btsbr.co.vu/archive & btsbr.wordpress.com
SITE: Bangtan Brasil - Fã Base
VERSÃO: 1.4 - SPEAK YOURSELF
DESDE: 29.03.2013
VISITAS: 5.272.752 ARMYs
Bulletproof Boy Scouts (em coreano: 방탄소년단) é um grupo masculino sul coreano de hip-hop formado pela Big Hit Entertainment. Geralmente conhecidos como BTS, são também chamados de Bangtan ou Bangtan Boys. Eles estrearam em 13 de junho de 2013 com sua... LEIA MAIS
SEJA BEM VINDO À BANGTAN BRASIL, A PRIMEIRA E MAIOR FÃ BASE BRASILEIRA DO BTS. FEITA DE FÃ PARA FÃ!

Tag: popcrush

Publicado em 27.06.2018
[NEWS] O Guia Definitivo das Canções do BTS: Todas as 97 músicas, classificadas pelo fandom ARMY
Quer ver qual posição sua música favorita se encontra na lista?

Em meio ao aniversário de cinco anos (13 de Junho), o grupo sul-coreano BTS continua a trilhar uma jornada de sucesso nos Estados Unidos, encantando seus fãs – novos ou antigos – com seus refrões viciantes, coreografias impecáveis e personalidades cativantes. Com tantas músicas em sua crescente discografia, 97 para ser exato, caso você seja um novo membro da fanbase, ARMY, inicialmente pode parecer impossível encontrar uma maneira correta de ouvir o grupo. Deveria ser a partir do primeiro lançamento em 2013, com 2 COOL 4 SKOOL, ou a partir do seu mais recente álbum, Love Yourself: Tear ?

Felizmente, o restante deste fandom mundialmente conhecido pode te ajudar: Por meio de uma enquete, a PopCrush perguntou aos fãs desta dedicada fanbase que votassem em suas músicas favoritas para que as canções do BTS fossem classificadas com precisão a partir do ponto de vista dos fãs. (No processo de votação, não incluímos os inúmeros  lançamentos ou remixes em japonês, bem como as intros, outros ou skits em que os membros gravaram conversas em vez de músicas).

Com base nas respostas do fandom, compilamos a lista das músicas mais populares do BTS, classificadas de acordo com o ARMY. Quer ver qual posição sua música favorita se encontra na lista? Vamos começar!

 

  1. “24/7 – Heaven”

BTS possui um lado doce desde que realizou seu debut, e isso pode ser visto em “24/7 = Heaven”, uma faixa deslumbrante que narra a perspectiva de um adolescente apaixonado prestes a ir em seu primeiro encontro.

  1. “Outro: Luv in Skool”

Uma escuta fácil, essa mistura entre um ritmo lento e influências de R&B está presente em “Outro: Luv In Skool”, que encerra o EP O! RUL8,2 de 2013 do BTS, de uma maneira positiva.

95. “BTS Cypher Pt. 1”

Na primeira das icônicas cyphers do BTS temos J-Hope, RM e SUGA  se dirigindo de maneira ardente aos invejosos haters. A rap line impõe sua dominância como verdadeiros rappers que exigem não ser desprezados apenas porque fazem parte da indústria do K-pop.

  1. “Converse High”

Sem dúvidas, “Converse High” foi criada para iniciar uma crise de identidade entre os fãs de BTS. O que devemos fazer quando RM e J-Hope dizem que amam garotas que usam Converse de cano alto, enquanto Suga diz que curte garotas que usam Jordans? E quando Jimin diz para nunca usar Converse de cano baixo? Será que não podemos entrar em um consenso ?

  1. “Intro: O!RUL8,2?”

RM inicia o EP de 2013 do grupo com alguns conselhos sábios, tudo em inglês: “Nada dura para sempre / Você só vive uma vez / Então viva sua vida, não a de qualquer outro / Agarre oportunidades e nunca se arrependa, nunca / Nunca se atrase em fazer algo que você quer fazer agora”.

  1. “If I Ruled the World”

Uma música de hip-hop de meio-tempo inspirada na versão de Nas de 1996 e na música original de Kurtis Blow de 1985 com o mesmo nome.

  1. “Intro: The Most Beautiful Moment in Life”

Uma introdução brutal ao altamente celebrado The Most Beautiful Moment in Life Part 1, o rap solo de Suga é uma exploração do medo, da pressão dos colegas e do desconhecido que é enfrentado por um adolescente à beira da idade adulta.

  1. “ Intro: 2 Cool 4 Skool (feat. DJ Friz)”

No início da carreira do BTS, as intros de cada álbum eram o playground de RM: seus rap solos  ditavam o tom do álbum. Dito isso, “Intro: 2 Cool 4 Skool”, revela o BTS como uma voz representativa para o adolescentes  e aqueles no início de seus 20 anos.

  1. “Hip Hop Lover”

Assim como o título sugere, “Hip Hop Lover” é uma carta de amor a todos os artistas favoritos do BTS que os inspiraram a fazer rap, referenciando Epik High, Jay-Z, CL, Nas, Dogmatic e Eminem.

  1. “Intro: Skool Luv Affair”

“Intro: Skool Luv Affair” da rap line é uma das introduções mais fofas do grupo e apresenta os diferentes estilos de hip-hop de cada membro misturado com adoráveis discussões sobre qual é o melhor. Alerta de spoiler: RM ganha.

  1. “Interlude: Wings”

Um pequeno, doce, tropical dance single que encoraja os fãs a voar nas asas dos seus sonhos.

  1. “Intro: What Am I to You?”

A introdução de Dark & Wild, “Intro: What Am I to You?”, é o preâmbulo do álbum que conta a história de um amor adolescente que rapidamente se torna amargo. Sendo um rap solo de RM, este faz um trabalho incrível ao alternar as letras alegres para grunhidos enquanto grita nos versos finais da música. Aqueles sentimentos de adoração e traição em nome do amor são transmitidos com facilidade por RM, dando o tom para o resto do álbum.

  1. “Outro: Does That Make Sense?”

A vocal line (integrantes Jungkook, V, Jimin e Jin) encerra o Dark&Wild com uma melodia lenta e sensual que suplica por um encerramento após um rompimento ruim.

  1. “N.O”

O primeiro comeback single do BTS, “N.O”, é um dos primeiros exemplos do grupo assumindo uma visão crítica dos costumes problemáticos que normalmente não são discutidos na cultura coreana, muito menos no K-pop. Em “N.O”, os integrantes destacam as dificuldades que os estudantes enfrentam enquanto estudam incessantemente para os vestibulares, que são notoriamente difíceis na Coréia do Sul. Suga lamenta ao dizer: “Quem nos fez máquinas de estudo?”, enquanto RM imagina, “Isso realmente fará nossos pais felizes?”.

  1. “Outro: Circle Room Cypher”

A primeira Outro do grupo mostra os integrante conversando entre si antes de SUGA interromper: “Eu escrevi uma batida matadora!”. Os integrantes então decidem fazer uma cypher e se revezam no freestyle. É extremamente divertido ouvir os meninos zoando uns aos outros e ver a vocal line tentando fazer rap e atingindo certos níveis de sucesso.

  1. “Look Here”

Com um vigoroso backbeat*, riffs de guitarra e letras atrevidas sobre tentar impressionar uma garota, “Look Here” é uma reminiscência de artistas como George Michael, Prince e Michael Jackson.

  1. “Blanket Kick”

“Blanket Kick” narra uma perspectiva única de um menino que age cruelmente com sua paixão quando este se depara com ela, e quando retorna para casa deita em sua cama e chuta seus cobertore, irritado com sua atitude. A música lida com o tópico do amor jovem de forma honesta e doce, mesmo que o menino não consiga expressar seus sentimentos pessoalmente.

  1. “Outro: Propose”

A outro da vocal line é basicamente é uma proposta, onde se jura amor ao ouvinte em uma faixa final fofa.

 

  1. “Skit: On The Start Line”

Acompanhado apenas de um piano, RM narra sua experiência como um trainee na Big Hit Entertainment e o que significa realmente realizar seu debut como idol, como também,  compartilha o que costumava pensar, “Quando realizar meu debut, conquistarei a indústria da música”. Se ele soubesse o que o futuro reservava a ele.  

  1.  “I Like That”

“I Like It” é o perfeito exemplo do que o BTS faz de melhor; a faixa apresenta todas as assinaturas do grupo, incluindo um refrão fácil e fluído com R&B, um ritmo relaxado e um sólido rap. Mesmo que eles experimente outros gêneros musicais, faixas como “I Like It” provam que BTS ainda é o mesmo grupo que eram há cinco anos atrás.

  1. “2nd Grade”

Este é o tipo de música que é impossível não querer sorrir ou dançar. “2nd Grade” é uma música que celebra o segundo ano da BTS como um grupo.

  1. “Am I Wrong”

Uma das últimas faixas de Wings, essa música jazzística usa o sample da faixa “Am I Wrong” de Keb’ Mo’s, mas é até aí que existem as semelhanças. Enquanto a música original é sobre um caso de amor secreto, a versão do BTS assume um olhar crítico sobre um turbulento período político que viveu a Coreia do Sul, incluindo o impeachment da presidente Park Geun-Hye. “Cegonha contra crow-tits** guerreando todos os dias”, SUGA diz, fazendo referência a um provérbio coreano que diz que um crow-tit que anda como uma cegonha todos os dias romperá suas pernas. O provérbio ajuda transmitir a mensagem do BTS sobre a disparidade entre políticos e as pessoas que são eleitas para representar.

  1. “Satoori Rap”

Em coreano, a palavra “satoori” pode ser traduzida como “sotaque” ou “dialeto”, e dois dos dialetos mais conhecidos são das províncias de Gyeongsang e Jeolla. O  integrante SUGA vem da província de Gyeongsang via Daegu, e J-Hope é de Gwangju, na província de Jeolla. “Satoori Rap” permite que eles façam rap nos dialetos de suas cidades natais, criando um rap único que, caso você seja de uma daquelas províncias, se sinta ainda mais especial.

  1. “BTS Cypher Pt. 2: Triptych”

As cyphers do BTS são usadas pela rap line como uma plataforma para criticar alguém ou parte da sociedade, e seguem uma estrutura onde cada membro faz rap um após o outro. Na segunda cypher do BTS, o foco é voltado contra o rapper B-Free que fez comentários sobre o grupo. Embora os comentários oficiais nunca tenham sido compartilhados, é fácil de deduzir que ainda havia ressentimento sobre o incidente.

  1. “Would You Turn Off Your Cell Phone?”

“Would You Turn Off Your Cell Phone?” fala sobre um sentimento que todos já sentiram. A música é uma crítica às pessoas que vivem suas vidas por meio de seus celulares, tirando selfies e mandando mensagens de texto, ao em vez de estarem ativamente presentes. As letras “Eu não vim para ver seu telefone ou comida, mas para ver você” é especialmente correlacionável nos dias de hoje.

  1. “134340”

O título desta música não é apenas uma formação aleatória de números: “134340” é na verdade o novo número designado do antigo planeta Plutão. BTS relacionou o rebaixamento do planeta em uma canção sobre o sentimento de alienação daqueles ao seu redor.

  1. “Ma City”

O BTS tem muito orgulho por ter vindo de várias regiões da Coreia do Sul. Coloque um  backbeat mordaz e esta música é uma mensagem especial para cada uma das suas cidades natais, incluindo Gwangju, Busan e Ilsan.

  1. “We On”

Caso as cyphers não fossem o bastante, BTS não tem medo de escrever faixas que dizimam “guerreiros do teclado” que odeiam o grupo online. Eles derrubam descrentes, rappers que acham que não são autênticos e que odeiam a indústria do K-pop. A melodia da música não é incrivelmente complexa; mas é sobre tomar uma posição e dizer aos inimigos como o grupo realmente se sente.

  1. “Outro: Wings”

Quando o grupo retornou com You Never Walk Alone, em 2017 com uma versão repackaged do álbum Wings, o BTS transformou “Wings” de um interlúdio em uma outro com um verso adicional de J-Hope.

  1. “Path”

Os integrantes do BTS são capazes de encontrar conforto em suas decisões do cotidiano,  escrevendo músicas introspectivas. Isso pode ser visto em “Path”, que questiona como seria a vida de cada um dos membros se eles nunca tivessem decidido seguir seus sonhos e se tornassem ídolos da música. Essa música sempre terá um lugar especial nos corações dos ARMYs depois que o BTS chorou enquanto cantava na última noite da turnê Wings.

  1.  “Reflection”

A contribuição solo de RM, “Reflection”, é um momento de introspecção do rapper, que confessa toda sua indecisão, ansiedade e tristeza ao ouvinte. Sua dor pode ser sentida quando ele canta “Eu gostaria de poder me amar”. Mas, como aqueles que escutam ao “Wings”, RM está em uma jornada, e o conhecer suas lutas faz de sua auto-afirmação de amor ao final do álbum muito mais doce/incrível.

  1. Begin

O single solo de Jungkook em Wings foi escrito por RM e é sobre o amor e apoio que irmãos compartilham entre si – nesse caso, entre Jungkook e os demais integrantes (Ele é o membro mais novo e compartilha seu desejo sobre querer aliviar os problemas que seus irmãos enfrentam).

  1. Spine Breaker

Uma música tão brutal quanto seu nome, “Spine Breaker” fala sobre o classismo, a ganância, a pressão dos colegas e como o dinheiro afeta as pessoas. Os integrantes chamam as crianças mimadas que exigem roupas caras de “quebradores de coluna”, pois seus pais precisam trabalhar duro para conseguir manter esse estilo de vida, e acabam se machucando para isso. É uma música que, de fato, coloca os desejos e necessidades da infância em perspectiva: vale a pena parecer legal às custas do bem-estar de seus pais?

64. “Miss Right

Tudo o que precisa ser dito sobre essa música é que SUGA, que frequentemente não se considera romântico, faz o rap “Ao invés de segurar bolsas de marca, você segura minha mão/ Ao invés de ciúmes e inveja, você entende minha natureza/ Com você, eu planejo meu futuro/ No meio de alguns de nossos sapatos, há um par de tênis de bebê”. Se acalme, coração pulsante.

  1. Where Did You Come From?

Sintetizadores do tipo costeiro* são a primeira coisa que você escuta nessa música. A segunda é a letra, onde os integrantes flertam com o ouvinte descaradamente. “Where Did You Come From?” é uma música sobre amor à primeira vista e o que as pessoas estão dispostas a fazer por ele, a ponto de tentar convencer a garota a terminar com seu namorado.

  1. Danger

O single de comeback do primeiro álbum do BTS é uma faixa explosiva destacando o mais puro conceito macho-alfa que era característica proeminente do começo da carreira do grupo. A batida pesada que vem com o começo do refrão cria uma adrenalina a cada ouvida.

  1. Outro: Love Is Not Over

Essa outro segue com o tom de romantismo sonhador que aparece em outras músicas do The Most Beautiful Moment in Life Part 1, como “Hold Me Tight”. Além disso, podemos falar sobre aqueles agudos?

  1. Just One Day

A força de “Just One Day” está em sua coreografia, com cada integrante tendo seu momento de destaque confessando seus sentimentos a um interesse romântico. Interesse romântico. A melhor forma de pegar a dança no geral, contudo, não é assistindo ao vídeo clipe da música, mas sim a “Appeal Version” do vídeo de ensaio da coreografia. Ele realmente mostra as personalidades leves do grupo – especialmente a do V, que não parava de rir.

  1. Hold Me Tight

Apresentando letras sonhadoras e composição musical do V, “Hold Me Tight” é a joia secreta no The Most Beautiful Moment in Life Part 1. O rap de RM, SUGA e J-Hope não domina o sentimento suave da música, e a harmonia dos vocais eleva a faixa à um outro nível.

  1. Outro: Her

A rap line experimenta com o jazz suave na faixa de encerramento do Love Yourself: Her, de 2017. Ao falar da faixa para a Billboard, RM compartilhou, “A ideia está em dizer que o amor não é apenas sobre felicidade, não apenas sobre alegria ou prazer. Se você quer amar uma pessoa, você deveria saber que existem lágrimas e até ódio envolvidos. Eu acho que um amor de fato inclui tudo isso. Era isso que eu estava tentando dizer. É complexo”.

  1. A Supplementary Story: You Never Walk Alone”

A relação entre o BTS e os ARMYs é um amor recíproco que pode ser especialmente sentido em “A Supplementary Story: You Never Walk Alone”. O grupo reafirma aos fãs que, em qualquer circunstância, o BTS sempre estará do lado deles: “Eu nunca ando sozinho / De suas mãos, eu sinto seu calor / Você nunca anda sozinho / Me sinta, você não está sozinho também.”

  1. Stigma

O single solo do V em Wings é uma faixa de cortar o coração sobre tentar lidar com uma culpa insuperável. Sonoramente, o som neo-soul** da música abre o caminho para o posterior single, “Intro: Singularity”. Sua habilidade vocal para ir de falsetes agudos a tons graves pode fazer o ouvinte se arrepiar – especialmente quando ele pergunta “Você está me chamando de pecador?”.

  1. Attack on Bangtan

Consiga um grupo que consegue escrever sua própria música de auto-exaltação! “Attack on Bangtan” chega e mostra que o BTS está aqui para ficar, com seu toque de hip-hop poderoso. “Quem somos nós?”, o líder RM grita durante o refrão. O restante do grupo rapidamente responde: “Somos o BTS!”. Esse é o tipo de música que faz os fãs irem à loucura quando eles se apresentam ao vivo.

  1. War of Hormone

O segundo single do álbum Dark & Wild, “War of Hormone” segue com a tendência do grupo em misturar influências do hard rock e hip-hop, facilmente identificadas em “Danger”. Através das letras um pouco estranhas, “War of Hormone” é uma ótima demonstração dos tons graves e rosnados do V.

  1. Coffee”

Essa faixa é uma regravação da música de mesmo nome do grupo de R&B coreano Urban Zakapa. Ela compara o relacionamento com uma garota a diversos tipos de café: doce no início, mas com um gostinho amargo.

  1. MAMA”

Enquanto as faixas solo dos demais integrantes em Wings focaram no crescimento e paixões pessoais de cada membro, a música de J-Hope, “MAMA” tem uma história muito mais doce: ela é sobre seu amor pela mãe. Para apoiar a paixão de J-Hope pela dança, sua mãe teve que aceitar um emprego no exterior. Agora, ele consegue auxiliar sua mãe e mantê-la ao seu lado.

  1. Jump

Seguindo o conceito de garoto escolar do EP Skool Luv Affair está “Jump”, que fala sobre a importância de manter uma inocência juvenil quando se trata da vida. Os integrantes desejam ser como os super heróis que idolatravam quando crianças; se sentir alegres e livres. Se agarrando a esse espírito, o BTS está pronto para ser uma nova geração de super heróis, lutando por seus fãs.

  1. Never Mind”

Abrindo [o álbum The Most Beautiful Moment in Life Pt. 2] para a aclamação e aplausos dos AMRYs está “Intro: Never Mind”, um relato autobiográfico da vida de SUGA durante a adolescência. SUGA, um rapper e escritor talentoso que sabia que a música era seu sonho desde criança, encoraja a si mesmo e aos fãs à enfrentar suas derrotas e continuar lutando por seus sonhos: “Se você sentir que vai bater então acelere mais, seu idiota / Nós somos muitos jovens e imaturos para desistir”.

  1. We Are Bulletproof Pt. 2

O conceito macho-alfa do BTS está completamente amostra em “We Are Bulletproof Pt. 2”, que apresenta letras pretensiosas declarando o grupo melhor do que outros rappers ídolos.

  1. Awake”

A contribuição individual do Jin para o álbum do grupo de 2016, Wings, “Awake”, é uma música onde ele compartilha sua determinação para superar todos os obstáculos que aparecem em seu caminho, mesmo quando eles parecem intransponíveis. Em um momento de ternura, ele até divide que quando se sente assustado, ele segura firmemente suas seis flores – uma alusão aos outros membros.

  1. No More Dream”

O primeiro single do grupo é uma tentativa de libertar ouvintes adolescentes que sentem que devem sacrificar suas paixões e sonhos para ter sucesso na vida. O BTS se solidariza com o ouvinte, dividindo como eles têm vivido a mesma retórica, mas ao invés disso, escolheram perseguir seus sonhos: “Os adultos e os meus pais continuam incutindo sonhos confinados em mim / A carreira número um do futuro é funcionário do governo?”. Uma força dominante, J-Hope complementa, “Rebele-se contra a sociedade infernal, sonhos são um perdão especial / Pergunte a si mesmo sobre seu perfil de sonho / Torne-se o principal assunto da sua vida que sempre foi suprimida”.

  1. Intro: Singularity

Com letras escritas por RM, a música no estilo neo-soul tem um som melancólico e com lento groove que complementa os vocais roucos e emotivos do V. Um dia após seu lançamento, o vídeo [clipe] de “Singularity” havia superado 12 milhões de visualizações no YouTube – um enorme feito, já que continha apenas um integrante do grupo.

  1. Boyz With Fun”

Bangtan Sonyeondan? Após ouvir a “Boyz With Fun”, há apenas Heungtan Sonyeondan: os garotos divertidos! Com uma banda de metal barulhenta ao fundo, a voz dos integrantes salta por toda a faixa, do rap elétrico do RM aos vocais de destaque do Jimin, à… excêntrica tentativa do V ao tentar fazer rap. Essa música é do tipo que é impossível de não se dançar: é a felicidade pura engarrafada.

  1. Dimple”

Você acredita em amor à primeira vista? E em amor à primeira vista pelas covinhas de alguém? Essa é a base dessa faixa. A letra até tem uma parte atrevida: “Essas covinhas são ilegais / Então eu te chamo de garota ilegal*” [ilegal em inglês se escreve illegal, e a tentativa da música foi fazer um trocadilho com essa palavra, juntando-a com a palavra girl, garota em inglês].

  1. Lost”

Cantada pelos vocalistas do grupo, Jimin, Jin, V e Jungkook, “Lost” está sob a perspectiva de alguém que está seguindo seus sonhos, apesar das adversidades e constantes recuadas. Com tantos obstáculos, os membros começam a questionar o caminho em que estão, antes de afirmarem que tem paixão suficiente para atingir seus sonhos. O BTS não tem medo de mostrar hesitação, luta entre outros sentimentos. “Lost” é reconfortante para aqueles se sentem da mesma forma.

  1. Boy In Luv”

De forma simples: essa música é icônica. Apresentando uma mistura de rock e hip-hop que o BTS tira de letra, “Boy In Luv” despeja toda a bravata da banda em uma música romântica. Essa música é perfeita para destacar as diferentes extensões da linha vocal, do agudo insano do Jimin, ao brilhante refrão de Jungkook e Jin e notas graves do V.

  1. First Love”

O rapper SUGA rouba corações dos fãs ao redor do mundo com “First Love”, uma faixa emocional de autoria do rapper que fala sobre sua relação com a música que se iniciou com o aprendizado de piano quando era criança.

  1. So What”

Uma faixa enérgica desde o início, “So What” é uma boa explosão de EDM, feita para os fãs gritarem junto nos shows.

  1. Paradise”

“Paradise” habilmente oferece conforto aos ouvintes que possam se sentir perdidos, e enquanto a letra fala sobre sentimentos de falta de perspectiva, o BTS insiste que não há problema em desacelerar e reconsiderar qualquer plano para o futuro. Apresentando um rap relaxado e notas de R&B, o groove lento de “Paradise” é um oásis de calma em Love Yourself: Tear.

  1. Intro: Boy Meets Evil”

“Intro: Boy Meets Evil” não é apenas a faixa de abertura de Wings, mas também a abertura da apresentação do BTS no MAMA Awards de 2016. Apresentando Jimin e J-Hope, a coreografia da música foi uma das mais fascinantes da cerimônia, e a habilidade da dupla em dançar em perfeita sincronia enquanto Jimin estava vendado apenas demonstrou o quão talentoso o BTS é.

  1. 2! 3! Desejando Dias Melhores”

Prepare seus lenços de papel, porque “2! 3! Desejando Dias Melhores” é uma música pesada. A faixa demonstra apoio aos fãs em tempos difíceis, e os integrantes apontam que, apesar de não poderem prometer aos fãs que tudo será perfeito, eles podem ajudá-los a esquecer seus problemas.

  1. “Rain”

Uma canção suave de jazz com uma batida hip-hop, “Rain” é a perfeita música sonhadora para escutar em um café em Seul durante uma tempestade.

  1. Sea”

“Sea” é uma canção oculta do Love Yourself: Her, e não está disponível para que compra o álbum online – os fãs precisam comprar cópias físicas para ouvi-la. A guitarra doce e cândida dá a base para o BTS compartilhar a dor de ouvir que eles nunca seriam astros de sucesso do K-pop. Os integrantes mostram gratidão por seu atual sucesso, mas ainda conseguem lembrar claramente a sensação de ser menosprezado.

  1. Best of Me”

Best of Me”, uma parceria com o The Chainsmokers, é uma mistura divertida entre os dois artistas, e mistura uma batida destruidora de EDM no refrão aliada com as letras cativantes do BTS.

  1. Go Go”

A canção de apoio do single promocional “DNA”, “Go Go” é uma faixa que não possui muita profundidade – mas hey, ela não precisa disso. Com um uso moderno da flauta em uma música de hip-hop, “Go Go” encoraja os ouvintes a usar todo o seu  batalhado dinheiro e se permitir aproveitar por apenas um dia indo às compras, tendo um bom jantar ou festejando.

  1. 21st Century Girls”

Os fãs do BTS consideram “21 Century Girls” um hino feminista, uma pauta que o K-pop raramente fala sobre. A música serve como um veículo para o BTS pedir às mulheres que amem a si mesmas e saibam o seu valor: “Para as garotas do século 21, diga a elas que vocês são fortes, diga a elas que vocês são o suficiente.”

  1. Intro: Serendipity

A música de introdução do mini-álbum de 2017 Love Yourself: Her é uma canção solo do Jimin. Ela foi lançada antes do álbum como um teaser para aumentar a empolgação dos fãs, mas continua sendo um belo ambiente para complementar os vocais suaves e emocionantes do Jimin.

  1. “Lie”

A frente de “Intro: Serendipity” está “Lie”, outra canção do Jimin, uma mistura perfeita de belos vocais e uma melodia obscura e perigosa. O uso impressionante de violinos, grandes vocais harmoniosos e sintetizadores juntamente com o tom doce do Jimin fazem de “Lie” uma canção que não pode ser ignorada.

  1. Love Maze”

A premissa de Love Yourself: Tear é que o amor é complexo e possui lados belos, obscuros e tristes. “Love Maze” conta uma história sobre dispensar aqueles que são pessimistas com um relacionamento. A canção é uma das duas escritas e produzidas pelo DJ Swivel, que já trabalhou com todo mundo desde a Beyoncé até o The Chainsmokers.

  1. Whalien 52”

“Whalien 52”, uma mistura de alusões a baleia de 52 Hertz e um alienígena, conta a história da “criatura mais solitária do planeta”, e a única de sua espécie. Ela libera a sua chamada de acasalamento a uma frequência muito alta para que outros ouçam, e apesar de toda a solidão da criatura, o BTS canta com esperança sobre o futuro. Os vocais altos e doces são uma lembrança dos chamados da baleia.

  1. “Moving On”

Existem certas canções que podem levar o ouvinte de volta a um lugar conhecido, e o BTS eleva esse sentimento com “Moving On”, uma carta de amor ao primeiro dormitório compartilhado do grupo. Na música, o BTS compartilha memórias sobre viver juntos no começo de sua carreira e igualam a ideia de mudar para um novo dormitório juntos a mudar de perspectivas na vida. Cada um deles interpreta essa mudança de modo diferente: J-Hope fala de brigas bobas e SUGA compartilha as dificuldades de ser uma criança que se muda com frequência. RM finaliza todas as suas perspectivas perfeitamente: “Este lugar tem o nosso cheiro / Não devemos nos esquecer desse aroma, onde quer que estivermos / Nós choramos demais e rimos demais, mas foi tão bonito / Nonhyungdong, 3º andar, obrigado.”

  1. Not Today”

Chamando todos os azarões! Precisa de uma música pra te animar de manhã, tocar a todo volume no carro de volta para casa ou te incentivar a correr mais cinco minutos na esteira? A procura acabou com “Not Today”. Essa canção talvez tenha uma das coreografias mais impressionantes do BTS, intensificada pelas dezenas de dançarinos atrás deles.

  1. Run”

Depois do lançamento de The Most Beautiful Moment In Life Part 1, conhecido como o EP que lançou o BTS ao estrelato globalmente, as expectativas para seu single seguinte eram altas, e “Run” não decepcionou. Uma mistura de rock britânico e hip-hop, a música abre com o toque suave de uma guitarra até que se transforma em uma tempestade poderosa. O BTS fala sobre a relação destrutiva que seus integrantes lutam para manter viva. “Vamos correr, correr, correr novamente / Não consigo evitar / É tudo que posso fazer de qualquer jeito / Tudo que sei é como amar você.”

  1. Outro: House of Cards”

Um castelo de cartas nunca dura – é frágil, delicado, fácil de destruir. O BTS pega essa ideia e aplica a um relacionamento em “Outro: House of Cards”. As harmonias da canção se alinham de modo belo enquanto a faixa se encaminha para um clímax emocional e os vocais do Jimin e do V são destaques.

  1. Dope”

Dope, o segundo single promocional de The Most Beautiful Moment in Life Part 1, depois de “I NEED U”, é um exemplo clássico do estilo hip-hop do BTS. Ele apresenta uma mistura de eletrônico e hip-hop com um sintetizador forte. “Dope” é uma declaração do orgulho que vem do trabalho duro e perseverança.

  1. BTS Cypher Pt.3: Killer”

Talvez a mais intensa das cyphers é sua 3ª parte, “KILLER.” Na faixa, RM, J-Hope e SUGA destroem outros rappers que tentam diminuir a credibilidade do BTS chamando-os de “rappers ídolos” (em outras palavras: sem talento). “O ponto principal desse álbum é a Cypher”, diz o rap do RM. “Quando esta faixa começa, aqueles que nos odeiam ficam em silêncio. Nessa cena ilegal, essa faixa é a lei.”

  1. “Let Me Know”

Uma das primeiras canções de aspecto sonhador do BTS foi “Let Me Know” de 2014, escrita e produzida pelo SUGA. “Let Me Know” foca no sentimento horrível, vazio e desesperador da necessidade de encerramento quando alguém parte seu coração. O agudo do Jimin no final da faixa é absolutamente destruidora.

  1. “Fire”

Com o lançamento de The Most Beautiful Moment in Life 1 e 2, o BTS começou a expandir constantemente seu império musical crescente, e a potente “Fire” ajudou a acelerar o ritmo. A música recebeu um certificado de “all-kill”, o que significa que ficou na 1ª posição em todas as paradas de streaming coreanas.

  1. “Autumn Leaves”

Comparando um romance em decadência com as folhas que caem no outono, o BTS tenta salvar um relacionamento fadado ao fim desde seu começo em “Autumn Leaves”, uma canção lenta e sensual de R&B. Seus companheiros de K-pop EXO samplearam a mesma música para seu single de 2016 “They Never Know”, mas o BTS a criou a sua maneira.

  1. “Butterfly”

“Butterfly” é gentil e bela, mas com partes obscuras, comparando o simples encontro com uma borboleta com o medo de perder alguém querido. Não só é um trabalho difícil de ignorar, mas mostra uma das maiores forças do BTS: a habilidade de se abrir e ser vulnerável em relação a tópicos difíceis.

  1. “Silver Spoon”

“Silver Spoon” é uma das maiores críticas do BTS a cultura sul-coreana, falando de tudo desde jovens trabalhadores de meio-período não recebendo pagamento justo até as discrepâncias entre as gerações mais velhas e mais novas. Principalmente, o grupo pede por ações contra as regras injustas e as expectativas colocadas sobre os jovens coreanos. “Mudem as regras, mudem, mudem / Aqueles que vieram antes de nós querem mantê-las / Mas nós não podemos fazer isso, bang bang / Isso não é normal,” eles proclamam.

  1. “I NEED U”

Através de um passo fora da zona de conforto do hip-hop do BTS, “I NEED U” foi um risco que lhes rendeu grandes frutos, ajudando o grupo a romper as barreiras do K-pop. É uma canção eletrônica suave cheia de sintetizadores delicados e um chamativo clímax de EDM. “I NEED U” cresceu com a já forte composição, vocal e coreografia do BTS, e os colocou sob novos holofotes, definitivamente dando início a sua dominação mundial.

  1. “DNA”

Se “I NEED U” marcou a primeira fagulha da popularidade do BTS, “DNA” acendeu o fogo completamente. A canção de electro pop, parte do mini-álbum de 2017 Love Yourself: Her, conseguiu impressionantes 21 milhões de visualizações nas suas primeiras horas de lançamento do clipe, e os números continuaram aumentando. Atualmente, a música possui mais de 408 milhões de visualizações.

  1. “Tomorrow”

Uma favorita entre os fãs, “Tomorrow” aborda os sentimentos de inadequação e frustração sentidos pelas gerações mais jovens, especialmente quando se trata de encontrar empregos e alcançar sonhos. SUGA diz em seu rap, “Jovens de 20 e tantos anos desempregados têm medo do amanhã / É engraçado, você acha que tudo é possível quando você é criança.” Ainda assim, dentro de toda sua furiosa reflexão, os integrantes encontram um jeito de serem positivos: “Eu grito de frustração, mas o ar ecoa vazio / Eu espero que o amanhã seja diferente de hoje.”

  1. “BTS Cypher Pt. 4”

A última cypher oficial do BTS, “Pt. 4”, confronta as críticas ao grupo não respondendo-as, mas ignorando-as com amor próprio. Com respeito por eles mesmos e por sua carreira, RM, J-Hope e SUGA dizem aqueles que os odeiam que eles deveriam redirecionar toda a energia que usam falando mal do BTS para focar em suas próprias vidas, mas não sem algumas boas cutucadas, por que o que seria uma cypher sem elas? “Eu amo a mim mesmo,” eles entoam no refrão, “Vocês haters deveriam se amar.”

  1. “Epilogue: Young Forever”

“Epilogue: Young Forever” mostra o desejo dos membros de continuar sendo jovens, apresentando-se para seu público e alcançando seus sonhos. Sua inocência jovial e paixão obstinada podem ser sentidas quando Jin canta, “Mesmo quando eu cair e me machucar / Eu continuo correndo em direção ao meu sonho.”

  1. “Mic Drop”

O swag do BTS se mostra em “Mic Drop”, uma faixa de excelência de hip-hop que mostra o grupo avançando em sua música enquanto se mantém fiel a suas raízes. Com uma bateria pesada e canto repetitivo, o BTS se orgulha de seu sucesso, até mesmo falando de sua vitória como Melhor Artista Social na Billboard em 2017. Quando a música foi remixada por Steve Aoki, ela foi ainda mais longe em termos de fama: Atualmente, o clipe do remix tem mais de 271 milhões de visualizações.

  1. “Pied Piper”

Pied Piper é uma canção de disco moderna inspirada pelo conto famoso de mesmo nome (O Flautista de Hamelin, em português). A história fala de um flautista mágico encarregado de levar os ratos para longe de uma cidade, mas quando os responsáveis se recusam a pagá-los, ele acaba roubando seus filhos como vingança. Aqui, o BTS encarna o papel do flautista e seus fãs são as crianças, que eles distraem de seus estudos com sua música. É um reconhecimento grato do poder que o grupo tem sobre a vida do seu ARMY, dizendo, “Se eu estou destruindo você agora por favor me perdoe / Porque você não pode viver sem mim / Porque você sabe tudo isso / Eu estou controlando você.”

  1. “Magic Shop”

Produzida pelo Jungkook, “Magic Shop” é uma carta de amor para seu fervoroso ARMY que quer criar um lugar onde os fãs podem se encontrar com o BTS e achar conforto um no outro. Os integrantes SUGA, RM e J-Hope fazem seu rap sobre uma batida leve enquanto eles amavelmente admitem que os ARMYs são a real razão do grupo para existir. Eles também fazer referência a “Best of Me” de Love Yourself: Her, mas alteram a mensagem. Agora é o ARMY que dá a força ao BTS para continuar trabalhando.

  1. “Anpanman”

“Anpanman” é um herói de um desenho animado japonês com uma cabeça feita de pão. Ele não é o mais forte de todos, mas ainda espalha alegria, o tipo de herói que o BTS também afirma ser. Com “Anpanman”, o grupo mistura o hip-hop dos anos noventa com altos sons para providenciar energia e esperança através da faixa e sua empolgante apresentação nos palcos, mas o refrão da canção é indiscutivelmente seu ponto alto, fazendo com que os ouvintes queiram dançar, mas também afirmando que, não importa quanto sucesso o BTS alcance, eles nunca irão perder sua verdadeira essência.

  1. Airplane Pt. 2”

Inspirada no single solo do J-Hope “Airplane”, o resto do BTS compartilha seus sentimentos na sequência da canção, “Airplane Pt.2,” uma faixa influenciada pelo pop latino que fala da vida turbulenta e imprevisível de um ídolo de K-pop.

  1. Outro: Tear

O outro em posição mais alta e mais recente do Love Yourself: Tear. Como seu título, a faixa trabalha com os múltiplos significados da palavra “tear” para explicar um término angustiante. Esta canção traz RM em sua forma mais apaixonante: Seu rap é tão feroz e cru que os ouvintes conseguem sentir o tamanho de sua dor.

  1. “Save Me”

Uma inteligente fusão entre o trop house e o future bass, “Save Me” transforma um pedido de socorro em uma serenata pronta para o rádio. As letras mostram os integrantes pedindo que um interesse romântico os salve de sua ansiedade e loucura, a afeição agindo como uma solução para seus problemas. O clipe que a acompanha mostra os sete integrantes apresentando uma coreografia harmoniosa em um dia chuvoso na praia. O céu escuro e a paisagem sem fim solidificam o aspecto sonhador da canção.

  1. “Blood, Sweat & Tears”

“Blood, Sweat & Tears” entra na onda do Moombahton trap popular na época de seu lançamento, provando a habilidade do BTS em atrair o mercado global. A faixa lida com um amor que é doce, mas sinistro, muito bom para ser verdade e que está sugando a vida de seus integrantes. A letra também usa de forte simbolismo religioso, incluindo linhas como, “Bochechas de chocolate e asas de chocolate / mas suas asas são as asas do diabo / há um amargo ao lado de seu doce,” e o clipe da música é tão complexo quanto: os fãs criaram teorias ao redor das obras de arte, as asas de anjo cortadas do V e o livro que RM lê.

  1. “The Truth Untold (Ft. Steve Aoki)”

O BTS trabalhou junto com Steve Aoki na balada desoladora “The Truth Untold”, fazendo esta sua segunda colaboração com o DJ e produtor americano. Mas onde o remix de Aoki de “Mic Drop” é um turbulento hino para festejar, “The Truth Untold” tem um som calmo e melancólico com uma melodia simples, permitindo que os vocais de Jimin, Jin, Jungkook e V tomassem a posição central. É uma canção realmente bela e emotiva.

  1. “Fake Love”

O último single do grupo, “Fake Love” é uma canção do gênero future bass sobre se apaixonar tão perdidamente por alguém que você acaba perdendo sua própria identidade. Mas, como o BTS chega à triste conclusão, um amor baseado em acatar os desejos de alguém nunca dura: “Eu queria que o amor fosse tão perfeito quanto o amor em si / Eu queria que todas as minhas fraquezas fossem ocultas / Eu plantei uma flor que não pode desabrochar em um sonho que não pode se tornar realidade.” A mistura de passado, presente e futuro, “Fake Love” é uma compilação perfeita das letras emotivas do BTS e seu ouvido para tendências de produção.

1.“Spring Day

Levando o primeiro lugar em disparada está “Spring Day”, um dos dois singles do relançamento de seu álbum Wings como a versão You Never Walk Alone em 2017. Um hit instantâneo que garantiu ao BTS quatro primeiros lugares em programas musicais na Coreia, “Spring Day” mistura eletrônico, rock britânico e hip-hop alternativo em uma canção sonhadora cheia de saudades. É sobre sentir falta de alguém amado que se foi ou vive muito longe, e questionar se as coisas serão diferentes quando se encontrarem novamente. “Foi você que mudou? / Ou fui eu? / Eu odeio esse momento, esse tempo passando / Fomos nós que mudamos / Todos são assim, eu acho,” diz o rap do SUGA. O clipe da música também faz referência a Aqueles Que Se Afastam de Omelas, uma história curta sobre uma cidade onde tudo é perfeito graças a vida miserável de uma criança. Quando descoberto, alguns escolhem ficar, mas outros não podem ignorar a injustiça. É uma imagem do trabalho do BTS: suas músicas e vídeos frequentemente lidam com a ideia de que a perda da inocência muda a vida de alguém para sempre, e “Spring Day” captura esse sentimento de um jeito estonteante.

 

*um ritmo que atrasa a batida da música ou dá a impressão de que está atrasada

**uma espécie de pássaro usado como referência em inúmeras músicas do BTS

***Do termo em inglês “coastal synthesizers”, que é um tipo de sintetizador, dividido entre west coast e east coast.

****Um subgênero do R&B contemporâneo.

Fonte: PopCrush
Trans eng-ptbr; Fernanda Azevedo, Jojo Viola e Maureen H. @ btsbr


Publicado em 18.07.2017
As 10 músicas mais subestimadas do BTS
Músicas do BTS que você precisa escutar!

A cerimônia de premiação do 2017 Billboard Music Awards aconteceu no último dia 21 de maio, na ABC. Este ano foi especialmente empolgante por contar com a presença de um dos nossos grupos de K-pop favoritos, o BTS, como o primeiro grupo de K-pop a ser nomeado a um prêmio no BBMAs.

O BTS é conhecido por sua energia nas performances e suas faixas cativantes, como “Blood Sweat and Tears”, “Not Today”, “Dope”, e “I Need U”. Mas se você é um membro novo da BTS ARMY, talvez você não esteja familiarizado com o restante da sua discografia. Se você quer conhecer o grupo um pouco mais, essas dez músicas do BTS merecem mais amor.

E se as dez músicas não são o suficiente para você, dê uma olhada nas nossas menções honrosas primeiro…

“Gajah (Elephant)” – Gaeko com participação Rap Monster (2017)

Pense nisso / Você será uma estrela ou uma estrela do mar? / Sem desrespeito às estrelas do mar / Mas se você quer uma estrela, seja egoísta*” é o rap que Rap Monster faz na última música lançada por Gaeko. Como no seu trabalho com o BTS, o rapper brilha na faixa com seus trocadilhos inteligentes e versos que empoderam e provocam o ouvinte a pensar.

N/T: Trocadilho com as palavras em inglês “fish” (peixe) e “selfish” (egoísta), do trecho original “But if you want a fish, be selfish”.

 

“Joke” – RM (Mixtape do Rap Monster) (2015)

SUGA não é o único rapper no BTS que lançou uma ótima mixtape: confira o projeto auto-intitulado de Rap Monster, “RM”, disponível no SoundCloud.

 

“House of Cards”, The Most Beautiful Moment in Life: Young Forever (2016)

Esta música é para os fãs de R&B, sexy e suave. “House of Cards” é uma balada sensual, apresentando a vocal line do BTS em uma luz remanescente da música R&B americana. Se você é fã de artistas como The Weeknd, definitivamente vale a pena conferir.

 

 

10. “Boy Meets Evil”

“Boy Meets Evil” deu início ao WINGS com impacto. A música apresenta um rap poderoso feito por J-Hope, que retrata a luta de um homem com a tentação, acompanhado de uma dança emotiva que personifica a mensagem da música.

 

9. “Born Singer”

Em 2013, o BTS usou o sample da música “Born Sinner”, de J.Cole, para criar “Born Singer”, uma música que expressa suas histórias pessoais de conquista de espaço na indústria musical. Ainda que a música tenha sido feita cedo na carreira do grupo, as letras mostram o talento e a maturidade do BTS, que têm estado presente desde o começo.

 

8. ”Let Me Know

“Let Me Know”, presente no primeiro álbum de estúdio do BTS, “Dark & Wild”, é, de longe, uma das músicas mais emotivas do grupo. A música destaca vozes cativantes de Rap Monster, SUGA e J-Hope, complementadas pelas melodias comoventes dos vocalistas.

 

7. ”N.O.”

“N.O.” (usado como acrônimo para “No Offense”, “sem ofensa”, em português) é o single do primeiro mini-álbum do grupo. Embora não tenha sido um de seus sucessos,, é uma música poderosa que encoraja a juventude a seguir seus sonhos em vez de ficar presa às normas e padrões da sociedade.

 

6. ”Agust D” (Mixtape do SUGA)

SUGA prova que seu talento se eleva acima e além do seu trabalho com o BTS, na sua mixtape de 2016, entitulada Agust D. Na mixtape, ele faz raps sobre suas experiências verdadeiras com depressão, fama, e mais.

 

5. ”Epilogue: Young Forever”

“Young Forever” é provavelmente uma das músicas mais comoventes do BTS. A letra expressa as inseguranças que os membros enfrentam, suas reflexões no seu crescimento, e os seus desejos de serem jovens e fazer música para sempre.

 

4. ”Moving On”

O BTS é conhecido pelo seu sadio e incondicional amor que sentem uns pelos outros. Esse relacionamento é mostrado na música “Moving On”. Os membros cantam sobre suas memórias afetivas enquanto se despedem do passado, olhando e seguindo em frente para um futuro brilhante juntos.

 

3. ”21st Century Girl”

Este hino de apoio ao feminismo mostra os membros encorajando mulheres modernas a terem orgulho de si mesmas, porque são perfeitas do jeito que são. Confira os garotos fazendo uma interpretação alegre dessa música no seu ensaio de dança de Halloween anual.

 

2. ”Spine Breaker”

“Spine Breaker” é uma das músicas mais subestimadas da discografia do BTS. Com letra como “rockin, rollin, swaggin, swagger, wrong”, o BTS mostra que sabe como se divertir. Os membros recentemente filmaram, dirigiram e produziram um MV para este hit de 2014, no programa BTS Gayo, no V App.

 

1.”Autumn Lives”

Esta música é uma pérola escondida que frequentemente passa despercebida. A letra desta canção é uma das mais delicadas e poéticas dentre todas escritas pelo grupo. “Autumn Leaves” mostra que o BTS não se trata apenas de ótimos músicos, mas de ótimos letristas e compositores também.

 

Fonte; PopCrush
Trans eng-ptbr; nalu @ btsbr