BTS reflete sobre a vida e amor no animado Love Yourself 結 ‘Answer’

Anúncio

BTS reflete sobre a vida e amor no animado Love Yourself 結 ‘Answer’

BTS voltou à cena na última sexta-feira (24 de Agosto) com o lançamento de seu álbum Love Yourself: 結 Answer, encerrando uma era do grupo sul-coreano de uma forma extremamente inspiradora. Com altas expectativas após o histórico líder do chart Billboard 200 em Maio Love Yourself: 轉 Tear, que, por sua vez, também foi altamente esperado após o recordista do ano passado Love Yourself: Her, Answer possui tanto músicas novas como velhas ao procurar mostrar como o amor próprio é a chave para se encontrar e lidar com a vida e relacionamentos.


Recheado de mensagens positivas, Answer é um álbum compliado em 2 CDs, conhecido como “repackage” na indústria musical sul-coreana, que começa com a animada “Euphoria”. Uma faixa solo com graves de tendência futurista de JungKook, a música possui letras escritas por RM e foi lançada no início deste ano como o tema do vídeo para Love Yourself 起 Wonder.

Enquanto que a versão liberada no vídeo de Wonder era uma menor, a “Euphoria” de  Answer termina em um ponto alto, com o mais novo do BTS declarando o relacionamento abordado pela música como algo de “utopia”. Como uma introdução ao Answer, é uma declaração forte, mas determina o tom predominantemente otimista do álbum.


Após isso, tem-se as 3 Trivias dos rappers do BTS, onde cada divide o álbum em 3 partes, correspondendo a cada parte da trilogia Love Yourself. “Trivia 起: Just Dance” de J-Hope é uma faixa de funk e hip-hop que remete os sons utilizados pelo rapper em sua mixtape lançada no início do ano, e representa a 1a parte da narrativa que o septeto começou a criar com Love Yourself: Her. Cada música Trivia possui um caractere correspondente do método de contar histórias conhecido como Kiseungjeonkyeol (기승전결) e escrito utilizando caracteres chineses(起承轉結); “Just Dance” é colocada como a parte introdutória do álbum, enquanto que “Trivia 承: Love”, de RM está relacionada à fase de desenvolvimento, e a faixa “Trivia 轉: Seesaw” serve como a “mudança”. O álbum como todo, junto a música de encerramento “Answer: Love Myself” atua como a parte final, a conclusão da história.

“Just Dance” é uma música pela qual J-Hope utiliza a atividade descrita no título como metáfora para o amor: “Coloque alguma música, defina o clima certo/ Se alongue e relaxe”, ele sugere no primeiro verso. “Eu gosto da forma que dançamos juntos, eu e você”, ele diz no refrão. A temática de confissão romântica inicia a seção dedicada para Love Yourself: Her, começando com uma versão longa do solo de Jimin, “Serendipity”, que estava em Her como uma intro mais curta. A combinação da animada e energizante “DNA”, um single sobre destino, e o enfático grave futurista de “Dimple” encerram o primeiro terço do álbum.


A parte correspondente do Love Yourself: Tear do Answer começa com a música “Trivia” do RM, “Trivia 承: Love,” uma agitada faixa hip-hop com jogo de palavras. Nela, o líder pondera sobre como 2 letras fazem tanta diferença, como em “live” e “love” em Inglês, e “pessoa (사람)” e “amor (사랑)”, e também o jogo com “pessoa” e “vento (바람)”, etc. A “Trívia” do rapper transiciona para “Her”, uma doce e animada abordagem de hip-hop sobre o que é o amor cantada pelos rappers do grupo e co-escrita por SUGA. Originalmente em Love Yourself: Her, e não Tear, a música concilia a seção anterior com a atual, fazendo uma conexão entre amor e perda. A faixa dramática com pegada R&B alternativa de V, “Singularity”, vem logo após, com a introspecção levando ao EDM & sensação de rap rock de “Fake Love”, que estreou no Top 10 da Hot 100 de Junho, e “The Truth Untold”, uma música sentimental dos vocalistas do grupo produzida por Steve Aoki.


O clímax do álbum chega em seu último terço com a maior parte das novas músicas. Começando com o clima de pop sintético estiloso e funk de “Trivia 轉: Seesaw,” que tem o rapper SUGA debatendo sobre os altos e baixos de romance, os sentimentos conflituosos levam à faixa agressiva dos rappers “Tear”, originalmente como a música outro do álbum de mesmo nome, e uma ponderação da raiva que segue o fim de um relacionamento.


Com a faixa seguinte, “Epiphany”, de Jin, Answer caminha para a conclusão da série Love Yourself, com cada uma das últimas 4 músicas declarando que o caminho para a felicidade em qualquer relacionamento começa com o amor próprio. Evocativo e rejuvenescedor, a seção conclusiva começa com o solo animador, onde Jin chega à resposta dessa mesma ideia: “Eu sou quem eu devo amar nesse mundo/ Brilhando em mim, minha alma tão preciosa/ Eu finalmente entendi então eu me amo/ Não tão perfeito mas tão bonito/ Eu sou quem eu devo amar.”


Seguindo a reveladora “Epiphany” está a resposta de Answer para o desespero refletido pelo BTS eras atrás: A conclusão para a série Love Yourself não está apenas em Her e Tear, mas também na série The Most Beautiful Moment in Life, com “I’m Fine” agindo como paralelo da música de 2006 “Save Me”, do álbum The Most Beautiful Moment In Life: Young Forever, o álbum compliação da série mencionada.  


“I’m Fine” começa com a melodia sintética de “Save Me” e se transforma em uma faixa de EDM eufórica elevada por batidas vibrantes e letras motivacionais que transformam a mensagem da música anterior, uma amostra de como imagens promocionais antigas da Love Yourself mostravam que as frases “Save Me” e “I’m Fine” podiam ser lidas no mesmo desenho quando viradas de cabeça pra baixo. Falando sobre a letra, a música é uma declaração confiante de autoconfiança, e um ponto alto do álbum. “Mesmo se eu me desmoronar diversas vezes/ Ter minhas asas destruídas/ e algum dia eu não possa ser eu mesmo/ Está tudo bem somente eu posso ser minha própria salvação,” canta RM. “Eu estou me sentindo apenas bem, bem, bem/ Eu soltarei sua mão agora/ Eu sei que sou todo meu, meu, meu/ Porque estou bem,” cantam JungKook e V na primeira metade do refrão.

Se “Epiphany” reflete a descoberta da necessidade de amor próprio e “I’m Fine” age como essa ideia sendo colocada em prática, o single de Answer, “IDOL” é uma turbulenta faixa inspirada por Gqom sobre “tomar as rédeas” e ter orgulho de si mesmo por meio desse amor próprio. Cheio de raps passionais e elementos dramaticos, desde instrumentos coreanos tradicionais para agudos assobios, “IDOL” é uma celebração do BTS e do que eles defendem. “Vocês podem me chamar de artista,” RM inicia a música. “Vocês podem me chamar de Ídolo,” uma referência ao nome dado pela indústria de K-pop para a grande maioria de jovens talentos, “Ou de qualquer outra coisa que inventem/ Eu não ligo/ Eu sou orgulhoso/ Eu sou livre.”


A ideia de liberdade permeia a faixa enquanto essa mistura sons coreanos e internacionais – música house estilo Gqom originado na África do Sul-, ao mesmo tempo que o próprio grupo aborda a mistura de diferentes culturas. A música também incorpora Pansori, instrumento tradicional coreano, como fundo do refrão: “Ulsoo é incrível/ Você não pode me impedir de amar a mim mesmo,” eles declaram. “Jeehwahjah é tão bom/ Você não pode me impedir de amar a mim mesmo.”


A versão digital fe Love Yourself: Answer também inclui uma outra versão de “IDOL” com a participação de Nicki Minaj. Em seu verso, a Rainha rapper trata de como ela foi sua própria “chefe durante toda minha carreira” e pode “rejeitar” quem “tentar vir contra Nicki.”

 

Depois de “IDOL,” a primeira parte de Love Yourself: Answer termina com a finale emocionante nomeada a partir de uma brincadeira com o nome do álbum “Answer: Love Myself,” que fecha a série Love Yourself com uma mensagem positiva de amor próprio. A faixa pop-rock é impactante com a entrega da letra poética emocionante e ressonante, que se beneficia da natureza exploradora de toda a série Love Yourself. “Talvez conseguir alguém para se amar/ Não seja tão difícil como amar a si mesmo,” reflete SUGA em seu rap. “Admita, vamos ser honestos sobre isso/ As regras que você define são muito mais rígidas para você mesmo.” Com uma melodia veloz e atmosférica, a música se constrói até o refrão em falsetto cantada pelos vocalistas do grupo. “Você me mostrou que eu tenho razões/ Eu deveria me amar,” eles cantam. A faixa então pondera sobre a “Resposta” do que é verdadeiramente amar, e termina em um ponto alto, com V e JungKook afirmando, “O que eu era antes, o que sou agora, o que eu serei/ (Eu estou aprendendo como me amar)/ Cada pedaço, cada detalhe, tudo que há sobre mim.”


Como finale, não fica mais claro do que “Answer: Love Myself,” mas ainda existe uma outra parte do Love Yourself: Answer no segundo disco do album compliado. Menos relacionado diretamente aos temas da serie, o 2o CD traz “Magic Shop”, “Best Of Me”, “Airplane pt. 2”, “Go Go”, “Anpanman”- que foi mencionada durante “IDOL”- e “MIC Drop” em suas versões originais, encontrada tanto em Her como Tear, junto com a adição de 3 remixes. Uma versão dramática de “DNA (Pedal 2 LA Mix)” que remete nostalgia por meio de um som de rock pesado é a única versão completamente nova, enquanto a variação rock de “Fake Love” foi lançada em Junho, e a última faixa – excluindo o bônus digital com Minaj- é uma versão completa de “MIC Drop” remixada por Steve Aoki mas sem o rap de Desiigner, que aparecia na versão anterior.

Chegando com altas expectativas sobre o que estaria por vir para BTS após alcançarem o No. 1 em Jungo, Love Yourself: Answer reafirma a identidade do ato como um grupo de artistas, ou “Ídolos” ou tanto faz, que se beneficiam da mistura de letras poderosas com musicalidade diversificada. A compliação incorpora seus álbuns passados e novas músicas junto com o processo de aprender a se amar e isso resulta em um marco adequado para a narrativa de 2 anos do grupo, Love Yourself. Uma culminação genial de anos de trabalho e repleto de significado, Answer é, sem dúvidas, um ponto alto da carreira do BTS que poucos outros artistas, sejam boygroups ou não, podem esperar alcançar.

 

Fonte: Billboard
Trans eng-ptbr; fer zloccowick @ btsbr

Artigos | por em 29/08/2018
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio