Como a vitória do BTS nos BBMAs prova que o k-pop pode competir e vingar em uma escala global

Anúncio

Como a vitória do BTS nos BBMAs prova que o k-pop pode competir e vingar em uma escala global

Os nomes Justin Bieber, Selena Gomez, Ariana Grande e Shawn Mendes são tão enraizados na cultura pop que dificilmente precisam ter seus sobrenomes mencionados para serem identificados por qualquer pessoa. Mesmo assim, todos os quatro nomes da casa foram vencidos por BTS no prêmio de Top Social Artist no Billboard Music Awards desse domingo. Embora o grupo coreano tenha conquistado a nomeação graças à sua enorme e comprometida presença nas redes sociais — que renderam a eles 25 semanas em primeiro lugar nas paradas da Billboard’s Social 50 até agora — e ganhado a honra votada pelos fãs graças à força daqueles que os apoiam, chamados carinhosamente de ARMY,  a vitória se relaciona com o poder e abrangência do k-pop globalmente.

A música pop coreana é feita com o sólido foco no consumo e popularidade em alta escala, visto nos vários gêneros e estilos de canto colocados em cada grupo repleto de integrantes especializados em cantar, fazer rap e dançar para resultar no supremo pacote do pop. E no mercado musical global onde o inglês é de longe o idioma mais comum para se ouvir música, é executado bem. Artistas de k-pop encontraram sucesso pela Asia por anos enquanto suas pegadas continuam crescendo na América graças a vendas maiores de álbuns, festivais maiores e mais datas de turnê. O fanatismo que vem com o k-pop também não é exclusivamente doméstico, com fãs ao redor do mundo traduzindo letras de música e entrevistas para suas línguas nativas e apoiando seus favoritos em todas as plataformas online possíveis. Isso levou à vitória de Rain na Time 100 Poll três vezes (superando a Beyoncé no caso mais recente em 2011), à nomeação de BIGBANG para o prêmio de Best Worldwide Act no MTV EMAs de 2011 (cortando a Britney Spears nessa honra), a Girls’ Generation ganhando o primeiro Video of the Year no Youtube Music Awards (também vencendo Bieber, junto com One Direction e Lady Gaga), e T-ara ganhando os últimos dois anos do anual Fan Army Face-Off da Billboard.com.

Indiscutivelmente, a noite de domingo confirmou que esse grupo de k-pop socialmente consciente trouxe esse fanatismo a outro nível. Não somente tiveram um ano absurdo de atividades sociais na mídia mostrando que eles podem reunir o mesmo nível de animação que os maiores pop stars do mundo, mas também podem provar coisas muito importantes nesse processo.

Quando Logan Paul e Lindsey Stirling anunciaram BTS como vencedores do Top Social Artist, as câmeras cortaram mostrando o septeto elegantemente vestido, exibindo uma mistura de roupas casuais e formais. O grupo aceitou o prêmio de forma humilde e animada com Rap Monster falando pelo grupo em inglês e jogou até mesmo um pouco de coreano no final. O discurso não foi esquisito ou inapropriado na enérgica arena — esta que parecia ter integrantes do ARMY em peso — que cobria o grupo de gritos de apoio. A premiação foi televisionada pela ABC, uma das maiores redes norte-americanas que certamente não está acostumada a exibir artistas coreanos. Mesmo assim, Rap Monster, Jimin, Suga, J-Hope, Jin, V e Jungkook se mostraram como qualquer outro artista mundialmente conhecido no palco, com a câmera flagrando até mesmo Miley Cyrus encantada pelos meninos.

BTS não conquistou a maior semana de vendas de um álbum de k-pop ou quase quebrou o Hot 100 por pura sorte. Sem dúvidas, o seu foco em questões sociais que são importantes para seu público — como saúde mental, política e experiências adolescentes — impactou tanto seus ouvintes que aqueles que os apoiam criaram um interesse que se compara facilmente a alguns dos maiores pop stars do mundo. Isso não passa despercebido por BTS, já que o grupo inteiro se certificou de que suas agendas estavam livres para provavelmente aceitar o prêmio e conhecer outros artistas, sempre elogiando seus fãs e aproveitando o máximo da experiência de uma premiação nos Estados Unidos.

Os BBMAs mostraram que algo maior está acontecendo com um grupo como o BTS e isso é uma verdadeira afirmação de como a tecnologia e as mídias sociais colocaram um dos artistas mais amados do mundo em um campo igual e sem barreiras linguísticas, deixando seus fãs ao redor do mundo provarem como são grandes em número. BTS está assumindo o que os artistas coreanos antes deles construíram e representando a cena com humildade, estabilidade e uma animação inegável. Embora BTS tenha sido o assunto mais popular dos BBMAs — pergunte ao Twitter — com uma atitude e aproximação entusiasmadas para com o evento e a indústria, quem sabe para onde eles (ou qualquer outro artista do k-pop) pode levar esse gênero caso a oportunidade seja dada.

 

 

Fonte: Billboard

trans eng-ptbr; gabriela @ btsbr

Artigos | por em 25/05/2017
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio