btsbr.co.vu/archive & btsbr.wordpress.com
SITE: Bangtan Brasil - Fã Base
VERSÃO: 1.3 - WINGS BLUE
DESDE: 29.03.2013
VISITAS: ARMYs
Bulletproof Boy Scouts (em coreano: 방탄소년단) é um grupo masculino sul coreano de hip-hop formado pela Big Hit Entertainment. Geralmente conhecidos como BTS, são também chamados de Bangtan ou Bangtan Boys. Eles estrearam em 13 de junho de 2013 com sua.. LEIA MAIS
SEJA BEM VINDO AO BANGTAN BRASIL, A PRIMEIRA E MAIOR FÃ BASE BRASILEIRA DO BTS. FEITA DE FÃ PARA FÃ!

Tag: inquirer

Publicado em 28.05.2018
[NEWS] Crítica: Dissecando o comeback do BTS
BTS tira suas máscaras para mostrar quem eles são para seus ouvintes.

“Há algo realmente interessante entre as línguas coreana e inglesa. Você sabe que Love [amor] e live [viver] têm sonoridades muito parecidas,” RM, líder do grupo sul-coreano BTS, disse durante uma entrevista de rádio. “Em coreano, amor é ‘sarang’, e pessoas, ‘saram’. Amor, vida e pessoas, são a mesma palavra.”

No mesmo fôlego, o terceiro álbum de estúdio do grupo Love Yourself: Tear parece como uma passagem aberta para o autoconhecimento: é preciso tirar a máscara e aceitar as vulnerabilidades para que se possa amar e viver.

O amor é um espectro — assim como Tear [lágrima; rompimento/desmembramento]. Cada uma das 11 músicas presentes no álbum possui um som e mensagem únicos, mas o tema profundo sobre dor e separação serve como conexão, abrangendo todas as muitas faces do amor.

Quebrar gêneros musicais enquanto se desmembra a noção de amor ideal e destinado, que o próprio grupo abordou em seu último trabalho, não é um feito simples. Nas primeiras três músicas de Tear, o BTS se distancia da cósmica “Serendipity” de Love Yourself: Her e adentra num buraco negro de solidão e decepção. A vibe neo-soul da música de abertura “Intro: Singularity” estabelece o tom obscuro de todo o álbum (“Eu me perdi, ou eu ganhei você?”). O tom melancólico segue presente também na música-principal, “Fake Love”. As batidas de hip-hop da música misturadas aos sons típicos do rock grunge certamente não são elementos vindos de um conto de fadas.

Mas talvez a maior surpresa do álbum seja “The Truth Untold”, uma balada de piano co-produzida por Steve Aoki. Com um silêncio presente que revela as forças individuais dos vocalistas (Jin, Jimin, Taehyung e JungKook), a música é uma construção lenta de sentimentos, onde cada linha é como uma página lida de um diário. Suas imagens são penetrantes: “Cheio de solidão/ Este jardim floresceu/ Cheio de espinhos/ Eu não posso te mostrar um lado tão fraco de mim mesmo/ Mais uma vez coloco essa máscara e vou a seu encontro.”

Na maioria das vezes, as músicas focam em espectros do amor que o BTS quer fugir. Revelar o lado obscuro do amor é um processo, e RM coloca sucintamente: “Se você não se manter fiel a si mesmo, o amor não irá durar.”

As músicas “134340” e “Outro: Tear” tratam do tema de desapego de maneiras opostas. A primeira, uma música com elementos de jazz e soul, faz referência ao ex-planeta Plutão, é sensual e graciosa (“Eu ainda giro em torno de você sem um nome”) e é como um poema muito pessoal e leve. “Outro: Tear”, entretanto, é uma reminiscência de suas músicas “Cypher” — os responsáveis pelo rap (RM, J-Hope e SUGA) usam abrem seus corações e expõem seus sentimentos, medos e deixam-os todos ao alcance.

Nos álbuns passados, o BTS enfatizou a importância do amor próprio. “Amar a si mesmo é o mais difícil,” reflete o grupo. Mas nesse álbum, o BTS vem preparado para enfrentar suas imperfeições. Em músicas animadas como “Anpanman” e “So What”, os meninos de raízes humildes destroem o idealismo e aceitam a efemeridade do próprio sucesso. Esse nível de autoconhecimento faz com que eles aproveitem a jornada ainda mais, como é evidenciado na música com grande presença do pop latino, “Airplane pt.2”: “Mesmo céu, mesma cicatriz, mesmo trabalho/ Todos os dias acima das nuvens.”

BTS também voltou à suas raízes do R&B contemporâneo com “Paradise” e “Love Maze”. Mas diferentemente de suas antigas músicas “Like” e “Miss Right”, o grupo trocou afetos imaturos por um incerto mas maduro tipo de amor. “Paradise” é encorajadora (“Está tudo bem em parar/ Não há razões para correr sem saber nem ao menos a razão”); enquanto “Love Maze” é reconfortante (“Eu nunca estive em um amor calculado/ Eu sei que será frio como o inverno/ Deixe eles serem eles/ Deixe nós sermos nós.”)

Mas quando tudo é dito e feito e o BTS tira suas máscaras para mostrar quem eles são para seus ouvintes, vem “Magic Shop”, produzida pelo vocalista principal e integrante mais novo JungKook, uma perfeita música autorreflexiva. Nessa música dedicada ao ARMY, o maknae de ouro captura a beleza de achar sua estrela-guia num universo de confusões: “Nos dias em que me odeio por ser eu, em dias que quero desaparecer para sempre/ Vamos fazer uma porta/ Está em seu coração/ Abra a porta e este lugar estará te esperando.” Esse amor próprio é a verdadeira magia do BTS.

 

Fonte: Inquirer
Trans eng-ptbr; Bia Rehm @ BTSBR


Publicado em 11.08.2017
[NEWS] Membros do BTS revelam suas carreiras alternativas
BTS revela qual carreira seguiriam caso não fossem parte do grupo.

O novo vídeo da série Fan Army Face-off, postado pela Billboard, revelou o que cada membro do BTS estaria fazendo caso não fossem parte do grupo de k-pop.

Seguindo sua paixão, SUGA, conhecido por ter escrito e produzido diversas músicas para o BTS e outros artistas, falou que ele teria se tornado um compositor e produtor. Enquanto isso, J-Hope, amplamente conhecido como um dançarino alternativo em sua cidade natal, além de ser o capitão de dança do septeto, revelou que, mesmo sem estar no grupo, ele ainda teria sido um dançarino.

O membro mais velho, Jin, falou que provavelmente teria se tornado um fazendeiro, já que ele já praticou cultivo quando estava na escola, e seu tio vinha lhe falando para seguir tal carreira.

Da mesma forma, V também acredita que teria se tornado um fazendeiro. Porém, após debutar e ter a possibilidade de explorar vários outros hobbies, afirmou que também teria seguido a carreira da fotografia.

O líder, Rap Monster, falou que ele provavelmente teria seguido um “emprego de escritório” (já que falou que queria seguir a carreira do pai). Jimin, por sua vez, surpreendeu que tinha vontade de se tornar um policial.

Por último, o maknae (membro mais novo) Jungkook disse que provavelmente teria sido um atleta.

 

Fonte; inquirer
trans eng-ptbr; fer @ btsbr