O BTS prova por que é o maior grupo de K-Pop da atualidade com show em LA

Anúncio

O BTS prova por que é o maior grupo de K-Pop da atualidade com show em LA

O BTS é o maior grupo de K-Pop da atualidade com bons motivos. A interpretação contemporânea do hip-hop e batidas eletrônicas feita pelo septeto transcende os limites tradicionais do pop coreano, fazendo com que tenham uma base de fãs global. E isso não é exagero. Seu segundo álbum, “Wings”, vendeu mais de 1 milhão de cópias ao redor do globo e estreou na 26ª posição no ranking da Billboard 200. Os criadores de hits também fizeram história nos charts quando, no início deste ano, “Spring Day” bateu o top 10 do chart americano do iTunes. Ah, e eles também esgotaram sua turnê americana em minutos!

Resultado de imagem para bts performing on stage

O presente da Coreia do Sul ao pop se apresentou para 18,000 fãs no Honda Center, em Anaheim na noite de domingo (2 de Abril), mostrando sua coreografia animada e influências ecléticas. O apelo abrangente da banda se refletiu no público presente ao show. Haviam ali pessoas de todas as idades e raças, cobertas da cabeça aos pés em itens do BTS. Apesar de terem pouco em comum na superfície com a banda, no fundo aparentavam ter um código implícito que envolvia gritar muito quando houvesse a oportunidade e balançar suas ARMY Bombs, celulares ou qualquer outro tipo de fonte de luz. Tal aspecto desencadeou em uma atmosfera energizante e febril.

O set, que foi surpreendentemente longo, chegando ao total de 2 horas, começou com o hit elétrico “Not Today”. Ficou claro no início que o BTS não estava ali para brincadeiras. Eles imediatamente começaram uma coreografia hipnotizante, girando pelo palco em uma perfeita formação. Foi um lembrete de como diversos atos do pop do oeste se tornaram entediantes. Não apenas cada passo era executado em um timing perfeito, a coreografia da banda era enfatizada com luzes e projeções brilhantes. Não haviam objetos usados nas danças, mas isso teria apenas diminuído o impacto das performances.

Resultado de imagem para bts jimin se le para

Como um novato no K-Pop, eu fiquei impressionado com o quanto o show permitiu que cada membro mostrasse seu respectivo talento por meio de apresentações solo. Rap Monster causou euforia com “Reflection”, enquanto SUGA deixou as garotas que sentaram ao meu lado chorando e tremendo após sua performance de “First Love”. Meu solo favorito foi o do Jimin. O rei do pop loiro entregou uma poderosa performance, tanto vocal como na coreografia, enquanto apresentava “Lie”. Na minha opinião, foi mais difícil de acompanhar os “subgrupos”.

Entre solos e apresentações em grupo, BTS se dividia em um quarteto (Jin, V, Jimin e JungKook) para as baladas e um trio (Rap Monster, SUGA e J-HOPE) para as músicas de hip-hop. Isso definitivamente manteve o show interessante, mas um pouco confuso às vezes. Apesar disso, as estrelas do pop coreano estavam em seu habitat natural, com as constantes mudanças de line-up, se adequando a cada nova formação. Para mim, os momentos mais empolgantes eram quando os garotos estavam todos juntos e mostraram no que são melhores. Todos são individualmente brilhantes, mas melhores quando juntos.

Sobre os destaques do show, a complexa coreografia e produção elaborada de “FIRE” ganha atenção, assim como também ganhou atenção a performance elétrica de seu eterno hit, “I Need U”. As superestrelas encerraram o show com “Blood, Sweat and Tears” – as três coisas que as ARMYs deram à eles durante o show (ok, menos a parte do sangue). Após um bis, BTS voltou ao palco e fechou a noite de domingo com seu hit mais recente, “Spring Day”. The Wings Tour é uma perfeita introdução ao seu profissionalismo e a ostentação presente no K-pop. BTS está num rumo criado por eles próprios, e agora o mundo está começando a perceber isso.

Fonte: Idolator

Artigos | por em 06/04/2017
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio