A cada ano que passa, o BTS trabalha com mais artistas ocidentais — e está dando muito certo!

Anúncio

A cada ano que passa, o BTS trabalha com mais artistas ocidentais — e está dando muito certo!

Mesmo tendo sido um dos grupos favoritos dentro da indústria do K-Pop há quase meia década, foi apenas recentemente – cerca de dois anos – que o BTS começou a chamar atenção dentro do mercado musical ocidental, principalmente nos Estados Unidos. Desde a primeira aparição deles nos charts principais, o grupo não parou de crescer, e eles continuam a alcançar novas alturas e feitos incríveis a cada novo lançamento.

Eles já eram um dos grupos mais populares no mundo, mesmo se apresentando majoritariamente em coreano, mas o BTS também beneficiou seus fãs ao colaborar com artistas falantes e nativos da língua inglesa. Essas parcerias estão sendo tão bem sucedidas que o grupo tem apostado nelas cada vez mais ao passar dos anos. O ano de 2019 ainda tem mais um semestre pela frente e parece que o BTS tem muito mais lançamentos previstos, mesmo já sendo oficialmente o maior ano deles se tratando de colaborações com artistas ocidentais!

O primeiro grande hit do BTS nos Estados Unidos com um trabalho conjunto com artistas ocidentais foi em 2017 quando a versão remix de “MIC Drop” chegou no Top 40 da Hot 100 da Billboard, com sua melhor posição sendo a 27ª. A música é uma parceria com o DJ e produtor Steve Aoki e o rapper Desiigner.

A aposta arriscada acabou por ser muito frutífera, e em 2018 o grupo se juntou a Aoki novamente, desta vez para um single EDM do DJ, “Waste It On Me”. A música faz parte do álbum Neon Future III, e entrou novamente para o Hot 100, alcançando o 89º lugar. Pouco tempo depois, o novo lançamento do grupo “IDOL”, com a participação da rapper Nicki Minaj – versão que foi enviada às rádios norte-americanas – colaborou para o sucesso do álbum do grupo que conquistou o primeiro lugar no Billboard 200, e a música em si conquistou o impressionante 11º lugar no Hot 100.

Em 2019, o BTS já lançou 3 singles em colaboração com artistas ocidentais, com um trio de mulheres do pop contribuindo com seus talentos para as músicas das super estrelas coreanas. Primeiro veio “Boy With Luv”, o hit do último álbum do grupo Map of the Soul: Persona – que foi o terceiro álbum consecutivo do grupo a alcançar a primeira posição na Billboard 200. A música traz Halsey no refrão, e foi um verdadeiro sucesso, alcançando a oitava posição no Hot 100 e conquistando 20 troféus (até o momento) nos programas musicais coreanos, se igualando à “Gangnam Style” em número de vitórias.

Recentemente, o grupo finalizou as divulgações promocionais de Map of the Soul: Persona para assumir totalmente o projeto da trilha-sonora de seu novo e muito aguardado jogo, BTS World. Até o momento três músicas da OST foram disponibilizadas digitalmente, “Dream Glow” com as vozes de Jin, Jimin e JungKook e a participação de Charli XCX, “A Brand New Day” com V e J-Hope e colaboração de Zara Larsson e “All Night” dos rappers SUGA, RM e participação de Juice WRDL.  

“Dream Glow” fez sua estréia nos charts britânicos na última semana, e talvez seja apenas só uma questão de tempo até as outras duas músicas seguirem o mesmo caminho do sucesso. Ao nível que eles se encontram como artistas, é possível que o BTS continue a trabalhar cada vez mais ao lado de artistas fora do meio K-Pop, e tudo está indo muito bem para todos. O grupo continua a manter sua identidade como falantes naturais da língua coreana ao mesmo tempo em que trabalha com artistas nativos da língua inglesa, um caminho bilíngue para o sucesso cada vez maior.

Fonte: Forbes

Artigos | por em 25/06/2019
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio