BTS fala sobre a mensagem de Dynamite: “Mais do que nunca, queremos dar conforto e alegria”

Anúncio

BTS fala sobre a mensagem de Dynamite: “Mais do que nunca, queremos dar conforto e alegria”

A música pop tem sido uma força revigorante no mundo todo, pensando no momento em que estamos vivendo — seja em uma escala macro ou micro —, oferecendo conforto, apoio e um meio de processar as experiências que estamos vivendo. O BTS é profissional nisso pois, frequentemente, escrevem suas músicas sobre problemas que os jovens enfrentam na sociedade, problemas em suas relações com os outros e com eles mesmos.

Seu novo single “Dynamite” não contém referências à situação global atual em sua letra (ao invés disso, eles focam nos bons e velhos tempos, cantando frases como “Bring a friend” = Traga um amigo/ “Join the crowd” = Junte-se à multidão), a faixa nasceu do desejo de ajudar a tranquilizar seus fãs.

A música atinge esse objetivo, além de ser uma potente força para a vida na pandemia. Em um outro tempo, “Dynamite” serviria como trilha sonora para tardes passadas sob a luz do sol e durante o “dançando até o amanhecer”. Esta é uma música que te leva para passear em um mundo alternativo de liberdade e diversão.

Os sete integrantes do BTS, como todo mundo, também sentiram o impacto da pandemia interrompendo todos os seus planos para esse ano. Mas, ao invés de usar esse tempo para descansar, eles começaram a fazer um novo álbum (que está para ser lançado no final do ano) e assumiram todas as funções de criação, desde músicas e coreografias até os visuais e o marketing. Assim como uma tentativa de ajudar os outros, focar na música também era a salvação do septeto.

“No início, nós estávamos perdidos,” disse RM na coletiva de imprensa online de 21 de agosto, quando a NME questionou sobre como eles lidaram com a situação, “quanto mais o tempo passava mais ficava difícil”. Porém, o tempo e a inevitável pausa deram a eles uma perspectiva renovada: “Coisas que estão suspensas na água vão decantar e depois de um tempo você terá água limpa. Isso nos permitiu ter uma visão mais clara do futuro. A COVID-19 interrompeu muitas de nossas atividades, mas também nos deu a chance de não apenas trabalhar na música mas também de pensar mais profundamente sobre ela.”

O grupo contou como eles acabaram chegando em “Dynamite” (que foi escrita pelos compositores Jessica Agombar e David Stewart), foi como se fosse destino, além de uma chance deles tentarem algo novo. “Quando as coisas estavam difíceis e frustrantes para nós, isso foi como um raio de luz, um gole de água doce”, disse RM. “Nós chamamos isso de nosso próprio projeto de recarga e esperamos que recarregue a sua bateria também, mesmo que seja apenas por um momento.”

Enquanto “Dynamite” luta bravamente pelo #1 no chart de singles oficial do UK (e é quase certeza que será a maior posição deles no chart até hoje), o BTS falou sobre espalhar alegria com a apresentação no VMAs e seu próximo álbum.

Historicamente, a música disco serviu como uma válvula de escape, dando aos ouvintes uma folga das dificuldades da sociedade. Existem vários gêneros musicais que podem transmitir a energia positiva que vocês procuravam — por que disco foi o caminho certo a se seguir pensando em “Dynamite”?

BTS: “Não era nossa intenção escolher disco para nosso single digital. Nós nos deparamos com essa música enquanto estávamos trabalhando no nosso novo álbum. Quando nós ouvimos a demo pela primeira vez, a batida contagiante e a energia da faixa nos animou instantaneamente. Nós queríamos lançar “Dynamite” para passar uma mensagem de esperança nestes tempos difíceis, então o gênero pop disco pareceu perfeito.”

As danças em seus vídeos são, normalmente, altamente coreografadas, mas “Dynamite” parece mais solta e espontânea. Como isso reflete no que vocês querem que as pessoas levem dessa música?

BTS: “A coreografia é alegre e pura, combina com a música. Os gestos e os movimentos não apenas trazem à tona as vibes e personalidades únicas de cada integrante, mas também é muito cativante e fácil de aprender. Tanto quanto queremos que as pessoas se animem com essa melodia, nós também esperamos que várias pessoas sejam capazes de pegar a coreografia facilmente para aproveitarem por aí!”

RM, na coletiva de imprensa para “Dynamite” você disse que o coronavírus interrompeu seus planos, mas lhe deu a chance de pensar mais profundamente sobre música. Você poderia compartilhar o que você quis dizer com isso?

RM: “Tem sido um ano difícil para muitos. Nós também tivemos que enfrentar várias surpresas e desafios. O que, naturalmente, nos fez pensar mais profundamente sobre música. Nós podemos dizer, honestamente, que nós amamos, somos apaixonados por cantar e dançar, mais do que qualquer pessoa. Contudo, nós percebemos que não importa o quão apaixonados somos, nós precisamos de nossos fãs lá para nos ouvir e assistir nossas apresentações. Isso nos deixou ansiosos para, mais do que nunca, dar conforto e alegria para as pessoas que nos amam através da nossa música. Foi por isso que ‘Dynamite’ surgiu. Nós decidimos aceitar novos desafios e ser mais flexíveis.”

1

Vocês irão performar no VMAs dia 31 de agosto, uma cerimônia de premiação que ao passar dos anos viu muitas performances incríveis como Madonna, Nirvana, Beyoncé e Eminem. O que significa para o BTS ter a chance de se juntar à essa lista?

BTS: “Primeiramente e mais importante, nós estamos honrados de apresentar ‘Dynamite’ pela primeira vez no VMAs! Apesar do fato de ser transmitido de Seul, nós estamos animados com a oportunidade de nos apresentar ao lado de artistas incríveis. Nós queremos dar crédito aos nossos ARMYs pelo seu imenso apoio que nos permitiu participar de oportunidades incríveis como essa.”

‘Break The Silence: O Filme’ que é sobre a turnê mundial ‘Love Yourself: Speak Yourself’. Quais são suas memórias favoritas ou o momento mais importante para cada um de vocês nessa turnê?

BTS: “Nos apresentar, estar com nossos fãs é definitivamente a melhor parte da turnê. Mas nós também nos divertimos em momentos fora do palco, vocês poderão ver essas cenas no novo filme também.”

A ‘Bang Bang Con: The Live’, que ocorreu em junho, quebrou um recorde mundial do Guinness por ter sido a live mais assistida. Como foi a experiência de fazer seu próprio show virtual?

BTS: “Nós nunca imaginamos conseguir uma realização tão notável. Foi uma experiência muito memorável e valiosa para nós, nos apresentar para os ARMYs mesmo nesses tempos difíceis. O fato de que não iremos parar de procurar meios de nos mantermos conectados com nossos fãs significa muito para nós.”

Atualmente, vocês estão trabalhando em seu novo álbum e dividiram seus papéis — EX: Jimin como gerente de projeto musical, e V encarregado dos visuais. Como exercer tais funções mudou suas perspectivas no processo de criação do álbum?

BTS: “Esse álbum que está por vir realmente atinge novos patamares em relação à participação ativa dos integrantes. Cada um de nós assumiu uma função e agimos com iniciativa, aumentando nossa responsabilidade, indo de uma participação geral para uma participação mais ativa ao pegar partes mais significativas do processo criativo, o que nos permitiu considerar mais aspectos da música.”

Fonte: NME
Tradução por Júlia M. @ BTS BR

Entrevistas | por em 05/09/2020
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio