btsbr.co.vu/archive & btsbr.wordpress.com
SITE: Bangtan Brasil - Fã Base
VERSÃO: 1.3 - WINGS BLUE
DESDE: 29.03.2013
VISITAS: ARMYs
Bulletproof Boy Scouts (em coreano: 방탄소년단) é um grupo masculino sul coreano de hip-hop formado pela Big Hit Entertainment. Geralmente conhecidos como BTS, são também chamados de Bangtan ou Bangtan Boys. Eles estrearam em 13 de junho de 2013 com sua.. LEIA MAIS
SEJA BEM VINDO AO BANGTAN BRASIL, A PRIMEIRA E MAIOR FÃ BASE BRASILEIRA DO BTS. FEITA DE FÃ PARA FÃ!

Tag: kpop herald

Publicado em 10.07.2018
Por que a Vogue escolheu V como o ícone fashion do BTS
Receber elogios da Vogue é um sonho de qualquer pessoa ligada à moda.

Não é sempre que edições da Vogue estadunidense falam sobre estrelas do K-Pop, mas quando a estimada revista resolve fazê-lo, não foi surpresa que V do BTS tenha sido escolhido.

O BTS vem tomando conta do mundo desde seu debut em 2013. Com hits mundiais como “Blood, Sweat & Tears”, “DNA” e “Fake Love”, o grupo possui grande demanda internacional. O boygroup tem sido, repetidamente, reconhecido pela Billboard  e é conhecido pela sua forte base de fãs chamados de ARMY. O BTS tornou-se o primeiro grupo de K-Pop a atingir o número um na parada Billboard Artist 100 com o álbum “Love Yourself: Tear” em 2018.

Este tipo de sucesso internacional de grupos de K-Pop não é comum e, geralmente, ocorre devido às grandes e dedicadas fanbases; em 2017 e 2018, o grupo levou para casa o prêmio Top Social Artist da Billboard, o qual competia com celebridades como Justin Bieber e Demi Lovato, sendo o primeiro grupo de K-Pop a ser nomeado e ter conquistado um prêmio de música da Billboard.

No entanto, o feito histórico do grupo quase foi ofuscado pela atenção recebida a suas escolhas estilosas de vestuário.

No Billboard Music Awards de 2017, a Vogue avaliou os looks do grupo como “uma estreia no tapete vermelho perfeita”, comentando que “talvez o membro mais estiloso tenha sido o V, quem casou uma jaqueta listrada e uma camisa de bolinhas com calças largas – uma escolha ousada em que ele obteve êxito”.

Receber elogios da Vogue é um sonho de qualquer pessoa ligada à moda, mesmo sendo difícil de conseguir.

Mesmo que a revista tenha afirmado isso há algum tempo, V tem, indubitavelmente, mantido seu estilo aprovado pela Vogue fora do tapete vermelho como é evidenciado abaixo.


Este look não pode ser usado por qualquer um. Calças largas e tipo moletom estão parcialmente cobertas por um suéter oversized de tricô; ambos derivados de paletas escuras. Sua touca marrom é o item mais ajustado entre as roupas, enquanto sua clutch de tons azulados e seu slide peludinho com detalhes em vermelho são os únicos toques de cor do outfit inteiro. A silhueta que as próprias roupas criam é questionável, mas a adição de pontos coloridos aleatórios é a definição de uma escolha de moda arriscada. Para V, entretanto, apenas parece outro look imaginativo que ele usou sem dificuldade.

Como apontado pela Vogue, V quase nunca foge da tarefa complicada de misturar estampas e cores: tais escolhas, frequentemente, o fazem parecer cool sem esforço, como o presente caso. Seu trench coat de estampa de leopardo é combinado com uma boina vermelha de tom caminhão de bombeiros, óculos de sol ovais e escuros, e sapatos com cadarço polidos. Seu look fica completo com um uma camisa marrom aparecendo por baixo de um pulôver cinza com listras delineando o decote em v. É, novamente, um outfit que, surpreendentemente, combina perfeitamente no V, mas que não muitas pessoas pensariam em criar.


De caimentos largos a mistura de estampas, V monta um vestuário com grande variedade de combinações para uma sensação do pop, uma habilidade que a Vogue prestou atenção. O espírito ousado do estilo de V o permite usar qualquer invenção criativa de moda com facilidade, sendo o motivo da revista tê-lo identificado como o membro mais estiloso.


Futuramente, com a trajetória prevista ao grupo, a moda e o estilo do BTS vai estar mais nos holofotes que antes.

Fonte: Kpop Herald
Trans: eng-ptbr; clau @ btsbr


Publicado em 02.08.2017
Por que a mídia coreana se importa tanto com o que a mídia internacional tem a dizer sobre o K-Pop?
BTS foi assunto de capa em vários países!

BTS foi o assunto desta semana nos portais de notícias coreanos. Nenhuma surpresa até aí, mas o motivo pelo qual eles viraram notícia desta vez foi um tanto estranho, eles se tornaram assunto de capa por terem sido assunto de capa em outros países. Mais especificamente, por serem incluídos na lista da Rolling Stone de “10 Novos Artistas Que Você Precisa Conhecer”.

Sendo mencionados em uma das mais famosas e proeminentes revistas sobre música do mundo é um grande feito, mas mídia mainstream coreana é conhecida por ser influenciada pelo que as pessoas fora da Coreia do Sul pensam. Não estamos falando sobre notícias em apenas portais online e blogs do país, mas sim de grandes nomes como SBS, Yonhap, Chosun Ilbo que tem o costume de publicar essas matérias de “reação”.

Esta tendência  deriva principalmente pelas óbvias razões de que o público é muito interessado em tais matérias e histórias. A aparição do BTS na Rolling Stones foi uma das matérias mais lidas no último sábado, evidência pela frequência de buscas pela palavra chave “BTS” nas principais ferramentas de procura do Naver.

As agências de entretenimento estão cientes de tal tendência também. Apenas algumas horas após a publicação do artigo original da Rolling Stone, a Big Hit Entertainment liberou um comunicado oficial.

Os coreanos são tradicionalmente conhecidos como patriotas. Sempre que coreanos conquistam marcas e deixam impactos internacionalmente, como o PSY com “Gangnam Style” até a recente vitória histórica do BTS no Billboard Music Awards, há um foco particular no fato de que um coreano foi capaz de conquistar tal feito.

É claro que pessoas de todos os países ao redor do mundo demonstram um certo patriotismo, cada um a sua extensão, mas o fenômeno aparenta ser mais forte entre os coreanos.

Este sentimento fica aparente com a gíria coreana “guk-ppong”, uma combinação de duas palavras da língua, “guk” = país + “ppong” = drogas. O que basicamente significa que os coreanos ficam “chapados” com tais acontecimentos e conquistas de outros coreanos que eles tendem a desconsiderar qualquer outra coisa além deste fato.

Um clássico caso desta atitude nacionalista é que jornalistas quase sempre perguntam sobre PSY e “Gangnam Style” em contextos que não tem relação nenhuma com tais assuntos. Como esquecer uma das perguntas mais fora de contexto quando um repórter coreano numa conferência do Departamento de Estado dos EUA perguntou a palestrante norte-americana se ela conhecia “Gangnam Style”.  

O crítica cultural Jung Yunsu, professor na Universidade Hanshin, atribui a abordagem patriótica ao processo de modernização que tomou lugar no país após a libertação do Japão, após a Segunda Guerra.

O professor disse em uma entrevista com a mídia local que o processo de modernização no país tomou forma com o estado levando as pessoas a promover corpo e mente na direção que era conveniente para o governo. “O governo não forçou este processo; os indivíduos perceberam que concordando com as necessidades do Estado era uma forma de sobrevivência,” disse Yunsu para Hankuk Ilbo.

Como demonstrado com o termo “guk-ppong”, que indica certa vergonha e autocrítica em relação a essa tendência, uma sensação de nacionalismo excessivo parece perder espaço nos dias modernos, particularmente entre a geração mais nova.

O ridículo caso do repórter mencionado acima é um indicador que não se pode mais atrair facilmente os gostos do público com uma abordagem nacionalista na capa.

Os tempos estão definitivamente mudando, mas o caso recente com o BTS ainda indica que a tendência de “fazer matérias de capa por ter sido capa internacionalmente” ainda permeia a mídia coreana, pelo menos por hora.

 

Fonte; Kpop Herald
Trans eng-ptbr; Bia Rehm @ btsbr


Publicado em 22.02.2017
[NEWS] BTS explica os aspectos sociais da música
Fãs apresentam diversas interpretações para os novos MVs

BTS falou sobre o possível impacto social de sua música em uma coletiva de imprensa no último sábado.

 

O grupo recentemente lançou seu mais novo álbum “Wings: You Never Walk Alone”, e as faixas “Spring Day” e “Not Today” rapidamente causaram muita polêmica, sobre se, de fato, faziam referências à problemas sociais coreanos.

 

 

Alguns fãs especularam que o vídeoclipe de “Spring Day” se refere ao incidente de Sewol, em 2014, onde houveram mais de 300 pessoas mortas ou desaparecidas. Estes fãs afirmam que a cena onde Jimin recolhe um par de sapatos na beira da praia poderia representar os estudantes vítimas do acidente mencionado. Fitas amarelas vistas em um carrossel também podem estar relacionadas ao incidente, já que foram o símbolo utilizado para as cerimônias de luto das vítimas.

 

O grupo foi cauteloso em sua resposta sobre tal especulação, mas da mesma forma, também não negaram.

 

“Eu sinto ter grande responsabilidade no acidente, sendo um cidadão coreano”, disse Rap Monster. “Quero deixar espaço para várias interpretações.”

 

legenda da foto: Uma cena do mv “Not Today”

 

Outra faixa presente no álbum, “Not Today,” tem um verso que diz “quebre o teto de vidro que prende você”.

 

O uso do termo “teto de vidro” estimulou discussões sobre se os membros do grupo – que não aparentam estar presos por qualquer tipo de “teto de vidro” – usar o termo de maneira apropriada.

 

“Eu escrevi essa letra para dizer que todos nós não podemos ficar calados em problemas sociais ou irregularidades, e que devemos estimular a discussão na sociedade como um todo” Rap Monster concluiu.

 

Fonte; kpopherald

Trans [eng]-ptbr; fer @ btsbr