BTS escreveu a história do K-Pop

Anúncio

BTS escreveu a história do K-Pop

A frase que eles ouviram na época do debut – “ele vão sumir logo” – convenientemente desapareceu. A cada ano, o BTS evoluiu como se estivesse subindo uma escadaria. Eles alcançaram muitos primeiros lugares e quebraram diversos recordes pelo mundo. Até mesmo o presidente Moon Jae parabenizou o grupo e seu fandom – ARMY. Isso demonstra que a primeira metade de 2018 foi dominada pelo BTS.

O grupo ganhou o prêmio de Top Social Artist no BBMA’s pelo segundo ano seguido com uma grande diferença em relação aos outros artistas nominados, os quais incluíam Justin Bieber, Ariana Grande e Shawn Mendes. O BTS foi o 15º artista a performar em um total de 16 stages. Eles apresentaram seu single, “Fake Love”, do seu novo álbum, Love Yourself: Tear pela primeira vez mundialmente.

Muitos fãs cantaram junto a canção que havia sido lançada dois dias antes do evento. A presença do grupo mudou muito no período de um ano. Kelly Clarkson, que foi a anfitriã do evento, apresentou o grupo como “a maior boyband do mundo” e celebridades como Tyra Banks, Taylor Swift e John Legend mostraram grande interesse no grupo.

O BTS também comprova milagres quando fala de seus objetivos. Sua meta era entrar no Top 10 do Hot 100 das Billboard. “Fake Love” conquistou o 10º lugar. Esse é o primeiro e melhor recorde atingido por um grupo de K-Pop. “Fake Love” ainda permanece na parada (por quatro semanas) mesmo com o final das atividades promocionais.

As pré-vendas chegaram a 1,5 milhões e, em 14 dias de lançamento, foram vendidas 1,664,041 cópias, quebrando recordes do Gaon e vendendo a maior quantidade de cópias em um mês. Faz 17 anos e oito meses desde às 1,705,127 vendas de Jo Sung em setembro de 2000.

O MV de “Fake Love” atingiu 100 milhões de visualizações em nove dias, quebrando novos recordes e, nos programas de músicas coreanos, eles ganharam 12 prêmios.

 

Fonte: Naver
Trans ko-eng; firstsight_jk
Trans eng-ptbr; cláudia @ btsbr

Artigos | por em 02/07/2018
Compartilhe:

Comentários:


Anúncio