SITE: Bangtan Brasil - Fã Base
VERSÃO: 1.4 - SPEAK YOURSELF
DESDE: 29.03.2013
VISITAS: ARMYs
Bulletproof Boy Scouts (em coreano: 방탄소년단) é um grupo masculino sul coreano de hip-hop formado pela Big Hit Entertainment. Geralmente conhecidos como BTS, são também chamados de Bangtan ou Bangtan Boys. Eles estrearam em 13 de junho de 2013 com sua... LEIA MAIS
SEJA BEM VINDO À BANGTAN BRASIL, A PRIMEIRA E MAIOR FÃ BASE BRASILEIRA DO BTS. FEITA DE FÃ PARA FÃ!
Publicado em 26.09.2018
BTS na ONU: “As histórias dos ARMYs sempre nos lembram da nossa responsabilidade”
RM sublinhou a importância de ouvir a própria voz para seguir seus caminhos

O líder Kim Namjoon, também conhecido como RM, tomou o pódio para discutir a importância de dar voz aos jovens e oportunidade para seguirem seus sonhos.

 

IMG 1

 

O BTS fez história ontem ao se tornar o primeiro grupo musical da Coreia do Sul a discursar nas Nações Unidas. O septeto se juntou a diversos delegados e jovens distintos de todos os lugares do mundo no lançamento da ‘Youth 2030: The UN Youth Strategy’ e o programa ‘Generation Unlimited’ do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) na segunda-feira, 24 de setembro, em Nova Iorque.

O líder do grupo, Kim Namjoon, que usa o nome artístico RM, tomou o pódio na 73ª sessão da Assembleia Geral da ONU para discutir a importância de dar voz aos jovens e oportunidades para seguirem seus sonhos em vez de serem enquadrados nas expectativas da sociedade. O rapper e produtor começou [o discurso] destacando as esperanças e sonhos de ser um super herói quando era mais novo, antes de se tornar consciente das pressões sociais e colocar esses sonhos de lado quando tinha 10 anos de idade. “Olhando pra trás, acho que foi por aí que comecei a me preocupar com o que os outros pensavam de mim e comecei a me enxergar pelos seus olhos. Eu parei de olhar para o céu e para as estrelas… Parei de sonhar acordado. Em vez disso, tentei me encaixar nos moldes que outras pessoas fizeram.”

RM sublinhou a importância de ouvir a própria voz para seguir o caminho que realmente deseja — uma voz que, eventualmente, o levou a ir atrás do seu maior amor: a música. Ele explica que houveram muitos altos e baixos mesmo depois de se juntar ao BTS — quando começaram e alguns anos depois, o grupo foi constantemente ridicularizado pela sua esperança de se tornarem uma voz para os jovens. “Algumas pessoas podem não acreditar, mas muita gente achou que não tínhamos chance. Às vezes, eu só queria desistir.”

O produtor continuou [o discurso] garantindo aos jovens que está tudo bem em cometer erros, contanto que permaneçam firmes em seguir verdadeiros a si mesmos. Ele também destacou a importância do trabalho em grupo, creditando o restantes dos integrantes do BTS — Jin, SUGA, J-Hope, Jimin, V e JungKook — e os fãs do grupo, os ARMYs, como as forças dirigentes na sua jornada ao sucesso. Aceitar seus defeitos e erros e ainda assim ter fé em si mesmo (o mantra chave dos álbuns de mega-sucesso do grupo, a série Love Yourself) também têm uma grande parte em mitigar a auto-dúvida que mina os jovens de hoje. “Essas culpas e erros são quem eu sou,” RM explicou, acrescentando, “Eu passei a me amar por quem eu sou, quem eu fui e quem eu espero me tornar.”

O líder do BTS terminou seu discurso de quase seis minutos instigando jovens ao redor do mundo a se aceitarem por quem são e falarem por si próprios, seguirem o caminho que realmente desejam e fazer uma diferença positiva. “Não importa quem você seja, de onde é, a cor da sua pele, sua identidade de gênero… Fale por si mesmo.”

O BTS foi convidado para o evento devido ao seu tremendo impacto na cultura jovem global atual através de sua arte e mensagens sociais, bem como suas ações filantrópicas, e são reconhecidos como embaixadores da boa-vontade da UNICEF para a parceria ‘Generation Unlimited’. Em novembro do ano passado, o grupo anunciou a parceria junto do Comitê da Coreia do Sul para a UNICEF para lançar a campanha ‘Love Myself: #ENDViolence’, dedicando uma porção das vendas de seus álbuns físicos para a causa. De acordo com o site da campanha, o valor das doações já somavam ₩ 1.154.593.599 (cerca de R$ 4.212.762,89).

De acordo com a Diretora Executiva da UNICEF Henrietta Fore, figura chave no lançamento, o programa ‘Generation Unlimited’ vai focar em incluir a criação de um ambiente saudável para crianças que necessitam, provendo educação (incluindo oportunidades fora da escola e programas de mentoria), ensinando diferentes línguas e tipos de tecnologias avançadas e muitas outras habilidades para que se juntem à parcela mais altamente qualificada da “força de trabalho do futuro”.

Com o público jovem e diverso do BTS prestando atenção ao trabalho do grupo na UNICEF e às palavras de RM na cúpula de segunda-feira (24), o grupo tem um papel imenso no movimento global para mobilizar sonhos. Com mais jovens sendo inspirados para termos um futuro melhor e mais feliz, isso contribui para a demanda por educação e a ajuda para provê-la àqueles que querem e precisam. A influência positiva do BTS em seus fãs criou um efeito cascata; os ARMYs são responsáveis por liderar grandes movimentos de caridade em diversos países, falando da importância da saúde mental, educação, equidade, feminismo e do apoio à comunidade LGBTQ+.

Fonte: Rolling Stone India
Trans eng-ptbr; nalu @ btsbr



Comentários: