BTS conquista o quarto álbum número 1 da carreira no Billboard 200! 🎉

Anúncio

BTS conquista o quarto álbum número 1 da carreira no Billboard 200! 🎉

O BTS arrebatou seu quarto álbum nº 1 na Billboard 200 com a maior semana de 2020 entre todos os lançamentos.

Map of the Soul: 7 correu para o topo da parada com 422 mil unidades de álbuns vendidas nos Estados Unidos na semana do dia 27 de fevereiro, de acordo com a Nielsen Music/MRC Data. Desse montante, 347 mil unidades foram em vendas puras. Esta é a quarta vez em menos de dois anos que o grupo sul-coreano conquista o primeiro lugar no chart.

Imagem

O álbum foi lançado no dia 21 de fevereiro e, além das 347 mil unidades puras, Map of the Soul: 7 também conquistou 48 mil unidades em streaming e 26 mil unidades em faixas. O montante das unidades de streaming foi o equivalente a 74,7 milhões de streams sob demanda de todas as 20 faixas do álbum somente na primeira semana de lançamento.

Vamos dar uma olhada nas conquistas que o BTS acumula com esse novo nº 1:

Maior semana de 2020:

Com incríveis 422 mil unidades equivalentes de álbuns vendidas, Map of the Soul: 7 tem agora a maior semana de vendas entre todos os álbuns lançados em 2020 até então.

A maior semana de um grupo em quatro anos:

O álbum também conquistou a maior semana de vendas para um grupo, em unidades, desde dezembro de 2015, quando o álbum Made in the A.M., do One Direction, chegou ao #2 da Billboard 200.

O crescimento contínuo do BTS:

As marcas de 422 mil unidades equivalentes e 347 mil unidades puras vendidas são marcas importantes para o grupo. Cada um dos últimos quatro álbuns do BTS – todos nº 1 – iniciaram a corrida com semanas de estreia com grande volume de vendas e unidades. O último álbum do grupo, Map of the Soul: Persona, começou com 230 mil unidades equivalentes (com 196 mil em vendas puras) no chart do dia 27 de abril de 2019. Antes disso, Love Yourself: Answer começou com 185 mil unidades (141 mil em vendas) em 8 de setembro de 2018, e Love Yourself: Tear conquistou 131 mil unidades (100 mil em vendas) em 2 de junho de 2018.

Map of the Soul: 7 vendeu muito bem sem o auxílio de ofertas de bundles com ingressos de shows ou promoções ou qualquer outro tipo de produto promocional, como já se tornou a norma entre grandes lançamentos.

Dito isso, Map of the Soul: 7 deve suas vendas parcialmente às quatro versões colecionáveis do CD físico disponíveis – a mesma estratégia usada pelo BTS com seus outros três nº 1 e prática comum entre os artistas na indústria sul-coreana. As vendas de CDs físicos foram responsáveis por 95% (330 mil) das vendas totais do álbum, enquanto o álbum digital foi responsável por apenas 5% (17 mil).

Cada uma das quatro versões físicas de Map of the Soul: 7 possui os mesmos conteúdos base – o CD, um photo book, um livro de letras, um mini caderno, um cartão postal, adesivos, papel para colorir e um pôster –, ainda que com pequenas diferenças dependendo de qual versão o comprador escolher. A presença de um photo card sortido entre 32 opções também aumenta o valor colecionável dos álbuns.

Quatro vezes #1 na Billboard 200:

Antes de Map of the Soul: 7, o BTS liderou a Billboard 200 com seus três álbuns nº 1: Map of the Soul: Persona (2019), Love Yourself: Answer (setembro de 2018) e Love Yourself: Tear (junho de 2018). O grupo agora acumula quatro álbuns em primeiro lugar do chart em pouco mais de um ano e nove meses, uma vez que o primeiro a conseguir esse feito, Love Yourself: Tear, chegou ao nº 1 em junho de 2018.

O último grupo a conquistar quatro álbuns em 1º lugar mais rápido que o BTS foram os Beatles, que precisaram de apenas um ano e cinco meses entre Yesterday and Today (30 de julho de 1966) e Magical Mystery Tour (6 de janeiro de 1968).

10º álbum em língua estrangeira a chegar ao #1:

Map of the Soul: 7 é apenas o 10º álbum gravado em sua maior parte em língua que não é inglês a chegar ao nº 1 da Billboard 200, sendo que três outras colocações nesse ranking também pertencem ao BTS com seus álbuns anteriores.

Trechos da reportagem que não diziam respeito ao BTS foram omitidos. Leia o texto na íntegra, em inglês, clicando aqui.

Fonte: Billboard

Notícias | por em 02/03/2020
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio