Ministro da Cultura compartilha a opinião do BTS sobre dispensa do serviço militar

Anúncio

Ministro da Cultura compartilha a opinião do BTS sobre dispensa do serviço militar

O Ministro da Cultura, Esporte e Turismo da Coreia do Sul comenta sobre a reação do BTS na questão da isenção do serviço militar

Neste verão, a legitimidade sobre a política de dispensa do serviço militar coreana tornou-se alvo de discussão, recebendo muita atenção do público quando o político Ha Tae-Kyung usou o BTS como um exemplo em suas argumentações. Ele afirmou que, se ganhadores de competições de piano e violino podem ser dispensados do exército, então pessoas que provocam um grande efeito na imagem da Coreia internacionalmente, como o BTS, também deveriam ser isentas. Desde então, tem ocorrido um debate sobre o merecimento de dispensa militar acerca dos integrantes do grupo.

Durante a auditoria anual da Assembleia Nacional no dia 10 de outubro, as questões sobre a atual política de dispensa militar foram um tópico de discussão. Cho Kyung-Tae, do Partido Coreia Liberdade, declarou “Recentemente, a legitimidade tem sido questionada ao passo que as pessoas perguntam, ‘Por que o BTS não recebe dispensa militar?” e enfatizou a necessidade de uma reforma.

Em resposta, Do Jong-Hwan, o Ministro da Cultura, Esportes e Turismo, comentou “Os sete integrantes do BTS são sensíveis sobre o debate relacionado às forças armadas,” e revelou, “Eles disseram que vão, definitivamente, servir no exército, não importa a situação.”

Ele adicionou, “A abolição e várias outras opiniões serão consideradas na discussão. Planejamos chegar à uma medida razoável. Continuaremos a discussão com a Administração de Efetivo Militar e o Ministério de Defesa Nacional.”

Fonte: Allkpop
Trad eng-ptbr; clau @ btsbr

Notícias | por em 11/10/2018
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio