O BTS finalmente revelou o que nós podemos esperar do seu futuro! 😱

Anúncio

O BTS finalmente revelou o que nós podemos esperar do seu futuro! 😱

O BTS realizou uma coletiva de imprensa global para o lançamento do seu novo álbum Map of the Soul: 7 em 24 de fevereiro. O evento estava originalmente marcado para acontecer no Coex em Seul com a presença da imprensa, porém a coletiva foi substituída por uma transmissão ao vivo, para previnir a propagação do coronavirus na Coreia do Sul.

A coletiva de imprensa começou com uma pergunta sobre o álbum e seu título. Jin descreveu, “Map of the Soul: 7 é um álbum que relembra os sete anos passados pelos sete integrantes como uma equipe. No nosso álbum anterior, Map of the Soul: Persona, nós falamos sobre o mundo, a alegria do amor e a nossa imagem. Nesse novo álbum, nós queríamos falar com coisas diferentes como as nossas experiências que nos trouxeram para cá, e mostrar as emoções que sentimos no momento. Ele revela o nosso ‘eu’ interior que nós queríamos esconder, e ao mesmo tempo, nós estamos confessando a nossa descoberta de que esses são os nossos ‘eu’ verdadeiros.”

RM adicionou que muitas pessoas estavam curiosas sobre o porquê o BTS combinou os dois conceitos de “Shadow” e “Ego” para criar apenas um álbum. Ele explicou que depois do período oficial de férias do grupo no ano passado, o comeback deles teve que ser adiado. RM compartilhou, “Como MOTS: 7 seria o nosso primeiro comeback após 10 meses, nós queríamos compartilhar uma história de maior qualidade, então nós tivemos a ideia de combinar “Shadow” e “Ego”. “Shadow” é sobre a dor e sofrimento que nós vivemos, e “Ego” é para aceitar como parte do nosso destino e dar um passo a frente. Colocando o título pesado de ‘7’, nós colocamos a nossa alma, energia e trabalho duro para completar o álbum.”

O grupo então respondeu uma pergunta sobre a faixa-título “ON”e o significado da letra “Não pode me segurar porque você sabe que eu sou um lutador.” SUGA compartilhou, “ON” é uma música que contém a energia poderosa do BTS. Durante esses sete anos, houveram momentos em que nós vacilamos ou não conseguimos manter a cabeça no lugar, e cada vez que isso aconteceu, os nossos medos cresceram. Mas agora, eu penso que o BTS está fazendo um ótimo trabalho mantendo a cabeça no lugar, então as letras mostram a nossa resolução para lidar com a dor e tristeza de cabeça erguida.”

Sobre o processo de criação do álbum e como eles lidam com o perfeccionismo, V respondeu, “As músicas solo contém a história pessoal de cada integrante e seus gêneros únicos. Nas units, nós tivemos “Jamais Vu” com Jin, J-Hope e JungKook, dessa vez nós temos “Friends” comigo e Jimin, e “Respect” com RM e SUGA. Quanto as faixas em grupo, elas contém uma variedade de gêneros e estilos.”

gif, bangtan, and taehyung image

J-Hope adicionou, “Por termos álbuns em séries como The Most Beautiful Moment In Life e Love Yourself, nós damos muita importância para a história dos nossos álbuns. Para Map of the Soul: 7 também, como parte da série Map of the Soul, nós construímos a tracklist de uma maneira que organicamente conecte “Persona” com “Shadow” e “Ego”. Por exemplo, a nossa faixa pré-lançada “Black Swan” é uma confissão dos nossos medos como artistas. “Louder Than Bombs,” que nós trabalhamos com Troye Sivan, é uma expressão das nossas sombras internas. Por outro lado, “We Are Bulletproof: The Eternal” incorpora a determinação do BTS e o nosso ‘ego’ que vai continuar seguindo em frente mesmo quando confrontado pelas dificuldades.”

gif, bangtan, and taehyung image

Antes do comeback, o BTS lançou um art film para sua faixa “Black Swan”. O vídeo é apresentado pela MN Dance Company da Eslovênia. Com relação a isso, Jimin explicou, “Foi uma nova experiência para nós. Nossos fãs podem ter ficado surpresos, e pode ter parecido algo totalmente novo. “Black Swan” é uma confissão feita por artistas, então nós queríamos focar em trazer uma atmosfera artística. Nós trabalhamos duro para fazer que a nossa coreografia lembrasse as pessoas do art film, então por favor, aproveitem ela bem.”

gif, bangtan, and park jimin image

SUGA falou sobre a experiência de comparecer no Grammy por dois anos seguidos. “Eu fiquei muito feliz e satisfeito. Quando nós fomos para o Billboard Music Awards pela primeira vez em 2017, nós recebemos o prêmio e fomos para casa. Eu não conseguia acreditar. Então me apresentar no Grammy esse ano, eu me lembrei daquela vez. E quero dar um passo de cada vez. Estou esperando pela cerimônia do ano que vem. Nem tudo acontece só porque eu desejo, mas nós vamos trabalhar duro para poder comparecer novamente no ano que vem.”

Quando perguntado sobre o foco do BTS no momento e o que dá maior alegria para o grupo no momento, JungKook respondeu, “Posso responder ambas as perguntas de uma vez só: Minha resposta são os ARMYs. Os momentos preciosos que vivemos até então e como nós podemos estar onde estamos agora é tudo graças a eles. Nós começamos 2020 no Grammy com muitos artistas incríveis, e foi uma honra estar lá, e novamente, isso só foi possível por causa dos ARMYs. Então eu gostaria de agradecer a cada um deles. Em abril nós iniciaremos nossa nova turnê, eu mal posso esperar para mostrar para eles o que nós temos trabalhado ao vivo com as nossas vozes. Eu tenho certeza que eles estão esperando ansiosos para nos ver, e nós também estamos. Então eu espero que quando o show chegar, todos estejam saudáveis e felizes.”

Seguindo em frente, RM disse, “Frequentemente nos perguntam porque achamos que a nossa música é amada. Isso por si só é algo que eu sou grato. Nós pensamos muito sobre isso também. É uma combinação de coisas. A cultura do K-Pop por si só é muito complexa. A música, o MV e mais componentes são apresentados juntos. O que importa é a essência em nossos corações.” Ele continuou, “Eu acho que o artista que mostra melhor as características dessa era é amado. Nós estamos contando as nossas histórias pessoais, mas ironicamente, o mundo moderno é o mais global de todos. Pessoas de todas as idades ao redor do mundo, não apenas na Coreia, são capazes de se relacionar com as nossas dificuldades. Por conta de expressarmos essas coisas através das nossas performances e música, as pessoas acham interessante. Eu ouvi dizer que muitos ARMYs estão estudando sobre a Coreia depois de começar a gostar da gente. Como um cidadão coreano, eu fico muito grato e orgulhoso.”

No Globo de Ouro desse ano, o diretor de “Parasita” Bong Joon Ho disse que o BTS era 3000 vezes mais influente do que ele. Em relação à isso, SUGA disse, “Eu quero dizer que assisti todos os filmes de Bong Joon Ho e sou um fã. Eu acredito que ele estava respondendo uma pergunta sobre a cultura coreana, e foi um elogio generoso. Eu fico envergonhado porque não tenho certeza se temos essa influência tão grande. Eu fiquei grato quando ele disse que “a cultura coreana é dinâmica”. Eu espero que muitos artistas incríveis da Coreia se tornem conhecidos internacionalmente. Eu realmente gostei de assistir “Parasita”. Eu sou fã.”

Jin, o integrante mais velho do BTS, está se aproximando da idade em que é obrigatório o alistamento militar. Quando perguntado sobre seus planos, Jin respondeu, “Eu acho que muitas pessoas estão curiosas sobre o meu alistamento, mas ainda não há nada confirmado. Eu tomo cuidado quando falo sobre isso, mas eu acredito que é natural aceitar os deveres obrigatórios do exército, e quando eu receber a ordem de chamada, irei comparecer, não importa quando for.”

O BTS finalizou a coletiva agradecendo à todos pelas perguntas, com desejos de que na próxima vez eles possam realizar o evento pessoalmente. O grupo esperaa que a imprensa possa escrever boas matérias sobre eles, e que todos aproveitem Map of the Soul: 7.

Assista a coletiva completa (com legendas em inglês) abaixo!

Fonte: Soompi

Notícias | por em 26/02/2020
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio