BTS voa ainda mais alto com ‘Blood Sweat & Tears’

Anúncio

BTS voa ainda mais alto com ‘Blood Sweat & Tears’

2016 tem sido um grande ano para o BTS. O grupo coreano foi atração principal em eventos importantes nos Estados Unidos, lançou bastante música nova na Coreia e Japão, se tornou o primeiro grupo de K-Pop a receber seu próprio emoji personalizado no twitter, viu crescimento artístico dos membros individualmente, e continuou aumentando a popularidade do K-Pop mundo afora.

Agora seu mais novo single, “Blood Sweat & Tears”, introduz o som mais maduro e versátil do BTS a ser lançado pelo grupo desde o debut em 2013. Lançado no domingo (segunda feira na Coreia do Sul), “Blood Sweat & Tears” é a música principal do álbum WINGS.

Conhecidos inicialmente como um grupo jovem com músicas agressivas sobre empoderamento, BTS começou a mudar as marchas no começo desse ano, e o novo single continua de onde a tropical “Save Me” terminou. Incluindo vocais etéreos e zumbidos, melodias tropicais descansando sob batidas, “Blood Sweat & Tears” mantém o estilo bombástico do BTS mesmo mudando um pouco do hip-hop para algo mais moderno, estilo Major Lazer.

Os rappers do grupo – Rap Monster, SUGA e J-Hope – co-escreveram a música e tiveram sua chance de brilhar, mas são os vocalistas do BTS, Jimin em particular com suas notas agudas, que aquecem sob os holofotes neste single inovador, enquanto eles combinam seus tons com mudanças musicais intensas. A complexidade de “Blood Sweat & Tears” vem de múltiplos elementos sônicos em camadas, um sob o outro: harmonias gentis, sirenes ecoando, sintetizadores e batidas rítmicas todas aparecem na música para criar uma profundidade audível. O refrão da música, atingindo em um canto de duas palavras, é quase banal em comparação com o resto da produção da faixa, mas fornece um gancho estável no qual cada verso se constrói.

“Blood Sweat & Tears” foi lançada junto de um MV assombrado que explora ideias de destino, realidade, vida, morte, cair nas graças. O clipe de seis minutos mostra os membros do BTS perambulando por um corredor ecoante repleto de esculturas clássicas e anjos chorando e, alternativamente, mantidos em espaços escuros, amarrados e presos sem saída. Misturado com as imagens mais clássicas se encontram cenas brilhantes e referências ao pós vida, como sudários e véus.

O vídeo também contém uma interrupção à música que não aparece na versão do álbum de ”Blood Sweat & Tears,” trazendo Rap Monster recitando uma passagem do livro de Herman Hesse, “Demian”, o qual foi a inspiração para o conceito do vídeo. Menos de dois dias após ter sido lançado no youtube, o MV já foi visto mais de 7 milhões de vezes.

WINGS é o segundo álbum completo de estúdio coreano do BTS, e o primeiro álbum desde a complexidade impressionante da trilogia “The Most Beautiful Moment In Life”. (Eles lançaram seu segundo álbum japonês Youth em setembro.) em adição a “Blood Sweat & Tears”, a maioria das músicas em WINGS foram co-escritas por membros do BTS, com todos os membros exceto JungKook recebendo crédito de produção no álbum de 15 faixas.

Logo após o lançamento, WINGS chegou ao topo da parada de álbuns do iTunes, tirando “A Seat at the Table” de Solange da posição de número um, e é um forte candidato a passar os rankings anteriores do grupo nas paradas da Billboard.

Fonte: Billboard
Trans eng-ptbr; piazza @ btsbr

Artigos | por em 12/10/2016
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio