BTS domina o Top 20 do iTunes com Map of the Soul: 7 (e choca absolutamente ninguém)

Anúncio

BTS domina o Top 20 do iTunes com Map of the Soul: 7 (e choca absolutamente ninguém)

O BTS já estava destinado a ter um incrível primeiro dia de vendas com seu mais novo álbum, mas os números oficiais ainda são chocantes.

Em apenas algumas horas, todas as músicas de Map of the Soul: 7 já dominavam os rankings do mundo todo, incluindo os EUA, onde eles dominaram o iTunes. Todas as músicas novas do álbum pularam para as primeiras posições do iTunes assim que ficaram disponíveis para compra no dia 21 de fevereiro.

Todas as 20 faixas do novo álbum ocuparam o Top 20 do iTunes, o que significa que o BTS, simultaneamente, possui as 20 músicas mais populares no maior mercado de músicas do mundo.

Liderando os rankings estão as duas versões da title track de Map of the Soul: 7, “ON” e “ON ft. Sia.” A versão principal, com apenas o BTS, atingiu o primeiro lugar sem problemas, enquanto a versão com a cantora australiana pulou algumas vezes de lugar até se posicionar logo abaixo.

As novas músicas de Map of the Soul: 7 ocupam os próximos doze lugares e, apesar de não estarem na ordem em que aparecem na tracklist, a classificação ficou bem perto. A única música nova a ficar bem abaixo das outras é “Black Swan,” que foi lançada há algumas semanas. 

As posições 15 à 19 ficaram ocupadas pelas primeiras cinco músicas de Map of the Soul: 7, mas por que? Parece meio estranho para alguém que não é familiar com o BTS, mas faz muito sentido. Essas cinco músicas também estavam no último álbum do grupo, Map of the Soul: Persona, o qual vendeu muito bem nos EUA em 2019.

Aqui está a ordem das músicas no Top 20 do iTunes horas depois de seu lançamento:

1. ON 2. ON (ft. Sia) 3. My Time 4. Louder Than Bombs 5. Filter 6. UGH! 7. We Are Bulletproof: The Eternal 8. 00:00 (Zero O’Clock) 9. Friends 10. Interlude: Shadow 11. Inner Child 12. Moon 13. Ego 14. Respect 15. Intro: Persona 16. Boy With Luv 17. Make It Right 18. Jamais Vu 19. Dionysus 20. Black Swan

Fonte: Forbes

Notícias | por em 24/02/2020
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio