhecer o meu grupo favorito de todos!

Eu estava super nervosa e quase não falei. Eu ficava sorrindo. Eles foram extremamente legais, sorridentes e simpáticos. Rap Monster ficava dando palpites nas nossas fotos. Jimin me deu uma ARMY BOMB, e JungKook me entregou uma folha personalizada com o autógrafo de todos eles. Eu estava morrendo por dentro!!

https://twitter.com/KylieAnneRogers/status/848818157347258368

[TRAD] Obrigada pela melhor noite!!!! Eu nunca vou esquecer!!! 💖😍💘 @bts_twt @Bighitent @bts_bighit #melhoraniversariodavida

Eles foram super engraçados e são os meninos mais carinhosos de todo o mundo!! Eu amo muito todos eles!

Eu compartilhei vários vídeos e fotos de todo o dia do show, desde minha preparação, conhecendo eles e até mesmo trechos das apresentações incríveis deles no palco, assim todos podem viver esse dia comigo.

Eu também queria mostrar a todos que não são familiarizados com o BTS o quão sensacional eles são dentro e fora do palco. Eu amo o BTS!

Obrigada por me deixarem compartilhar o meu dia inesquecível de fangirl com todos. Eu me sinto a garota mais sortuda! BTS está tomando os EUA  e o mundo e eu estou torcendo por eles!”  (Escrito por Kylie Rogers)

 

Fonte; Twist Magazine
Trans eng-ptbr; Bia Rehm @ btsbr


Publicado em 12.04.2017
[NEWS] Grupo de K-Pop BTS revela que querem músicas do Kanye West como seu hino ao entrarem em algum lugar
Veja as respostas sobre Kanye West, Drake e muito mais!

O grupo BTS passou pela PEOPLE Now para mostrar seu lado mais descontraído em uma sessão de confissões, onde os meninos falaram sobre tudo; desde seus amuletos da sorte, até os salgadinhos coreanos que sentem falta enquanto estão em tour nos Estados Unidos.

https://www.youtube.com/watch?v=MDMu1EPUiJo

Quando foram perguntados sobre qual música gostariam que tocasse ao entrar em algum lugar, BTS deliberou por alguns segundos e decidiu por Power, do Kanye West. Uma segunda opção escolhida pela banda seria o hit de Drake, Started From The Bottom.

Deparados com a tarefa de escolher apenas uma música de seu repertório para cantar pelo resto de suas vidas, BTS se dividiu entre um mini-show. Suas escolhas incluíram “Save Me”, “Butterfly” e “Not Today”.

Fonte; People

Trans eng-ptbr; fer @ btsbr


Publicado em 12.04.2017
[VÍDEO] 11.04.17 – People Magazine posta entrevista com o BTS
Confira a entrevista!

A People Magazine postou um vídeo da sua entrevista com o BTS.

cr; PEOPLE @ Youtube


Publicado em 10.04.2017
[ENTREVISTA] Conversa de aniversário com você: Jin
Confira a entrevista da Focus News com o Jin!

Jin (nome real Kim Seokjin) é o integrante mais velho do grupo masculino BTS, que está fazendo seu caminho para o topo novamente após retornarem com RUN. O hyung mais velho, Jin, faz aniversário hoje, dia 4 de dezembro.

Apesar de seu aniversário coincidir com o retorno do grupo no Music Bank, Jin trouxe uma expressão brilhante, dizendo, “Hoje, eu me sinto realmente comovido.” Nós ouvimos as histórias do aniversário de 24 anos do Jin.

P: Pensamentos sobre seu aniversário?
R: Eu estava pensando sobre como eu poderia mostrar meu amor para os meus fãs, então eu fiz o cover de uma música, e após assistir a reação dos fãs, eles pareceram realmente gostar, então eu estava de bom humor. Eu estou muito grato e comovido uma vez que tantas pessoas me deram suporte pelo meu aniversário, dizendo que estavam gratos pelo meu nascimento. Quando eu falei com a minha mãe, ela me disse para continuar dando o meu melhor para ser bom para pessoas boas. Eu estou constantemente me sentindo tocado no meu aniversário.

Parece que você não poderá ter uma festa, já que seu aniversário coincide com algumas atividades promocionais do BTS. Você está triste?
R: Eu não me sinto nem um pouco triste. Hoje, no Music Bank, cerca de 300~400 pessoas cantaram feliz aniversário para mim. Essa foi a primeira vez que ouvi tantas pessoas cantando feliz aniversário para mim, então eu estava muito comovido antes da apresentação.

P. Pensamentos sobre ficar mais velho?
R: Eu terei 25 anos em um mês. Os fãs e os mais novos fazem piada sobre isso, mas eu acredito que agora é hora que eu mais posso usar a minha virilidade. Ter energia para promover agora é minha meta de vida.

P. Qual idade você está mais ansioso para chegar?
R: Eu estou mais ansioso pelas idades entre 24-27 anos. Na verdade, quando eu era mais novo, eu tinha certeza que já estaria casado quando chegasse a essa idade. Então eu pensei que essa era a faixa etária na qual eu

me tornaria adulto de verdade. Agora que estou nessa faixa etária, eu realmente penso em mim como menos que um adulto. Então agora eu não estou ansioso por nenhuma idade. É porque mesmo que eu tenha chegado na idade pela qual estava esperando, nada mudou muito.

P. Qual foi o sonho da sua concepção?*
R: Minha mãe me disse que sonhou que uma carpa dourada nadou em seu abraço.

O aniversário mais marcante?
R: Dois anos atrás, por causa de uma apresentação no Japão, e ano passado devido ao ‘MAMA’, eu não pude fazer nada no meu aniversário, então as mensagens de parabéns que recebi esse ano dos fãs são as mais memoráveis. Eu também tive outro, eu tenho cerca de 5 amigos que possuo cerca de dez anos de amizade, e todo aniversário nós pedimos e comemos 10 pizzas de 5000 won cada e jogamos jogos no computador por 5-6 horas. Isso aconteceu por alguns anos. Eu me lembro dos meus aniversários, então.

P. Um presente que você quer ganhar no futuro?
R: No passado, eu não era muito popular e não tinha muitos amigos, então eu sempre imaginei como seria ser felicitado por muitas pessoas, mas acredito que conheço esse sentimento agora. Então, acho que já recebi meu presente de aniversário.

P.  Se você recebesse uma folga no seu aniversário, o que faria?
R: Quando eu era mais novo, no meu aniversário, eu esquiava com o meu pai. Como agora estou sempre ocupado, é muito difícil ir esquiar com meu pai uma vez por ano. Então se eu recebesse uma folga de aniversário, acho que seria divertido ir a um resort de esqui e snowboard com o meu pai.

Qual foi um desejo de aniversário que você fez quando era mais novo? Ele se tornou realidade?
R: Quando jovem, minha casa era muito pobre, então sempre sempre desejava “Por favor, deixe-me ser bem sucedido”. Eu não tenho certeza se ele já foi realizado, mas quando eu vejo meus amigos dizerem: “Vendo como eu não fui contratado ainda, você conseguiu muito”, eu acredito ser bem sucedido. No passado, minha mãe nunca podia dizer nada quando outras mães se vangloriavam pelos seus filhos em encontros de mães. Eu sempre senti muito sobre isso, mas a atmosfera realmente mudou, embora ela continue sem dizer nada. Ouvi que mesmo que uma amiga diferente fale, elas riem dizendo: “mas você deve estar feliz que Seokjin saiu bem”. Me sinto orgulhoso ouvindo isso.

P. Imagine seu aniversário em 10 anos?
R: Em 10 anos, eu ainda quero ser rodeado por fãs me cantando feliz aniversário. Ah, iria me fazer feliz ter milhares de fãs cantando feliz aniversário para mim durante um show.

Uma celebridade para te desejar feliz aniversário?
R: Meu sênior, Kang Dongwon. Eu gosto dele desde jovem, então é meu desejo conhecê-lo um dia na vida real. Se ele estivesse na minha frente, eu sinto que não seria capaz de olhar para seu rosto propriamente. Por ele ser alguém que eu verdadeiramente respeito e admiro, se eu recebesse uma mensagem de aniversário vinda dele, eu acho que ficaria no melhor estado de humor possível.

P. Gostaria de dizer alguma coisa para si mesmo no seu aniversário?
R: Se o Seokjin do passado visse como o Seokjin de 24 anos e incrivelmente bonito foi cercado de fãs no primeiro dia de seu comeback, recebendo congratulações pelo seu aniversário, ele teria sentido ciúmes. Eu quero dizer para o Seokjin do passado, ‘Fighting’. Você deve gostar de saber que continua bonito, nada mudou.

 

*“Sonho de concepção” são sonhos que predizem a concepção ou nascimento de uma criança, sonhado pela futura mãe ou por pessoas próximas a ela.

Fonte; bangtanintl
Trans eng-ptbr; Gio @ btsbr


Publicado em 09.04.2017
[ENTREVISTA] Conversa de aniversário com você: Jimin.
Confira a entrevista da Focus News com Jimin!

O grupo fenômeno que alcançou o topo das paradas logo que seu segundo álbum WINGS foi lançado, BTS, cujo dançarino e vocal Park Jimin comemorou seu aniversário dias depois, em 13 de outubro.

Seu rosto doce e angelical apela para seu lado fofo, mas uma vez em que ele levanta a camisa e revela seu abdômen, Jimin mostra um lado oposto de seu charme, capturando a atenção de muitos.

Mesmo não podendo propriamente descansar no dia de seu aniversário, onde o grupo teve seu stage de comeback com “Blood Sweat and Tears”, Jimin expressou sua felicidade se referindo ao seu aniversário como “um dia feliz, já que recebi muitas felicitações tanto dos integrantes quanto dos fãs”. Ele também mencionou que se sentiu honrado e muito agradecido com a Focus News que reservou um espaço só para ele compartilhar seus pensamentos e histórias.

Focus News: O que você acha que fará no seu aniversário?

Jimin: “Já que é logo após a data de lançamento de nosso novo álbum, eu provavelmente estarei promovendo-o.”
Focus News: Pensamentos sobre seu aniversário?

Jimin: “Porque eu recebi muitas felicitações dos membros, fãs, e pessoas ao meu redor, é uma grande honra e esse dia não poderia ser nada mais do que um dia muito feliz.”
Focus News: Pensamentos sobre ficar mais velho?

Jimin: “Eu realmente não presto muito atenção ao fato de estar envelhecendo. Toda vez que fico um ano mais velho, eu penso sobre como eu cresci e amadureci como pessoa, em diferentes perspectivas.”
Focus News: Qual idade você está mais ansioso para chegar?

Jimin: “26? Eu estou muito curioso pra ver como eu terei amadurecido, que tipo de imagem o BTS terá e que tipo de música nós estaremos fazendo, o tipo de performances que faremos, e que o estarei fazendo com meus amigos.”
Focus News: Qual foi o sonho da sua concepção?*

Jimin: “Meus pais tiveram sonhos diferentes. Meu pai sonhou com o nascimento de um dragão, enquanto minha mãe sonhou com uma pequena pimenta vermelha em uma grande árvore.”
*Superstição coreana onde os sonhos dos pais preveem o nascimento do filho.

 

Focus News: O aniversário que foi mais marcante?

Jimin: “Todos os meus aniversários desde que me mudei para Seul, até agora! É porque meu primeiro aniversário em Seul foi o primeiro que comemorei junto com os membros, e até agora eu recebo muito amor deles das pessoas ao meu redor e dos fãs.”
Focus News: Um presente especial que você recebeu?

Jimin: “Há dois anos, eu estava treinando no estúdio e os membros vieram e me fizeram uma festa surpresa. Foi realmente surpreendente e eu fiquei emocionado e muito agradecido.”
Focus News: Um presente que você quer receber no futuro?

Jimin: “Talvez não esse ano, porém nos próximos, eu quero poder ter um show no dia do meu aniversário.”
Focus News: Se você recebesse uma folga de aniversário, o que faria?

Jimin: “Com certeza uma viagem. Eu realmente quero viajar com os integrantes. Seria algo que eu gostaria de fazer repetidamente.”
Focus News: Uma celebridade para te desejar feliz aniversário?

Jimin: “HOMME. Acho que seria uma honra se os hyungs me desejassem os parabéns com uma canção de aniversário.”

Focus News: Seu aniversário daqui dez anos?

Jimin: “Mesmo lá, eu não estaria celebrando ele na companhia dos meus integrantes?”

Focus News: Alguém que você gostaria de agradecer no seu aniversário?

Jimin: “Minha família. Estou feliz porque minha mãe, meu pai e meu irmão mais novo estão sempre me apoiando. Eu os amo. Meus amigos e companheiros de grupo, BTS. Estou sempre grato por eles sempre comemorarem ao meu lado, eu realmente os amo muito. Nossos fãs, ARMYs. Eu nem sei se mereço toda essa celebração de todos. Eu vou amar a todos na medida que sou amado. Nossa empresa, que sempre trabalha muito por nós e eu sou muito agradecido. Muito obrigado.”
Focus News: Algo que queira dizer a si mesmo no seu aniversário?

Jimin: “Vamos comer bastante e não nos machucar!”

Fonte; bangtanintl
Trans eng-ptbr; Bia Rehm @ btsbr


Publicado em 09.04.2017
[ENTREVISTA] O K-pop consciente pode cruzar o mar? O BTS e o CEO da BigHit Entertainment, ‘Hitman’ Bang, falam sobre dominar a América
Leia a entrevista do BTS e Bang Si-Hyuk para a Billboard!

Em 2 de abril, o BTS se apresentou na quinta e última data da turnê esgotada nas arenas americanas, performando para os fãs ruidosos que ajudaram o segundo álbum completo do grupo, Wings, a se tornar o primeiro projeto de K-pop a entrar para o Top 40 da Billboard 200 em 2016. Desde sua estreia em 2013, a boy band de sete garotos se tornou um sucesso colossal em seu país de origem, a Coreia do Sul, enquanto fazem contínuas incursões na cultura pop americana. “Change”, uma colaboração em inglês entre o integrante do grupo, Rap Monster, e o rapper americano, Wale, foi lançada três dias antes do início da turnê pelo país.

“Change” toca em tópicos como, o direito ao voto e o assédio online, enquanto alguns dos maiores sucessos do BTS já abordaram saúde mental. “Globalmente, a nossa juventude compartilha dos mesmos problemas políticos e sociais”, diz o integrante SUGA. Embora o gênero K-pop geralmente se mantém afastado de polêmicas, Rap Monster diz que permanecer franco e aberto “é importante para nós. E quanto maior a voz que possuímos, mais poderosas nossas palavras se tornam.”

Um novo álbum do BTS já está a caminho, e mais datas nos Estados Unidos podem sem confirmadas ainda este ano. Bang Si Hyuk, o CEO e Produtor Executivo da agência de gerenciamento BigHit Entertainment, mais conhecido como “Hitman” Bang, indica “características especiais” planejadas para ouvintes internacionais, mas acredita que o BTS continuará com sua fórmula atual.

“Eu não acredito em lançar músicas inteiramente em inglês para o mercado americano, como muitos artistas de K-pop fazem,” conta Bang à Billboard, em sua primeiríssima entrevista para a imprensa americana. “Nós devemos focar no que fazemos de melhor como artistas e produtores de K-pop, e talvez adicionar alguns elementos especiais com os quais fãs internacionais possam se sentir conectados. Essa é a melhor maneira de colocar K-pop no mercado musical convencional dos Estados Unidos, e no que diz respeito a isso, o BTS participará [do mercado] e se apresentará de maneira não muito diferente da que vem fazendo nos últimos três anos. Nós estamos nos ajustando e melhorando a forma como fazemos os shows na turnê, para atender às expectativas de nível internacional e global, assim qualquer um, independente de sua cultura e experiências, poderá apreciar a música e as apresentações do BTS.”

Bang adiciona com certeza que o grupo será “muito ativo e responsivo em lançar novas músicas, que sairiam de colaborações com artistas internacionais, como ‘Change.’” E, olhando adiante, tanto o CEO quanto o grupo veem suas mais recentes conquistas como inspiração para realizar muito mais no futuro.

“Estou tão animado e entusiasmado com a resposta à turnê americana”, diz Bang. “Ainda é emocionante e inacreditável de algum jeito. Eu me sinto ainda mais responsável por produzir músicas melhores e produções para os fãs ao redor do mundo, e eu definitivamente pensarei mais no que faz os fãs entusiasmados e apaixonados pela música e pelo grupo”. Enquanto isso, a ambição dentro do grupo é sentida quando o integrante V brinca que eles têm “metas mais grandiosas”; como se shows em arenas fossem apenas o começo do que ele e seus companheiros de banda planejam realizar ao redor do mundo.

Leia abaixo uma entrevista estendida com o BTS, antes do início da turnê. As respostas de todos os membros foram traduzidas por um intérprete, exceto as do Rap Monster.

Com cinco shows em arenas, essa turnê é muito grande e eu acredito que a principal razão por trás disso, e o porquê de vocês estarem fazendo tanto sucesso nos Estados Unidos, é por vocês cantarem sobre assuntos pessoais. Por que é tão importante falar deles nas suas músicas?

SUGA: Globalmente, a nossa juventude compartilha dos mesmos problemas políticos e sociais. Eu acho que os jovens se sentem da mesma maneira sobre questões parecidas, e nós queremos alegrá-los com nossas músicas e falar sobre essas questões e sentimentos.

Rap Monster: Esses assuntos, como você disse, são importantes, certo? Ele deveriam ser explorados por alguém. Alguém deveria falar sobre isso. E se alguém deveria falar sobre isso, então sentimos que nós deveríamos falar sobre isso. É uma grande honra que temos poder e a atenção dos nossos fãs quando usamos as nossas vozes para isso. É importante para nós e quanto maior a voz que possuímos, mais poderosas nossas palavras se tornam.

Esses assuntos – solidão, saúde mental, bullying – você não ouve muito sobre eles no K-pop ou mesmo na cultura coreana. Ou, na realidade, nem mesmo na música pop americana. Vocês já se preocuparam  disso talvez  ter uma resposta negativa ou contrária?

SUGA: Há pessoas que pensam negativamente e houveram pessoas que reagiram negativamente à música do BTS. Mas eu acho que é muito mais importante fazer música com esses assuntos, porque eu acredito que é importante encorajar as pessoas a lutar por esses problemas e, através da música, ter uma resolução. Mas eu vou continuar falando dessas questões através música de qualquer jeito. [Risos]

Vocês acham que o K-pop tem que se tornar mais pessoal para ganhar uma audiência maior? Vocês gostariam de ver mais disso no futuro?

Rap Monster: Ainda precisamos de algumas músicas de festa, ainda precisamos de algumas musiquinhas leves de amor. Eu amo escutá-las e sentir essa energia. Todos têm sua bagagem e suas sombras, porém isso é de cada um. Mas nós somos nós. Acho que se falamos disso e isso ganha mais voz e atenção, então talvez tenham várias pessoas no mundo que aceitem que comecemos a falar dessas questões. Acredito que essa seja a mudança.

Eu achei que “Spring Day” foi um momento realmente grande, musicalmente, para vocês. A música não apenas foi bem nas paradas, mas dessa vez vocês estavam mostrando um progresso na forma de pensar e uma mensagem de esperança. A ideia de recuperação e do inverno transicionando para a primavera. Essa foi uma decisão consciente?

Rap Monster: Foi como você disse, um passo à frente. Nós sempre estamos falando sobre as crises, os sofrimentos e os sentimentos de se sentir perdido da juventude. Em muitos programas [de televisão], quando introduzimos nosso novo álbum, eu sempre falava da palavra “recuperação”. Como você disse, é tudo sobre a recuperação. O meio do inverno se tornando primavera. Você entendeu certo.

SUGA: Além de ser o que somos como o BTS, queríamos trazer algumas mudanças, e na verdade queríamos evoluir como grupo. Queríamos mostrar nossas várias cores, mas ainda queríamos consolar e dar esperança aos outros.

Uma coisa que foi única, são todos os solos no álbum Wings. Vocês já fizeram mixtapes, mas ao invés de lançarem-se completamente solo ou em grupos menores, vocês conseguiram mostrar um lado diferente de si mesmos. Por que isso foi necessário?

Jin: As faixas solo foram importantes porque elas foram pessoais, uma história individual e representada de um jeito em que somos bons [cada um pôde mostrar seu ponto forte]. Nós trabalhamos muito em cada faixa e é por isso que elas foram importantes para cada um.

Rap Monster: Quando sou questionado sobre o porquê de o K-pop ser tão popular, eu sempre respondo que o K-pop é uma grande mistura de música, vídeo, visual, coreografia, redes sociais e conteúdos reais. Fazer as faixas solo no álbum foi bastante arriscado, mas está conectado ao conceito. Como quando você assiste ao clipe de “I Need You”, todos têm suas próprias crises e personagens. Eles estão mais ou menos conectados com nossas personalidades e quem somos na realidade, mas os solos têm seus próprios personagens e personalidades. Tudo está conectado. É uma miscelânea e é por isso que as pessoas se interessam pelos conceitos.

Falando de solos, “Change” saiu recentemente. Rap Monster, você e Wale estavam falando de problemas diferentes mas ao mesmo tempo parecidos, já que tanto a Coreia do Sul quanto os Estados Unidos estão passando por períodos políticos interessantes. Vocês tiveram a chance de discutir seus diferentes pontos de vista?

Rap Monster: Nós não tivemos tempos de discutir a fundo, mas eu estou sempre vendo as notícias sobre o Trump e a América. Eu sempre assisto. Quando ele [Wale] sugeriu a colaboração pela primeira vez, eu estava tipo, “O que a gente deveria fazer?”. A gente poderia fazer, você sabe, uma música normal de hip-hop, mas eu queria algo um pouquinho mais especial. Nós temos nossa situação política na Coreia e os estudantes estão enfurecidos. Então, eu pensei, se falarmos do que está acontecendo, teremos uma colaboração especial. Acho que meu palpite estava certo e ela se tornou especial.

Vocês vêem ou sentem sua influência entre outros grupos na indústria?

JungKook: Quando fizemos nosso debut lá em 2013, éramos influenciados pelos nossos sunbaenims*. Ao longo dos anos, conforme assistimos outros grupos mais novos, sabemos que eles falam de nós, fazem covers de nós e nos seguem.  Acredito que eles estejam dizendo em entrevistas que aprenderam muito com a gente e isso nos faz sentir ótimos. Sendo sunbaenims, queremos ser uma boa influência e modelos melhores para outros grupos.

Última pergunta, vocês estão felizes?

V: No momento, estamos muito felizes como somos, um grupo, unidos. E acho que estamos felizes porque andamos no mesmo caminho, na mesma direção. Nós queríamos o Daesang [Prêmio de Melhor do Ano], mas nós já o conseguimos, então nossa meta é fazer música boa e compartilhá-la com nossos fãs.

Rap Monster: E uma turnê por estádios no mundo todo. Essa é a meta.

V: Nós temos metas mais grandiosas.
N/T: *Sunbaenim é a palavra coreana que designa pessoas mais velhas, por quem você deve ter respeito.

 

Fonte; Jeff Benjamin @ Billboard
Trans eng-ptbr; VenomQ @ btsbr


Publicado em 07.04.2017
[TWITTER] 06.04.17 – @NylonEspanol
Tweet postado por @NylonEspanol no dia 06.04.2017

[TRAD] Entrevista com BTS: K-pop que quebra recordes por segundo.
http://www.nylon.com/articles/espanol-entrevista-bts-k-pop-01
Trans esp-ptbr; nalu @ btsbr


Publicado em 06.04.2017
[NEWS] Exclusivo: BTS fala sobre turnê nos Estados Unidos, processo de composição e estilo no palco
entrevista do bts para twist magazine

 

Fãs de K-pop ao redor do mundo são obcecados pela sensação musical que domina o topo das paradas, BTS – composto por Rap Monster, Jin, SUGA, V, J-Hope, Jimin e JungKook – e não sem um ótimo motivo.

A música deles transcende língua e ressona com ouvintes no mundo todo. A TWIST se encontrou com o grupo durante a sua última tour nos Estados Unidos para perguntar tudo sobre as suas experiências viajando o mundo, influências musicais e como é serem reconhecidos pelos fãs. Confira a nossa sessão exclusiva de perguntas e respostas:

TWIST: Para o que vocês estão mais animados no seu retorno aos Estados Unidos?

BTS: O tamanho da turnê está muito maior que da última vez que estivemos nos Estados Unidos, em 2015. Está quase 10 vezes o tamanho. Cinco shows em arenas, em três cidades, esgotaram em menos de cinco minutos! Estamos espantados pelo fato dos fãs nos Estados Unidos serem tão apaixonados e darem tanto apoio e estamos super animados para voltar e encontrá-los.

TWIST: Qual é a parte mais legal de fazer turnês ao redor do mundo, e qual tem sido a parte mais desafiadora?

BTS: A parte mais legal de fazer turnês ao redor do mundo é que você tem a oportunidade única de conhecer pessoas diferentes com experiências variadas. Independente de suas diferenças, eles cantam as músicas do BTS em uníssono e nos aplaudem, e essa é uma experiência especial para o grupo todo. Por outro lado, a parte mais desafiadora tem sido a vida na estrada, ficando longe de nossas famílias e amigos por semanas.

TWIST: Qual de suas músicas vocês estão mais ansiosos para apresentar nessa parte da turnê?

Rap Monster: “Spring Day.” Eu compus a melodia principal para a faixa-título pela primeira vez, e também escrevi a letra.

SUGA: “Spring Day.” Eu escrevi a letra principal baseado nas minhas experiências pessoais com velhos amigos. É sobre minhas memórias tristes com ele e eu fico sentimental sempre que escuto a música.

JungKook: “Not Today.” Ela tem a batida mais legal de todas as músicas no álbum e eu pessoalmente gosto da coreografia dessa música.

J-Hope: “FIRE.” Sempre foi minha favorita e a música tem toda a essência do que o BTS é capaz de mostrar para o público no palco.

TWIST: Qual foi o melhor conselho que vocês receberam em sua carreira?

Rap Monster: “Se você estiver preso em não receber a aprovação dos outros, você nunca será capaz de seguir em frente.”

TWIST: Como vocês diriam que vocês e seu som evoluíram através dos anos desde que formaram o grupo?

BTS: A sonoridade do BTS evoluiu desde que fizemos nosso debut em 2013, mas sempre teve raízes no pop e hip-hop ocidental. Nós tentamos adaptar todas as novas tendências da música pop e é por isso que os fãs ao redor do mundo gostam, apesar das diferenças culturais. Todos os membros escutam gêneros de música diferentes, o tempo todo, de EDM, hip-hop, R&B ao hip-house… E acreditamos que o BTS está meio que criando uma nova categoria de gêneros musicais além do K-pop.

TWIST: Você se lembra da primeira música que escreveu, sobre o que era e o que te inspirou a escrevê-la?

Rap Monster: Eu não lembro o nome da música, mas tinha uma comunidade online de rappers amadores que se reuniam. Eu fiz o download de uma batida de outro amador e escrevi uma música baseada nela. A música não fazia muito sentido, eu só escrevi usando todas as palavras difíceis que eu conhecia. Na verdade, há dois anos, eu encontrei a música no meu computador e a ouvi pensando, “o que é isso?” Era uma bagunça.

TWIST: Você já escreveu alguma música em um lugar estranho ou inusitado? Ou já foi inspirado por algo totalmente aleatório?

Rap Monster: Em muitos, eu acho que uma vez eu escrevi uma música enquanto estava no Grand Canyon em 2009. Eu fiz uma viagem a Vegas/Grand Canyon e eu acho que escrevi uma música porque fiquei chocado com o cenário. Mas eu definitivamente não me lembro sobre o que ela falava.

TWIST: Quais são alguns dos artistas que vocês gostariam de colaborar?

BTS: São muitos os artistas que nós adoraríamos fazer uma colaboração, como Drake, J Cole, Justin Bieber… A lista se estende.

TWIST: Que outros artistas estão na sua playlist pessoal?

BTS: “Fake Love”, do Drake, The 1975, Kehlani, Lorde.

TWIST: Como você descreveria o seu senso de moda pessoal?

BTS: É uma mistura de gótico com moda urbana japonesa. Minhas atuais marcas favoritas são WTAPS, Neighborhood e Yoji Yamamoto.

TWIST: E como o seu estilo pessoal se diferencia das roupas usadas no palco?

BTS: As roupas que o BTS usa no palco são feitas sob medida para maximizar as nossas performances enquanto combinam com o conceito de cada música.

TWIST: Como é quando os fãs reconhecem vocês nas ruas, ou pedem para tirar fotos? É maluco? Surreal? Difícil?

Rap Monster: É uma experiência muito boa encontrar alguém que me conhece, mas às vezes eu só quero ficar sozinho e passear pela cidade. Eu acho que depende da situação. Tem situações que eu não gostaria de ser reconhecido por outros, mas as pessoas facilmente me reconhecem. Já me disseram que eu sou único (o jeito que caminho e minhas roupas) e que eu sou muito fácil de ser reconhecido, e eu acho isso muito bom. Se eu sou um artista ou um idol e ninguém me conhece, isso me deixaria triste.

TWIST: Você pode compartilhar um fato divertido sobre um dos seus companheiros de grupo que você não acha que mesmo os fãs mais dedicados saberão?

Rap Monster: Muitas pessoas pensam que o SUGA é como o ‘avô’ do grupo, mas ele age mais como uma criança pequena. Jimin é ao contrário, ele se parece com um bebê mas por dentro é maduro e como um avô.


Fonte; Twist Magazine
Trans eng-ptbr; nalu @ btsbr